Início » Brasil » União Europeia pressiona Brasil a abrir seu mercado
ECONOMIA

União Europeia pressiona Brasil a abrir seu mercado

Bloco está usando crise da carne para aumentar a pressão sobre o Brasil

União Europeia pressiona Brasil a abrir seu mercado
O bloco quer que todos seus Estados-membros sejam tratados como um território único para os exames sanitários e fitossanitários (Foto: Wikimedia)

Nesta segunda-feira, 3, a União Europeia vai debater, em Luxemburgo, a fraude da carne no Brasil no comitê de ministros europeus de Agricultura. Segundo o Valor Econômico, a União Europeia quer aproveitar o momento para elevar a pressão sobre o governo brasileiro para abrir o mercado.

Segundo um documento da União Europeia para o debate, o comissário de saúde e segurança alimentar, Vytenis Andriukaitis, pediu informações adicionais sobre os controles sanitários, na visita que fez ao Brasil, na semana passada. Ele também concordou com um novo encontro técnico nos próximos dias para receber mais informações sobre as investigações da Carne Fraca.

O documento ressalta que o comissário “aproveitou a oportunidade para destacar a forte insatisfação dos estados-membros com as dificuldades no acesso ao mercado brasileiro para exportações europeias de produtos agroalimentares ao Brasil, que contrasta com a abordagem transparente e construtiva em relação ao Brasil, inclusive na atual situação”. A União Europeia quer exportar ao Brasil produtos lácteos, embutidos, carne suína processada e frutas processadas. No entanto, desde 2003, o bloco reclama de barreiras do Brasil contra 65 produtos agrícolas do bloco. Apesar de alguns produtos já terem sido liberados, ainda há vários pedidos europeus.

O bloco quer que todos seus estados-membros sejam tratados como um território único para os exames sanitários e fitossanitários. No entanto, isso dificultaria as decisões das autoridades brasileiras, já que, às vezes, é melhor autorizar um produto de um país e não de outro. Afinal, a situação sanitária não é igual em todos os países europeus.

Na reunião desta segunda-feira entre os ministros de Agricultura do bloco, a fraude da carne no Brasil será o último item da agenda. Os estados-membros divergem sobre o que deveriam fazer após o escândalo da carne brasileira. Enquanto a França quer a suspensão de todas as importações de carnes brasileiras, Portugal defende que nenhuma restrição adicional seja aplicada.

 

Fontes:
Valor Econômico-UE usa crise para pressionar Brasil a abrir seus mercados

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *