Início » Brasil » Temer rebate acusações de que seria golpista
POSSE DEFINITIVA

Temer rebate acusações de que seria golpista

'Golpistas são eles, que propõem a ruptura constitucional', afirmou Temer após assumir em definitivo a presidência

Temer rebate acusações de que seria golpista
Cerimônia de posse de Temer durou apenas 12 minutos (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Em seu primeiro discurso após assumir em definitivo a presidência da República, Michel Temer rebateu na tarde desta quarta-feira, 31, as acusações de que seria golpista, ressaltando que o momento agora é de “colocar o Brasil nos trilhos”.

Leia também: Dilma: ‘Senado rasgou a Constituição’
Leia também: Impeachment é aprovado, mas Dilma não perde direitos políticos
Leia também: Ficha Limpa ainda pode barrar Dilma de cargos públicos

A cerimônia de posse de Michel Temer durou apenas 12 minutos e aconteceu cerca de três horas após o fim do julgamento do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Adotando um tom duro, Temer afirmou que o governo federal “não levará mais ofensa para casa” e que “vamos contestar o termo golpista. Golpistas são eles, que propõem a ruptura constitucional”. A declaração de Temer foi vista como uma resposta à ex-presidente Dilma, que chamou — mais uma vez — de golpe o resultado final do processo de impeachment votado no Senado nesta quarta.

“Agora nós inauguramos uma nova fase em que nós temos um horizonte de dois anos e quatro meses. E espera-se que nesses dois anos e quatro meses nós façamos aquilo que temos alardeado, ou seja, colocar o Brasil nos trilhos […] No mais, contestar a partir de agora essa coisa de golpista. Dizer: golpista é você, que está contra a Constituição”, disse Temer em seu discurso.

Um áudio vazado por câmeras de TV mostra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), dizendo a Temer “estamos juntos” ao final da cerimônia de posse. Renan votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff na sessão desta quarta.

Pouco depois do fim da votação no Senado, Dilma fez um duro pronunciamento no Palácio da Alvorada e afirmou mais uma vez que o impeachment é um “golpe parlamentar”. A agora ex-presidente disse ainda que fará uma forte oposição ao governo Michel Temer: “Eles pensam que nos venceram, mas estão enganados. Sei que todos vamos lutar. Haverá contra eles a mais firme, incansável e enérgica oposição que um governo golpista pode sofrer”.

Fontes:
Uol - Temer assume Presidência da República e fala em "colocar país nos trilhos"

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Beraldo disse:

    Golpista é apenas o adjetivo pertinente à finalidade: o poder.

    Conspirou e traiu.

    Não se sustentará, mesmo porque está rodeado de pessoas como ele próprio, de péssima qualidade, traidores e oportunistas.

    Na verdade, e ele sabe disto, todos querem o poder que lhe deram.

    Os principais e mais canalhas são os do PSDB/DEM, que já começaram a vociferar suas convenientes insatisfações.

    Ratazanas de esgoto como Aécio Neves, Aloysio Nunes Ferreira, Cássio Cunha Lima, Ataides de Oliveira, José Agripino, Ronaldo Caiado e mais uma centena de outros roedores.

    Mais acima, no topo, os bandidos “Romero Cunha” e “Eduardo Jucá”.

    Ele vai sentir o gosto amargo do fel, da conspiração e da traição.

    Nada como um dia depois do outro.

  2. Ivone disse:

    Concordo com seu desabafo Beraldo.
    Apenas acrescento à sua lista de “notáveis ratazanas” a figura deplorável de José Serra.
    Nós paulistas o conhecemos de longa data.

  3. Vitafer disse:

    Nossa, Beraldo e Ivone, como vocês são puros! Também só poderia ser, pois pertencem ao Partido dos Taumaturgos. Se é taumaturgo, é santo…

  4. Beraldo disse:

    Bom tomar umas vitaminazinhas à base de ferro e melhorar o Português.

    Errinhos primários de concordância pegam mal, pô!

    Nada como uma correçãozinha, no ato!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *