Início » Brasil » Vacina da dengue já pode ser comprada em clínicas particulares
SAÚDE

Vacina da dengue já pode ser comprada em clínicas particulares

A Dengvaxia, única vacina aprovada até o momento pelo órgão, custará de R$ 132 a R$ 138. Ela deve ser tomada em três doses, com intervalos de seis meses

Vacina da dengue já pode ser comprada em clínicas particulares
Vacina imuniza pessoas entre nove e 45 anos de idade (Foto: EBC)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou na última segunda-feira, 25, o preço da vacina contra dengue criada pela farmacêutica Sanofi. A vacina deverá custar entre R$ 132,76 e R$ 138,53. A partir de agora, ela já pode ser comprada em clínicas e hospitais particulares, mas ainda não há previsão de compra pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O estado do Paraná, um dos mais afetados pelo surto da doença, foi o único até agora a anunciar a compra de 500 mil doses da vacina para uma campanha de vacinação.

Batizada de Dengvaxia, a vacina da Sanofi é a única aprovada pela Anvisa até o momento. Ela imuniza pessoas entre nove e 45 anos de idade e deve ser tomada em três doses, com intervalos de seis meses cada.

A comercialização da vacina gerou controvérsia entre infectologistas. O presidente da Sociedade Brasileira de Dengue e Arboviroses, Artur Timerman, afirma que ela deveria ser submetida a mais estudos antes de ser posta à venda. Segundo ele, o país atravessa uma tripla epidemia, com a circulação de vírus da dengue, zika e chikungunya, e não se sabe os riscos da interação entre os anticorpos da dengue com os vírus das demais doenças.

“Estamos com três vírus circulando e precisamos saber qual é a interação de um vírus com o outro. Não sabemos qual a influência de anticorpos contra a dengue em manifestações de chikungunya e zika”, disse Timerman.

Ele também alerta para o risco da vacina não ser indicada para crianças menores de nove anos. “O que temos visto é a tendência de a dengue se tornar uma doença pediátrica, porque temos uma população que já foi exposta ao vírus e, quem está mais sujeito a ter, são as crianças, que não serão vacinadas”.

Porém, para Paulo Olzon, clínico e infectologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a imunização é o melhor caminho para cessar a epidemia. “Temos uma situação sem controle e não há muita expectativa de melhora combatendo o mosquito, porque o número de criadouros é infinito. A grande solução é encontrar uma vacina. Com qualquer vacina, quando diminui o número de pessoas que podem ser infectadas, quem não se vacinar também se beneficia. Um imunizado deixa de ser ponto de infecção para outra pessoa”.

Sheila Homsani, Diretora médica da Sanofi Pasteur, afirma que a Dengvaxia é segura. “O Brasil participou das pesquisas com 3.550 pessoas. Não observamos casos de zika graves depois da vacina”.

 

Fontes:
Estadão-Vacina contra a dengue será vendida a até R$ 138, determina Anvisa

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *