Início » Brasil » Um ministro chamado Presidente Lula!
GRITA BRASIL

Um ministro chamado Presidente Lula!

O inimaginável aconteceu. Lula 'subiu' a rampa do Planalto de novo

Um ministro chamado Presidente Lula!
A coluna Grita Brasil é publicada às quintas

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Pois é. É o que temos para hoje. É o que temos para agora. Entuba essa se puder.

O inimaginável aconteceu. Lula “subiu” a rampa do Planalto. Tudo bem que não foi pela porta da frente, mas agora não tem como fazermos nada. Lula é o novo ministro da Casa Civil. O pai da facção voltou. Se bem que ele nunca foi a lugar algum. Ele sempre esteve na área.

Lula2016

Vai dizer que não tô com cara de SuperMinistroPresidente?

Só fiquei na dúvida agora de como devo me dirigir nos próximos textos a Lula. Se como Sr. (Argh!!) Ministro, ou já o chamo de (Argh!!)Presidente Lula?

Ou será que você não pensou nisso? Ah, claro, eu é que sou o louco, o panaca. O perseguidor. O coxinha. Mas confesso que prefiro bolinha de queijo ou risole de camarão.

Eu creio que com a posse marcada para a próxima terça-feira, será inciado o terceiro mandato de Lula e será feita a “renúncia” de Dilma. Amarelona!!

Ou alguém vai querer me convencer de que não é nada disso? Ah, com certeza já tem gente até comemorando, dizendo que isso foi a melhor coisa que aconteceu ao Brasil nos últimos anos. E que essa nomeação só veio para somar. Somar o que, se eles só subtraem?

Foi uma jogada de mestre. Não posso negar. Mesmo que Lula não seja “o presidente”, ele já estará lá, no local do crime, se fazendo passar pelo Messias que veio para salvar o Brasil. E com todo o seu carisma, e alma mais honesta do país, ele vai tentar fazer suas jogadas políticas e tentar salvar o que não tem mais salvação na mão deles. Mas muitos irão acreditar e ver que ele é o cara. Que ele salvou o país de novo. E blá, blá, blá. E com tanto blá, blá, blá, periga que ele em 2018 continue morando no Planalto.

Logo, ele que disse que o tal do tríplex que querem por que querem dizer que é dele, é pequeno demais para ele. É quase um tríplex “Minha Casa, Minha vida” e que não serviria para ele e sua família. É muito apertado. Imagina. Um tríplex! E ele que disse em 1988: “Pobre quando rouba, vai para a cadeia; quando um rico rouba vira ministro.”

Parabéns, devemos mesmo merecer isso.

Um tsunami chamado Delcídio!

Delcidio

E aí, gostaram???

Yes, nós temos banana! E Yes também, nós temos tsunami!!

O Brasil não pode mais se orgulhar de não ter tsunami. Porque aqui é assim, quando não se tem, se fabrica. E não é qualquer tsunami “made in” Paraguai. É um legítimo tsunami japonês. Daqueles arrasa quarteirão. Que na verdade arrasou um país.

O tsunami produzido pela revelação da delação do Senador Delcídio do Amaral abalou Brasília, abalou o país. Abalou até quem foi atingido na cabeça pelas acusações de Delcídio, que se sentiram um tanto quantos ultrajados (mais uma vez), acuados – talvez um pouco, mas não sei o quanto, pois nem isso freou a nomeação de Lula como superministro – e claro, perseguidos mais uma vez por fanáticos em tentar desestabilizar o governo, manchar o PT e seus integrantes. Fanáticos como eu.

É claro que esses ultrajados e perseguidos adoraram quando a coisa respingou em Aécio Neves, que logo (como todos fazem) repudiou veementemente as acusações.

Ledo engano quem acha que eu nasci para falar mal do PT, do Lula, da Dilma & Cia. Foi tudo uma grande coincidência. Quando eu comecei o meu caminho de articulista calhou do PT estar no poder. E de Lula ser o presidente à época. E deles fazerem o que fizeram com o “nosso” país. Nosso, porque até segunda ordem ainda o considero meu também. Mas talvez não por muito tempo.

Não teria sentido, como articulista, começar a falar do governo FHC, do que eu achei certo, errado. Eram outros tempos. Não estava escrevendo um livro sobre o passado do Brasil. E sim vendo e vivenciando o nosso presente.

E tenho praticamente 99,99% de certeza que se quem tivesse no poder fosse outra pessoa, de outro partido e tivesse feito um décimo do que eles fizeram com o país, eu teria uma legião de amigos do PT. Inclusive o Beraldo, o leitor, que vive me criticando. Mas uma coisa é certa. O problema deles não é com o fato em si, pelo escândalo, pelas propinas, pela quadrilha que foi infiltrada em Brasília, pelos desvios de dinheiro, e por todo o resto (que nem é resto) que todos nós sabemos, mas sim quem fez o fato. Para eles sempre não é bem assim que a coisa aconteceu. É sempre uma perseguição da nossa parte. E com isso pode se concluir que o PT acaba sendo uma doença. Um câncer que deixou o país em metástase.

Não sei realmente agora o que esperar. Estamos num momento ímpar. Onde qualquer espirro vira uma pneumonia. Qualquer pequeno corte na carne vira hemorragia.

Uma coisa eu sei. A coisa não vai ficar nisso. Já estão falando até em reabrir o caso do mensalão. E uma coisa acaba levando a outra coisa. E sempre uma coisa é uma coisa e uma outra coisa é uma outra coisa.

Ou seja, podemos com certeza esperar mais podridão. Mais escândalos, mais políticos envolvidos e instituições. Ainda temos BNDES, Banco do Brasil, Caixa.

Estamos todos estupefatos. Atônitos. Cansados. Descrentes.

Tinha uma babá no meio da passeata, e agora José?

Sinceramente, a novela que fizeram a partir de uma foto comum, a patroa, a babá e seus filhos, mostra o grau da insensatez a que chegamos.

Não entendi até agora o sentido da grande polêmica que inventaram. E sinceramente não vou perder meu tempo debatendo a desigualdade social, o trabalho escravo (???), e a questão da maternidade. Todos os temas levantados nas centenas e talvez milhares de comentários, contra e a favor.

Baba

No shopping pode?

Seria uma foto comum se não tivesse inserida numa passeata onde milhares de pessoas pedem o fim da corrupção e a prisão dos culpados? Teria essa foto causado tanto se tivesse sido tirada num shopping center?

Cheguei a ler alguns comentários, tantos a favor ou contra a maldita (ou bendita) foto. E vi o despreparo na argumentação. Na verdade a foto não tem certo ou errado. É uma foto. Pronto. Mas não, agora são “90 milhões de cientistas políticos” em ação pra frente Brasil, salve o Brasil?

Por outro lado podemos tirar disso uma lição. Muitas pessoas não conseguem olhar o contexto todo. A foto panorâmica. Muitas pessoas continuam olhando as coisas com antolhos. E isso só faz mal ao país.

Mas tentar enxergar de verdade o problema, o foco, a razão disso tudo pode doer. E quando dói a pessoa já não tem tanta certeza se quer realmente olhar. Ou enxergar.

E quando isso acontece… Melhor você começar a pensar em deitar no divã primeiro.

Salve as baleias. Não jogue lixo no chão. Não fume em ambientes fechados.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. helo disse:

    Foi dado o golpe. Lula já governava, agora governará com mais conforto. Mas a crise que criaram não vai sossegar os brasileiros. Os empregos de babás, de metalúrgicos, de comerciários estão em extinção. O desemprego aumenta. Somente advogados a volta em Brasília terão ganhos e trabalho. Muito triste.

  2. ney disse:

    E dai? O FHC era o futuro ministro de Aécio caso ele tivesse sido eleito,e ninguém fala mal, mau.

  3. helo disse:

    Nada comum mas nada de mal voltar ao governo. FHC, 15 anos fora do poder, se voltasse não seria pela atual investigação. Já Lula volta e às pressas em busca de abrigo. Poderia e não quis ser presidente e deixou claro não querer participar oficialmente do péssimo governo da Dilma, o qual já criticava e tentava se descolar. Collor não caiu pelo desvio do leite das crianças de Canapi mas pelo Fiat Elba. Capone caiu por sonegar e não por matar. Se não calarem a Lava-jato, melhor o Lula enfrentar agora a esdrúxula questão do sítio triplex que enfrentar adiante os crimes dos quais escapou de ser investigado como os do mensalão.

  4. Beraldo disse:

    A oposiçãozinha incompetente está mais perdida do que cego em tiroteio. Mal sabe o que abordar e como abordar. No ENEM teria nota zero em redação.

  5. Ludwig Von Drake disse:

    Já ouvi “cumpanhêros” chamando o Lulla de “presidente da Casa-Civil”.
    Compreendo, é difícil entender que o Lulla foi rebaixado de ex-presidente para ex-ministro. É o herói perfeito para a militância acéfala. Como diria a Dillma na sua verbosidade: aquele que deixou de ser quando nunca foi.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *