Início » Brasil » Temer responderá a quatro processos quando deixar o governo
SEM FORO ESPECIAL

Temer responderá a quatro processos quando deixar o governo

Nova realidade jurídica se deve ao fato de que Temer ficará sem foro especial

Temer responderá a quatro processos quando deixar o governo
A princípio, Michel Temer descartou a possibilidade de se candidatar à reeleição (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O presidente Michel Temer terá que responder a pelo menos quatro processos judiciais quando deixar a presidência da República no início do próximo ano.

Há atualmente dois inquéritos contra Temer no Supremo Tribunal Federal (STF) e ainda duas denúncias que foram rejeitadas pela Câmara dos Deputados, mas que podem ser reativadas a pedido do Ministério Público Federal (MPF).

A nova realidade jurídica se deve ao fato de que Temer ficará sem foro especial. Ele foi denunciado em casos envolvendo a delação premiada da JBS, com acusações de corrupção passiva e também de obstrução à Justiça e participação em organização criminosa. Esses dois processos devem seguir para a Justiça Federal do DF.

Também pesam contra Temer dois inquéritos, ainda em fase de coleta de provas, que tramitam no Supremo. Um deles investiga o suposto repasse no valor de R$ 10 milhões da Odebrecht para o então PMDB em 2014, cujo acerto teria contado com a participação de Temer e aliados em uma reunião no Palácio do Jaburu.

O outro inquérito apura se Temer favoreceu empresas do setor portuário com a publicação do chamado “decreto dos portos” em troca de propina.

A princípio, Michel Temer descartou a possibilidade de se candidatar à reeleição, conforme informaram integrantes do seu partido. Relatos feitos ao jornal Folha de S.Paulo revelam que o presidente já demonstrou, em conversas reservadas, receio em ser preso após deixar o governo. O seu maior medo, no entanto, é de que as investigações avancem sobre sua família, ainda segundo a Folha.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Fora do governo, Temer enfrentará quatro processos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Fábio Rossano Gugik disse:

    Interessante:
    Para roubar, todos os políticos estão saudáveis, basta ver exemplos de muitos que lesaram patrimônio e hoje “curtem” sua casa com tornozeleira eletrônica.
    Não podem ficar em presidios pois sua “saúde” não lhes permite!
    É o mesmo caso de quando “roubam”, estão de cara lavada:LINDOS!
    Mas quando são presos se escondem!
    Aí sim escondem seus rostos.
    E mais, muitos deles se quer devolvem o que “DEPRECIAM OS CAIXAS DO GOVERNO !………

  2. Áureo Ramos de souza disse:

    Tudo pode acontecer é obvio, mais com Gilmar Mendes soltando os ladrões fica difícil,. Se Temer ao deixar seu posto de presidente terá Temer para solta-lo e ir para casa de tornozeleira e quiçá não arrumar uma doença. Agora os miseráveis ficam lá e a Rocinha nem com o exercito tem jeito.

  3. Engels Machado Maciel disse:

    Vagabundo. As duas denuncias foram compradas. Vai ser preso junto com o ladrão do PT na Papuda.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *