Início » Brasil » Usinas nucleares de Angra podem fechar por falta de segurança
ONDA DE VIOLÊNCIA

Usinas nucleares de Angra podem fechar por falta de segurança

Prefeitura de Angra decretou situação de emergência na segurança pública

Usinas nucleares de Angra podem fechar por falta de segurança
Insegurança pública pode resultar no pedido de desligamento das usinas (Foto: Wikimedia)

A Prefeitura de Angra dos Reis (RJ) decretou nesta terça-feira, 21, situação de emergência na segurança pública em função da onda de violência que atinge a cidade.

Em nota, o prefeito Fernando Jordão afirmou ainda que a insegurança pública pode resultar no pedido de desligamento das usinas nucleares.

“A grave situação enfrentada pela nossa cidade está cerceando o direito fundamental de ir e vir dos cidadãos, impedindo que serviços públicos essenciais sejam realizados em determinadas localidades controladas pelo tráfico. A situação está insustentável. Não podemos aceitar isto”, disse o prefeito.

O prefeito cobra uma ação efetiva da Intervenção Federal na cidade. “A polícia de Angra dos Reis precisa de apoio para enfrentar essa onda de violência que culminou em um ônibus incendiado, nesta segunda (20), no Belém”, ressaltou Jordão.

Desde o último final de semana são registrados tiroteios na cidade. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram armamento pesado em Angra dos Reis. A Polícia Militar informou que criminosos de facções rivais disputam o comando do tráfico de drogas.

“É preciso lembrar que se hoje existe uma briga entre facções pelos territórios é porque tem cliente para o tráfico. É o consumo de drogas e entorpecentes que movimenta toda essa guerra no Brasil, no Estado do Rio e em Angra dos Reis”, disse ainda o prefeito.

Fontes:
G1 - Prefeito de Angra decreta situação de emergência na segurança pública
EBC - Prefeitura de Angra dos Reis decreta emergência na segurança pública

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *