Início » Brasil » TSE retoma nesta quarta julgamento da chapa Dilma-Temer
PEDIDO DE CASSAÇÃO

TSE retoma nesta quarta julgamento da chapa Dilma-Temer

Não está descartado um pedido de vista para suspender o julgamento

TSE retoma nesta quarta julgamento da chapa Dilma-Temer
Chapa Dilma-Temer ganhou as eleições presidenciais de 2014 (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retoma nesta quarta-feira, 7, o julgamento do pedido de cassação da chapa Dilma-Temer, de autoria do PSDB, a partir das 9h.

Na sessão desta terça-feira, 6, os ministros do TSE rejeitaram, por unanimidade, questões preliminares que impediriam o prosseguimento da ação e o julgamento do mérito da cassação.

Não está descartado neste segundo dia um pedido de vista para suspender o julgamento.

A ação que pede a cassação da chapa Dilma Temer, que ganhou as eleições presidenciais de 2014, aponta supostas irregularidades nos repasses a gráficas que prestaram serviços para a campanha eleitoral da ex-presidente Dilma e do atual presidente Michel Temer.

As delações da Odebrecht, no âmbito da Operação Lava Jato, foram incluídas no processo após decisão recente do relator, ministro Herman Benjamin. Delatores afirmaram que houve repasses ilegais para a campanha presidencial.

As contas da campanha da chapa Dilma-Temer foram aprovadas com ressalvas no TSE em dezembro de 2014. O processo foi reaberto após questionamento feito pelo PSDB. O tribunal entende que a prestação contábil da presidente e do vice deve ser julgada em conjunto.

Na sessão desta terça, a defesa de Dilma afirmou que a acusação do PSDB é “inconformismo de derrotado”. Já os advogados de Temer defenderam a manutenção do seu atual mandato, ressaltando que ele, então vice-presidente, não cometeu nenhuma irregularidade.

As defesas de Dilma e Temer argumentaram, também nesta terça, que os depoimentos dos delatores da Odebrecht extrapolam o objeto inicial da ação e que não devem pesar na decisão.

Fontes:
Portal Exame - O julgamento no TSE da chapa Dilma-Temer

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Carlos Valoir Simões disse:

    Mesmo toda a sociedade sabendo que eles estão mais sujos que chão de galinheiro a justiça se arrasta em solilóquios.

  2. Áureo Ramos de Souza disse:

    O problema é que os réus são falhos e nossa justiça também. Tudo foi visto e escutado e eles fazem um carnaval. Deveriam ser mais enérgico assim como aconteceu com Joaquim Barbosa que começa pela rais e chegava ao tronco, o TSE embrulham muito com palavras e a coisa termina oferendo aos réus vantagens.

  3. Markut disse:

    De um modo geral, pode-se concluir que suas excelências andam oontaminadas pelo poderoso recurso midiático das jurisdiquesas exibições.Enquanto isso,o país permanece em estado de angustiante suspense, aguardando o momento de botar a boca ,acima da oscilante linha dágua.
    Que país é este? De Gaulle teria tido razão?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *