Início » Brasil » TRF-4 acelera julgamento de recurso de Lula
CASO TRIPLEX

TRF-4 acelera julgamento de recurso de Lula

Tribunal passa julgamento do recurso de Lula referente ao caso triplex à frente de outros sete processos

TRF-4 acelera julgamento de recurso de Lula
Tribunal argumenta que não é regra seguir a ordem cronológica dos processos (Foto: Agência Brasil)

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) passou o julgamento do recurso de Lula referente ao caso tríplex à frente de outras sete ações da Operação Lava Jato, cujos recursos chegaram ao tribunal antes. Deste total, seis processos já estão nas mãos do juiz revisor Leandro Paulsen, responsável por pautar as datas dos julgamentos.

Paulsen não precisa seguir a ordem cronológica dos processos para marcar as sessões e, segundo o jornal Folha de S. Paulo, costuma afirmar que os processos andam de acordo com a complexidade e ineditismo da cada caso.

A opinião de Paulsen é respaldada pelo presidente do TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores, que em resposta ao pedido da defesa de Lula para que a lista de ações do tribunal fosse divulgada por data, disse que “o julgamento dos processos pela ordem cronológica de distribuição no tribunal não é regra absoluta”. “O próprio art. 12 do Código de Processo Civil afirma que é preferencial essa observância”, disse Flores.

O processo de Lula passou à frente dos processos do pecuarista José Carlos Bumlai; de Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira que leva seu sobrenome; do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares; do ex-governador do Rio Sérgio Cabral e sua mulher, Adriana Ancelmo; do ex-deputado federal André Vargas; e da mulher de Eduardo Cunha, Cláudia Cruz. No caso de Claudia Cruz, o tribunal analisará a absolvição concedida pelo juiz federal de primeira instância Sérgio Moro, que concluiu não haver prova de que ela agiu com dolo.

Responsável por revisar as ações da Lava Jato julgadas por Moro, o TRF-4 registrou em 2017 um salto na quantidade de julgamentos referentes a casos de maior repercussão. Ao todo, foram 15 recursos sobre sentenças de Moro julgados, contra cinco em 2016 e três em 2015.

O recurso de Lula está marcado para ser julgado no próximo dia 24. Ele é referente à sentença de nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro dada por Moro no caso tríplex. A acusação diz que a empreiteira OAS reservou para Lula um tríplex reformado em Guarujá (SP) como propina em troca de contratos com a Petrobras. A defesa de Lula sempre negou as acusações.

Fontes:
Folha de S. Paulo-Caso Lula passa à frente de 7 ações da Lava Jato em tribunal

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Alexander Silva disse:

    Daniela e o Temer dá pra aguentar? Acorda mulher

  2. Daniela Villa disse:

    Assunto enjoado…acho que os juízes querem julgar logo porque ninguém aguenta mais esse Lula.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *