Início » Brasil » Temer explica reforma da Previdência no programa Silvio Santos
EM BUSCA DE APOIO

Temer explica reforma da Previdência no programa Silvio Santos

Ao lado do apresentador Silvio Santos, Temer alertou que o déficit na Previdência pode aumentar para R$ 220 bilhões em 2019

Temer explica reforma da Previdência no programa Silvio Santos
Participação de Temer no programa foi ao ar no último domingo, 28 (Foto: Divulgação/SBT)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O presidente Michel Temer apresentou as propostas da reforma da Previdência no programa do Silvio Santos no último domingo, 28. A conversa entre o apresentador e o chefe de Estado durou cerca de 15 minutos. Durante o diálogo, Temer aproveitou para esclarecer alguns pontos das mudanças, dando, segundo ele, a “oportunidade de transmitir a realidade”.

Esta foi a primeira vez que Temer participou de um programa de auditório – a participação foi filmada no último dia 19 de janeiro. Durante a exibição, o presidente revelou que a Previdência registrou um déficit de R$ 189 bilhões, afirmando que esse déficit pode aumentar para R$ 220 bilhões em 2019, caso a reforma não seja aprovada.

“Se não houver uma reformulação da Previdência, o que vai acontecer daqui a dois, três anos, é aquilo que aconteceu em Portugal e na Grécia. Ou seja, uma dívida previdenciária tão grande, tão expressiva, que lá foi preciso cortar 3% a 40% dos vencimentos dos funcionários públicos”, apontou o presidente.

Silvio Santos, que foi escolhido como garoto-propaganda da reforma da Previdência, também apontou o aumento da expectativa de vida dos brasileiros e a queda na taxa de natalidade como alguns dos motivos responsáveis pelo déficit no programa de seguridade social.

Além disso, o apresentador relembrou conquistas econômicas do governo em 2017, como a queda dos juros, para reforçar o seu posicionamento, explicando que, em quatro anos, o Brasil não conseguirá mais pagar aposentados e pensionistas. “Não é má vontade do político, não é má vontade do presidente. É que não vai haver dinheiro para pagar”, disse Silvio Santos.

Segundo Temer, a reforma da Previdência está sendo discutida atualmente como uma forma de prevenção do futuro. De acordo com o presidente, quando o país tem um equilíbrio nas contas públicas, a inflação e os juros diminuem e os alimentos ficam mais baratos.

“De repente, você tem que fazer um tal corte na Previdência que prejudica a todos. Mas quero registrar que este projeto de Previdência não alcança os mais pobres. Agora, quem ganha R$ 13 mil, R$ 20 mil, R$ 30 mil vai ter que fazer uma Previdência complementar. Vai ter que tirar do próprio bolso para, lá na frente, conseguir aposentar com 30 mil”, apontou Temer.

De acordo com Temer, diferentes mudanças foram feitas desde a apresentação do primeiro texto da proposta até o momento. Com isso, o novo projeto tem regras “bastante amenizadas”, podendo facilitar o entendimento da população a respeito do assunto.

“A Câmara dos Deputados, de alguma maneira, transmite a vontade popular. Então, é importante que o Brasil inteiro sensibilize os deputados porque eles representam a vontade popular. E se a população compreender isso que nós dois estamos dizendo aqui, os deputados vão lá e depositam seu voto favoravelmente”, disse Temer.

Já Silvio Santos afirmou que parte dos deputados pode deixar de votar positivamente pela Reforma da Previdência para evitar que Michel Temer leve o crédito.

“Se eu sou deputado, a gente sabe que se nós aprovarmos hoje a reforma da Previdência isso vai contar pontos para o presidente. Então, para que que eu vou aprovar se isso só vai trazer benefício para o presidente? Agora, não querem encher a empada do presidente porque acham que você está fazendo isso para se reeleger, quando não é verdade. Porque muito mais importante do que você, eu, ou o João sermos presidentes, é o povo que precisa receber o dinheiro da Previdência”, afirmou o apresentador.

Temer, por sua vez, minimizou essa possibilidade, explicando que não está pensando em uma possível reeleição no momento, mas sim em deixar um legado para o Brasil.

“Nós todos estamos pensando no futuro do país. Eu, particularmente, estou pensando em deixar um legado histórico para o Brasil. As pessoas, lá na frente, vão dizer: ‘Nossa, esse Temer aí conseguiu fazer as reformas que precisavam, o alimento caiu de preço, ficou mais fácil morar, viver’”, finalizou Temer.

 

Leia também: Votação da reforma da Previdência fica para fevereiro

Leia também: Temer busca apoio para a reforma da Previdência

Fontes:
O Globo - No programa de Silvio Santos, Temer defende reforma da Previdência

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Sérgio disse:

    UM DEMÔNIO DE UM PRESIDENTE DESTE NÃO PODE COBRAR A JBS, O BANCO DO BRASIL, O ITAU, A CAIXA
    FEDERAL A REDE GLOBO O BRADESCO ETC…. Aí tem coragem este bonitinho com coceira na testa, de anunciar uma coisa. Tem que enforcá-lo em praça pública…

  2. CHRISTIAN disse:

    Mais uma vez quem apoia essa insanidade é quem não precisa da previdência. A omissão da classe média vai introduzir mais uma grande fatia da população na pobreza.
    O discurso de aumento de empregos é um disparate, você mantém o cidadão empregado por mais 10 ou 15 anos e com isso aumenta vagas de emprego? Como?
    Que a informalidade tem aumentado no Brasil ninguém relata!
    E os GIGANTES devedores caloteiam com aval governamental e propagandeiam as “maravilhas” da reforma previdenciária, a qual só atingirá o Povão.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *