Início » Brasil » TSE e partidos firmam acordo contra fake news
BRASIL

TSE e partidos firmam acordo contra fake news

Até o momento, 10 partidos assinaram o pacto para combater a disseminação de notícias falsas nas eleições 2018

TSE e partidos firmam acordo contra fake news
O acordo para combater as fake news poderá ser assinado até o dia 21 de junho (Foto: Roberto Jayme/TSE)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e 10 partidos políticos, de diferentes posicionamentos, firmaram na noite da última terça-feira, 5, um acordo para manter as fake news longe das eleições de 2018.

Os outros partidos registrados no TSE podem assinar o documento, que já recebeu a assinatura do presidente do órgão, o ministro Luiz Fux, até o próximo dia 21 de junho.

Segundo o acordo, os partidos que assinaram se comprometem “a manter o ambiente de higidez informacional, de sorte a reprovar qualquer prática ou expediente referente à utilização de conteúdo falso no próximo pleito, atuando como agentes colaboradores contra a disseminação de fake news nas Eleições 2018”.

Durante o encontro entre representantes dos partidos e do TSE, o ministro Luiz Fux falou sobre a importância do trabalho dos grupos políticos e da imprensa para manter o ambiente eleitoral livre de notícias falsas e manipuladas. Além disso, Fux relembrou que os olhos de todo o mundo estarão voltados para o pleito eleitoral deste ano.

“Nós deveríamos também ter como colaboradores, não só a imprensa, mas também os partidos políticos, que se juntam a nós para que mantenhamos a nossa democracia imune de qualquer dúvida, pois nós sabemos que, nessas eleições brasileiras, o mundo está voltado para nós”, apontou Fux.

O acordo de não proliferação de fake news foi assinado pelos partidos: Democratas (DEM), Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido Republicano Brasileiro (PRB), Partido Social Cristão (PSC), Partido Social Democrático (PSD), Partido Social Liberal (PSL), Partido Socialismo e Liberdade (PSL) e Rede Sustentabilidade (Rede).

“O objetivo maior foi exatamente trazê-los [os partidos] para a nossa companhia, no sentido de que nós possamos presidir uma eleição limpa, uma eleição ética, uma eleição da qual o povo brasileiro possa se vangloriar e possa dizer que, efetivamente, o Brasil tem uma democracia exemplar”, destacou o ministro Fux.

De acordo com o ministro Luiz Fux, com o pacto assinado, os partidos vão poder denunciar a incidência de fake news no ambiente eleitoral, dando maior integridade ao pleito. No próximo dia 21 de junho, data limite para a assinatura do documento, vai ocorrer o Seminário Internacional Brasil/União Europeia – Fake News: Experiências e Desafios, em Brasília.

Além do acordo firmado com os partidos, o TSE já têm feito uma campanha pelas redes sociais, chamada de #NaDúvidaNãoCompartilhe, para combater as fake news. Na manhã desta quarta-feira, 6, o órgão compartilhou, através do Twitter, uma imagem e uma mensagem:

 

Leia também: Em ano eleitoral, Congresso intensifica combate às fake news
Leia também: Fake News: quando as imagens mentem
Leia também: Como escapar da mentira na era da desinformação
Leia também: Fake News: a verdade é um acórdão dos ‘ilustres varões de Plutarco’

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *