Início » Brasil » TRF-2 determina volta à prisão de Picciani, Paulo Melo e Albertassi
CÚPULA DA ALERJ

TRF-2 determina volta à prisão de Picciani, Paulo Melo e Albertassi

Parlamentares se entregaram na superintendência da PF pouco depois da determinação do TRF-2

TRF-2 determina volta à prisão de Picciani, Paulo Melo e Albertassi
Parlamentares deixam IML escoltados por agentes da PF (Fonte: Reprodução/Agência O Globo)

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) determinou nesta terça-feira, 21, por unanimidade, que os deputados estaduais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi voltassem à prisão e fossem afastados dos seus mandatos.

Leia também: Ministro do STF critica decisão da Alerj de soltar deputados

Os três parlamentares, que fazem parte da cúpula da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), se entregaram na superintendência da Polícia Federal pouco depois da determinação do TRF-2. Posteriormente, foram levados para o IML e encaminhados para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, no fim da tarde.

Picciani, Paulo Melo e Albertassi tinham sido presos no último dia 16, também por determinação do TRF-2, por crimes investigados no âmbito da Operação Cadeira Velha. A decisão, no entanto, foi derrubada após votação na Alerj e o trio foi liberado, sem que o tribunal fosse notificado.

Os três deputados estaduais são investigados por corrupção, associação criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. As investigações apontam que cargos políticos da cúpula da Alerj vêm sendo utilizados para a prática de crimes.

As defesas dos três parlamentares do PMDB informaram que vão recorrer da decisão, que foi considerada “ilegal, inconstitucional e infeliz” pelo advogado do presidente da Alerj, Jorge Picciani.

Fontes:
G1 - Picciani, Albertassi e Paulo Melo voltam para a prisão de Benfica

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *