Início » Brasil » Tiroteio em escola foi planejado, aponta polícia
MASSACRE EM SUZANO

Tiroteio em escola foi planejado, aponta polícia

Jovens de 17 e 25 anos foram os autores do ataque

Tiroteio em escola foi planejado, aponta polícia
Ataque resultou na morte de dez pessoas e deixou outras 11 feridas (Fonte: Reprodução/Rovena Rosa/Agência Brasil)

O tiroteio em uma escola de Suzano (SP) nesta quarta-feira, 13, provocou uma grande comoção em todo o país. A Polícia Civil acredita que o ataque, que resultou na morte de dez pessoas e deixou outras 11 feridas, foi cuidadosamente planejado.

Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, foram os autores do ataque. Os dois jovens foram a uma locadora de carros do tio de Guilherme, atiraram contra ele, e seguiram para o colégio em um carro roubado.

Ex-aluno da Escola Estadual Professor Raul Brasil, Guilherme pediu para entrar no colégio no horário do intervalo das aulas e foi autorizado.

A coordenadora Marilena Ferreira Vieira Umezo, de 59 anos, foi a primeira a ser atingida. Depois, os dois jovens atiraram contra outra funcionária do colégio, Eliana Regina de Oliveira Xavier, de 38 anos.

Depoimentos de testemunhas indicam que Guilherme e Luiz Henrique agiram juntos. Quando se deram conta de que estavam encurralados por policiais teriam se desesperado. De acordo com o secretário de Segurança Pública de São Paulo, João Camilo Pires de Campos, neste momento, um jovem atirou no outro e posteriormente se matou.

Entre os mortos estão cinco estudantes com idades entre 15 e 17 anos, duas funcionárias da escola, o dono da locadora e os dois jovens autores do massacre.

O secretário estadual da Educação de São Paulo, Rossieli Soares, informou que Guilherme Taucci Monteiro não tinha histórico de problemas na escola.

“A informação que temos sobre o Guilherme é que ele foi aluno por dois anos no primeiro e no segundo ano do ensino médio, e ele nunca trouxe problemas. Não há registros de problemas desse aluno. Era um aluno muito quieto, calmo e não teria mais problemas. Mas vamos levantar mais informações”, afirmou o secretário.

Ainda de acordo com Soares, Guilherme chegou à escola dizendo que “iria para a secretaria para retomar os estudos. A informação que a gente tem é que a escola estava aberta para receber um ex-aluno que queria voltar a estudar. E aí, do nada, começou o ataque”.

 

 

Fontes:
EBC - Polícia acredita que tiroteio foi cuidadosamente planejado
EBC - Atirador não tinha histórico de problema na escola, diz secretário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *