Início » Brasil » TJ-RJ autoriza quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz
DEPÓSITOS SUSPEITOS

TJ-RJ autoriza quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz

Segundo jornal O Globo, pedido foi autorizado no último dia 24 de abril

TJ-RJ autoriza quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz
Flávio disse que não conseguirão usá-lo para atingir o governo de Jair Bolsonaro (Fonte: Reprodução/Facebook)

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) aceitou um pedido do Ministério Público fluminense e autorizou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do senador Flávio Bolsonaro e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

De acordo com o jornal O Globo, o pedido foi autorizado no último dia 24 de abril. A Justiça do Rio e o MP do estado afirmaram, em nota, que não irão se pronunciar, uma vez que o processo corre sob sigilo.

Também foi autorizada a quebra do sigilo bancário de Fernanda Bolsonaro, mulher de Flávio, da empresa Bolsotini Chocolates e Café Ltda, que pertence ao casal, e das duas filhas e da mulher de Queiroz, Nathalia, Evelyn e Marcia, respectivamente.

A Justiça autorizou ainda que sejam checadas as informações bancárias de outros 88 ex-funcionários do gabinete, parentes e empresas ligadas a eles, incluindo uma irmã e a mãe do ex-PM Adriano Magalhães da Nóbrega, que está foragido e é acusado de ser o chefe do “Escritório do Crime”, organização de milicianos.

O pedido do MP foi aceito pelo juiz Flávio Nicolau, que, de acordo com o jornal O Globo, afirmou que a medida é “importante para a instrução do procedimento criminal” instaurado contra os investigados.

A defesa de Fabrício Queiroz afirmou, em nota, que “ele e família recebem a notícia com tranquilidade, uma vez que seu sigilo bancário já havia sido quebrado e exposto por todos os meios de comunicação, sendo, portanto, mera tentativa de dar aparência de legalidade a um ato que foi praticado de forma ilegal”.

Também em nota divulgada nesta segunda-feira, 13, o senador Flávio Bolsonaro afirmou que “o meu sigilo bancário já havia sido quebrado ilegalmente pelo MP/RJ, sem autorização judicial. Tanto é que informações detalhadas e sigilosas de minha conta bancária, com identificação de beneficiários de pagamentos, valores e até horas e minutos de depósitos, já foram expostas em rede nacional após o Chefe do MP/RJ, pessoalmente, vazar tais dados sigilosos […] Somente agora, em maio de 2019 – quase um ano e meio depois – tentam uma manobra para esquentar informações ilícitas, que já possuem há vários meses […] A verdade prevalecerá, pois nada fiz de errado e não conseguirão me usar para atingir o governo de Jair Bolsonaro”.

Fontes:
Uol - Justiça autoriza quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro e Queiroz, diz jornal
G1 - Justiça do RJ autoriza quebra de sigilos bancário e fiscal de Flávio Bolsonaro

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. DINARTE DA COSTA PASSOS disse:

    É preciso que esta processo avance. Se é que querem combater a corrupção é preciso julgar e condenar este povo do Bolsonaro. Por que que eles podem fazer maracutaia e os outros não? O Sol nasceu pra todos e a cadeia também.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *