Início » Brasil » TSE corta tempo de propaganda eleitoral de Aécio e de Dilma
eleições 2014

TSE corta tempo de propaganda eleitoral de Aécio e de Dilma

Ministro do Tribunal Superior Eleitoral puniu os candidatos por ataques mútuos no horário eleitoral

TSE corta tempo de propaganda eleitoral de Aécio e de Dilma
Dilma e Aécio foram punidos por propagandas ofensivas na TV e no rádio (Reprodução/Veja)

O ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu reduzir o tempo de propaganda de Aécio na TV em dois minutos e trinta segundos e de Dilma, que perderá no rádio um minuto e doze segundos e na TV quatro minutos. O ministro assinou liminar (decisão provisória) no domingo, 19, para punir os candidatos por terem usado o horário eleitoral gratuito para atacar um ao outro

O novo entendimento do TSE é de que a propaganda eleitoral obrigatória deve ser usada no rádio e na TV para debater ideias e propostas. A mudança na jurisprudência ocorreu na semana passada.

As inserções veiculadas pelo PSDB no último dia 18 atribuem conduta ilícita à presidente, questionando “Por que a Dilma não explica o motivo de não ter feito nada contra a corrupção da Petrobras? Dilma, o Brasil quer saber a verdade”. A propaganda foi percebida pelo ministro como ofensiva à adversária.

Já a propaganda de Dilma no rádio perdeu 36 segundos no bloco da manhã e outros no da tarde, veiculados nesta terça-feira, 21. Ainda na segunda-feira, o ministro decidiu cortar mais quatro minutos do programa na TV por ataques a Aécio veiculados no dia 18, indicando que o candidato teria “dificuldades em respeitar mulheres”.

No rádio, a propaganda que motivou a decisão foi uma parodia veiculada no último dia 19: “Oh, Minas Gerais, oh, Minas Gerais, quem conhece Aécio não vota jamais”.

Projeção em prédio contra Aécio é suspensa

Além disso, foi suspensa pelo ministro a propaganda em um prédio do Conjunto Nacional, em São Paulo, que mostrava a foto de Aécio com o questionamento: “E advinha só quem é réu pelo desvio de 4,3 bilhões da Saúde de Minas Gerais? Do jeito que ele fala de Minas Gerais até parece que os mineiros lá gostam dele”.

Ainda pediu que o TRE paulista apure se há outros casos em outdoors eletrônicos. Utilizar fachadas de prédios para propagandas eleitorais de tamanho maior que quatro metros quadrados “atenta contra o equilíbrio e a igualdade entre candidatos na disputa eleitoral”.

Fontes:
G1 - TSE corta tempo de propaganda de Aécio na TV e de Dilma no rádio

1 Opinião

  1. Mauricio Fernandez disse:

    Dilma não necessita de artifícios maiores para barrar as pretensões de Aécio. Basta lembrar o povo brasileiro das palavras de Armínio Fraga de forma insistente e diária. Aécio, para espanto de todos não responde. Ganhar como?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *