Início » Brasil » TSE convida representantes de partidos para apuração das eleições
CONTRA BOATOS

TSE convida representantes de partidos para apuração das eleições

Todos os 35 partidos poderão indicar representantes para acompanhar a totalização dos votos do segundo turno das eleições

TSE convida representantes de partidos para apuração das eleições
TSE já tinha permitido a presença de representantes no primeiro turno (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Para evitar boatos de fraude eleitoral, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) convidou 35 partidos para acompanharem a totalização de votos do segundo turno das eleições, que acontece no próximo domingo, 28. O ofício permite que os partidos enviem representantes para acompanhar a apuração na sede do TSE.

No primeiro turno o TSE já tinha feito o mesmo convite. Na última sexta-feira, a coligação do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) ingressou com uma petição para solicitar que cinco representantes do seu grupo e cinco representantes da coligação do candidato Fernando Haddad (PT) possam acompanhar a apuração.

A presidente do TSE, Rosa Weber, atendeu a solicitação, destacando que no primeiro turno a entidade já havia permitido a presença de representantes dos partidos. No primeiro turno, porém, o PSL não indicou representantes. Segundo a decisão da ministra, os representantes das coligações poderão acessar quaisquer salas do Tribunal no dia do segundo turno.

De acordo com um comunicado do TSE, os convidados vão receber maiores informações sobre os procedimentos neste sábado, 27. Os convidados poderão acompanhar a apuração dos votos a partir das 17h em uma sala na Secretaria de Tecnologia da Informação (STI), prédio anexo ao edifício do TSE.

Além do convite aos partidos, o TSE também estendeu o ofício para representantes do Supremo Tribunal Federal (STF), Congresso Nacional, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ministério Público, Controladoria-Geral da União (CGU), Departamento de Polícia Federal, Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *