Início » Brasil » A triste realidade da seca na região Nordeste
SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

A triste realidade da seca na região Nordeste

Seca deixa quase metade das cidades da região em situação de emergência

A triste realidade da seca na região Nordeste
Pesadelo da seca continua atingindo milhões de brasileiros do Nordeste (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Quase metade dos municípios do Nordeste enfrentam uma situação de emergência por causa da seca, um pesadelo que continua atingindo milhões de brasileiros.

Leia também: Torneiras secas pelo Brasil no Dia Mundial da Água
Leia também: Nordeste sofre com pior seca já registrada

Atualmente, nove em cada dez municípios do Rio Grande do Norte correm risco de ficar sem água. O maior reservatório do estado está com apenas 12% de sua capacidade.

O prejuízo no setor agropecuário do Rio Grande do Norte já ultrapassa os R$ 4 bilhões, mas a situação é difícil em toda a região.

Mais de 5 milhões de pessoas estão sendo prejudicadas pela seca no estado mais populoso do Nordeste, a Bahia. Já no estado da Paraíba, a estiagem afeta 88% do território.

Em entrevista ao Jornal Nacional, da Rede Globo, um agricultor diz que a situação está ficando ainda mais difícil a cada ano.

Outro estado muito afetado é Pernambuco, onde 64% dos municípios estão em situação de emergência. Um total de 300 mil pessoas no estado recebem água apenas por meio de caminhão-pipa.

Fontes:
Jornal Nacional - Seca deixa quase metade das cidades do Nordeste em emergência

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. André Luiz.'. disse:

    Acho que a única maneira de resolver o problema da seca no Nordeste de uma vez por todas é parar de fazer todo e qualquer tipo de assistencialismo/subsídio/ajuda ou coisa que o valha para todos os municípios e estados nordestinos por conta da seca! Porque essas verbas nunca vão para quem realmente precisa, nem são aplicadas em obras que adéquem a infraestrutura rural à realidade da seca, um fenômeno climático que não pode ser alterado (a curto/médio prazo…) pelo engenho humano, mas com o qual é possível sim conviver! Vide o caso de Israel!

  2. laercio disse:

    O problema do nordeste é meramente político; existem tecnologias até rudimentares para fazer com que a água possa chegar em todas as regiões do nordeste.
    Basta dinheiro para investir e, o dinheiro está nas regalias dadas às empresas gigantes que devem o governo bem como para os políticos e magistrados. O problema é que temos uma elite sem ética e que não lembra que o Brasil é uma nação. Outro problema, este não só do nordeste, repousa na questão da falta de instrução de verdade; no Brasil o povo é constantemente enganado em nome do lucro para poucos. Existem exemplos “bizarros”; nossas frutas e legumes são produzidos via monocultura haja vista o agricultor não dispor de recursos para variar bem como deixar a terra em descanso, conhecido como sistema de pousio. A consequência é que temos uma população doente por falta de nutrientes…
    Nunca sairemos das últimas posições enquanto a elite continuar fazendo da nação o seu império particular.

  3. Rene Luiz Hirschmann disse:

    O desvio do Rio São Francisco não iria corrigir isso, como países do Oriente médio conseguem ser tão produtivos no deserto em uma extensão 10 vezes maior, me expliquem por favor, tenho 73 anos e desde que comecei a ler (aos 3 anos) leio, ouço sempre o mesmo problema, alguém tem que ser processado por tamanha incompetência.

  4. Epaminondas Silva disse:

    Cadê a transposição do rio S. Francisco que o Lula prometeu?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *