Início » Brasil » Trump constrói hotel no Brasil, onde seus preconceitos não surtem efeito
Trump Hotel

Trump constrói hotel no Brasil, onde seus preconceitos não surtem efeito

No Rio de Janeiro, as obras do luxuoso Trump Hotel seguem sem sofrer nenhum abalo dos comentários preconceituosos do empresário

Trump constrói hotel no Brasil, onde seus preconceitos não surtem efeito
Trump também expressou estima pelo Brasil na viagem que fez ao país em 2014 (Foto: Wikimedia)

As declarações preconceituosas do pré-candidato à presidência americana Donald Trump sobre os imigrantes ilegais latinos despertaram a ira de continente sul americano. Porém, um país da região vai na contramão do ódio ao mega empresário: o Brasil.

Em território brasileiro, as frases contra imigrantes latinos não surtiram nenhum efeito nem afetaram os investimentos do empresário no país. Um deles é o Trump Hotel, que está sendo construído na zona portuária do Rio de Janeiro.

Orçado em US$ 120 milhões, o luxuoso hotel terá 171 quartos, pisos de mármore turco e cobrará quase R$ 1.700 a diária. Ele está previsto para ser concluído antes das Olimpíadas de 2016.

A obra segue firme e forte e nem mesmo os brasileiros envolvidos no projeto sentem algum desconforto. “Sou latino e não fiquei nem um pouco ofendido com os comentários dele. Ele é um dos maiores homens de negócios do mundo, e duvido que alguém deixe de se hospedar no hotel por causa de sua visão política”, diz Paulo Figueiredo Filho, empresário que trabalha no projeto.

Para alguns especialistas, a indiferença dos brasileiros em relação às declarações preconceituosas de Trump reflete a tradição de se considerar à parte da América Latina. Único país da região onde se fala português e não espanhol, o Brasil não se considera um país latino, apesar dos esforços dos últimos anos para estreitar os laços com os países vizinhos.

“Os brasileiros não se ofenderam pelos comentários de Trump sobre latinos porque acham que eles não se referem a eles. Ele está falando de uma população que eles veem como ‘os outros’”, diz Maxine Margolis, antropologista da Universidade da Flórida.

Trump também expressou estima pelo Brasil na viagem que fez ao país em 2014. “Eu amo os brasileiros, especialmente as mulheres brasileiras que são absolutamente incríveis”, disse em entrevista à revista Veja.

Na entrevista, Trump também disse que adoraria ensinar aos brasileiros técnicas de bom empreendedorismo e serviço. Porém, quando questionado se chegou a se encontrar com Dilma Rousseff ele pareceu ignorar o fato de que se tratava de uma mulher e da presidente ao responder “Não, quem é ele?”. A resposta, porém, não causou indignação, talvez pela baixa popularidade da presidente em seu próprio país.

Fontes:
The New York Times-Trump Hotel Goes Up in Rio, but His Views Barely Raise Eyebrows in Brazil

1 Opinião

  1. Roberto1776 disse:

    No presidencialismo se elege um REI para reinar 4 ou 8 anos.
    Não faz o mínimo sentido coroar um sindicalista de araque e muito menos uma terrorista. Mil vezes um sujeito super bem sucedido na vida e que não se baliza pela abominável correção política.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *