Início » Brasil » TJ do DF quer juiz político – de paz, trânsito e terras
Coluna Esplanada

TJ do DF quer juiz político – de paz, trânsito e terras

PL 3411/12 transforma o cargo de juiz de paz em político, e amplia suas atribuições para decidir também sobre pequenos conflitos de trânsito e de meio ambiente

TJ do DF quer juiz político – de paz, trânsito e terras
Relatório foi entregue à Comissão de Constituição e Justiça pelo deputado Ronaldo Fonseca (Fonte: Reprodução/Câmara)

Uma proposta surreal tem avançado discreta, mas forte, na Câmara dos Deputados desde junho de 2013, e ontem ganhou mais um capítulo com a entrega do relatório à Comissão de Constituição e Justiça pelo deputado Ronaldo Fonseca (PROS-DF). Nascido na presidência do Tribunal de Justiça do DF, o PL 3411/12 transforma o cargo de juiz de paz (aquele, o casamenteiro) em político, e amplia suas atribuições para decidir também sobre pequenos conflitos de trânsito e de meio ambiente. A proposta pode abrir precedente para outros estados seguirem a linha político-judiciária.

Brasiiilll!

Se o projeto virar lei, Brasília será pioneira: terá um juiz de paz político, com filiação partidária, com ingerência no Detran e nas decisões sobre as famosas grilagens.

Um por todos…

O deputado Ronaldo Fonseca não quis comentar. Seu relatório é pela aprovação da proposta. O mesmo PL já passou pelas comissões de Trabalho e Finanças e Tributação.

… todos por um

O lobby do TJDFT é forte. Tratam-se dos interesses de juízes, desembargadores e parlamentares. Da CCJ, o PL vai a plenário e depois para o Senado, nos mesmos ritos.

Espelho do Brasil

PMDB e PT repetem em Minas Gerais a ciumeira — sem crise e com menor intensidade — sobre disputa pelo Poder. O governador Fernando Pimentel, do PT, se desdobra para negociar votação de projetos importantes com a Assembleia Legislativa, controlada pelo PMDB. Este se sente menosprezado na distribuição de secretarias…

Mabel deixou saudade

Com as longas sessões noturnas nesta gestão Eduardo Cunha, o ex-deputado Sandro Mabel (PR-GO) deixou saudade nos colegas, pela distribuição no ‘Cafezinho’ das rosquinhas de sua famosa fábrica. Agora sabe-se que até nos… palácios da Justiça.

Data Venia

Certa vez, numa longa reunião no 9º andar do STJ, com o então presidente ministro Felix Fischer e outros deputados, um parlamentar soltou: ‘Nobre deputado, sinto informá-lo e aos presentes, mas sua rosquinha está queimada’. Gargalhada geral.

Mais Minas

Para emendar o cenário de Pimentel em Minas, o seu vice, Antonio Andrade (PMDB), faz papel de ‘Michel Temer’. É aliado, mas nem tanto. Tem que defender o partido.

Mesmo com dólar a R$ 3…

… A bilionária Vale, maior exportadora do País, virou alvo de dezenas de empresas fornecedoras de serviços no Pará e Maranhão. Reclamam de pagamentos atrasados.

Para todos

Caiu nas mãos do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) o projeto sobre as ‘Garantias e Direitos Fundamentais ao Livre Exercício da Crença e dos Cultos Religiosos’, na Comissão de Assuntos Econômicos. Apesar de ser bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, o senador tem se pautado na pluralidade e diversidade de crenças.

Estratégia & mico

Para evitar cobranças sobre boatos de que pode acumular a função de cuidar da publicidade da Presidência, com a saída de Thomas Traumman, o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, trocou o horário e discursou com plenário vazio na Comissão Geral da Câmara ontem à tarde. Nem deputados aliados ficaram para ouvir.

Centrão administrativo

A despeito do aluguel de mais três torres no Setor de Autarquias Norte, em Brasília, para acolher suas diretorias, o Banco do Brasil informa que hoje aluga nove prédios e agora vai concentrar tudo em dois — a atual e tradicional sede, na Asa Sul, e a nova.

País quebrado

Não é só no Banco do Brasil. Na Caixa, o índice de inadimplência total do banco aumentou de 2,40% para 2,73% entre setembro de 2013 e de 2014. Estima-se que o índice suba no próximo balanço a ser divulgado. O do BB será revelado em maio.

Sem ingerência

Os bancos devem obedecer a critérios e cronogramas da CVM e do banco central. Sem orientação do Palácio do Planalto, informou a assessoria da caixa.

Cartolas

Hélio Cury e Amauri Escudero, presidente reeleito e vice, tomam posse dia 8 de abril na Federação Paranaense de Futebol. A disputa acirrada de cartolas envolveu até a CBF.

Ponto Final

O deputado estadual Edinho Silva (PT-SP) virou o ‘arroz de festa’ da hora. Ex-futuro APO, ex-futuro ministro da Comunicação da Presidência… só falta se candidatar a Papa.

Com equipe DF, SP e Nordeste

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *