Início » Brasil » TSE nega registro e Rede, de Marina Silva, fica fora das eleições de 2014
TSE nega registro

TSE nega registro e Rede, de Marina Silva, fica fora das eleições de 2014

Pelo menos quatro ministros já rejeitaram a criação do partido por falta das assinaturas de apoio exigidas por lei

TSE nega registro e Rede, de Marina Silva, fica fora das eleições de 2014
Presidente do TSE sugeriu que Marina Silva procure um partido com o qual tenha afinidade para concorrer às eleições (Reprodução/Internet)

A maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou na noite desta quinta-feira, 3, a criação do partido da ex-senadora Marina Silva, Rede Sustentabilidade, a tempo de disputar a eleição de 2014. No entendimento dos ministros, a Rede Sustentabilidade não alcançou o número mínimo de apoios exigidos pela lei.

Pelos dados do tribunal, Marina Silva só conseguiu coletar 442.534 assinaturas. De acordo com a Lei Eleitoral, o mínimo exigido para criação de um partido são 492 mil apoiamentos.

Mais cedo, a presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia, sinalizou com uma sugestão à ex-senadora Marina Silva, afirmando que ela deveria buscar um partido que tenha afinidade com seu discurso para disputar as próximas eleições.

“É claro que esse partido (a Rede) representaria uma trajetória, uma vertente a que ela se propõe, mas eu tenho certeza que ela tem uma força muito maior do que apenas essa circunstância”,afirmou, ao ressaltar que o país tem 32 partidos que poderiam servir de opção a Marina.

O vice-procurador eleitoral, Eugênio Aragão, já havia dado parecer contrário à criação do partido.

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Lopes disse:

    Faltou dizer que haviam assinaturas suficientes, mas que por “força maior” o TRE não as contabilizou.

  2. Luiz Franco disse:

    Todos os brasileiros sabem que a Marina tem todos os apoios necessários. O resultado do julgamento apenas confirma outra coisa que todos, também, já sabem, que a nossa justiça é muito ineficiente.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *