Início » Brasil » Temporal deixa 3 mortos e 4 mil desabrigados no Rio de Janeiro
Caos no Rio

Temporal deixa 3 mortos e 4 mil desabrigados no Rio de Janeiro

A maioria dos desabrigados é da região da Baixada Fluminense, que decretou estado de calamidade pública

Temporal deixa 3 mortos e 4 mil desabrigados no Rio de Janeiro
Zona Norte e a Baixada foram as regiões mais afetadas pelo temporal (Reprodução/Folha)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A tempestade contínua que atingiu o Rio de Janeiro na última quarta-feira, 11, deixou pelo menos três mortos e 4.100 famílias desalojadas. A maioria dos desabrigados é da região da Baixada Fluminense, que decretou estado de calamidade pública. Segundo a Defesa Civil, a chuva acumulada em dez horas no Rio nesta quarta foi de 190 mm, volume médio registrado em um mês.

Leia mais: Chuvas levam caos ao Rio, mais uma vez

A Zona Norte e a Baixada foram as regiões mais afetadas pelo temporal. Houve alagamentos, deslizamentos de terra e desabamento de casas. Pessoas ilhadas em vários pontos acabaram sendo vítimas de criminosos, que aproveitaram a oportunidade para fazer “arrastões”.

Apesar do caos na região metropolitana, o secretário de Defesa Civil do Rio, Márcio Motta, disse que a “cidade se comportou bem”. “Até toda a água escoar para a Baía levou um certo tempo. Mas a cidade se comportou bem. A água baixou e o sistema de alerta funcionou. Tivemos deslizamentos, desabamentos, mas não tivemos feridos nas localidades onde o sistema foi acionado”, disse o secretário.

O prefeito Eduardo Paes recomendou que a população evite sair de casa. “Vamos apurar o que causou todos esses alagamento”, disse Paes. Famílias que moram em áreas de risco estão sendo orientadas a sair de casa e seguir para abrigos ou outros locais seguros. Equipes de vários órgãos da prefeitura fazem uma força-tarefa para remover objetos das ruas e reparar os estragos.

A presidente Dilma Rousseff telefonou para Eduardo Paes e para o governador Sérgio Cabral para oferecer ajuda federal. Cabral pediu à presidente que envie reforço policial para conter os saques na Rodovia Presidente Dutra.

A previsão para as próximas horas é de chuva fraca a moderada, mas a capital permanece em estado de atenção.

Fontes:
O Globo-Prefeitura realiza força-tarefa para limpar ruas da Zona Norte da cidade
Estadão-Após chuva, Rio tem 3 mortes e um desaparecido
Folha-Rio contabiliza 4.000 desalojados ou desabrigados após temporal

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. jayme endebo disse:

    No dia que o ESTADO brasileiro for responsabilizado por todos estes desmandos e sofrimento que está causando à nação teremos o fim destas noticias tristes.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *