Início » Brasil » Temer é transferido para batalhão da PM em SP
PRISÃO PREVENTIVA

Temer é transferido para batalhão da PM em SP

Ex-presidente deixou a sede da PF, onde estava detido desde a semana passada, e foi levado para o Comando de Policiamento de Choque

Temer é transferido para batalhão da PM em SP
PF informou não ter condições para abrigar o ex-presidente (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O ex-presidente Michel Temer foi transferido da sede da Polícia Federal (PF) em São Paulo, onde está detido desde a última quinta-feira, 9, para o Comando de Policiamento de Choque, da Polícia Militar, localizado na região central da capital paulista.

Segundo informou o portal G1, a transferência se deu porque a PF informou não ter condições para abrigar o ex-presidente, que, por conta do cargo que ocupou, tem direito a uma sala de Estado-Maior.

“Conforme determinação da 7 Vara Federal Criminal no Rio de Janeiro, o ex-presidente Michel Miguel Elias Temer Lulia foi transferido da Sede da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo para o Comando de Policiamento de Choque, onde deverá cumprir a prisão preventiva em sala de Estado-Maior”, disse a PF em nota.

Temer foi preso preventivamente pela força tarefa da Operação Lava Jato em 21 de março. A prisão se deu no âmbito da delação de José Antunes Sobrinho, proprietário da Engevix.

Segundo Sobrinho, a pedido do coronel João Baptista Lima Filho, que é amigo de Temer e do ex-ministro Moreira Franco, a empreiteira pagou R$ 1 milhão em propina, em benefício de Temer.

O ex-presidente, assim como os demais detidos, deixaram a prisão quatro dias depois, após receberem habeas corpus. Porém, na última quarta-feira, 8, o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) decidiu pela revogação do habeas corpus.

Um dia depois, Temer se apresentou à sede da Polícia Federal em São Paulo para cumprir a decisão judicial. Lá, ele permaneceu até esta segunda-feira.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *