Início » Brasil » Vale omitiu falhas na barragem de Brumadinho
RELATÓRIO DA ANM

Vale omitiu falhas na barragem de Brumadinho

Relatório aponta que Vale não repassou às autoridades informações sobre falhas estruturais

Vale omitiu falhas na barragem de Brumadinho
Rompimento da barragem em Brumadinho deixou 252 mortos e 18 desaparecidos (Fonte: Reprodução/Divulgação/Ibama)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A mineradora Vale tinha informações sobre problemas na barragem de Brumadinho (MG) meses antes da tragédia que deixou 252 mortos e 18 desaparecidos. A informação consta em um relatório da Agência Nacional de Mineração (ANM).

Ainda de acordo com o relatório, a Vale não repassou às autoridades responsáveis pela regulamentação do setor informações sobre falhas estruturais da barragem.

A ANM destaca que uma foto, que está nos registros da Vale, aponta sedimentos na saída de um dos drenos da barragem, o que, segundo a agência, pode indicar um problema grave. A ANM não recebeu a imagem antes da tragédia.

A versão que foi entregue aos fiscais apontava somente para um problema em uma canaleta usada para escoar água da chuva. A ANM ressaltou que isso, no entanto, não afeta a segurança da barragem.

O relatório da ANM também aponta para omissão nos resultados dos aparelhos que medem a pressão da água na barragem, como, por exemplo, o registro de nível de emergência 15 dias antes do rompimento da barragem.

A Vale, ainda segundo a ANM, fez uma vistoria na barragem três dias antes do rompimento, mas levou quase um mês após a tragédia para preencher as informações no sistema da agência informando que os fatores mínimos de segurança não foram atingidos.

A ANM destaca que os danos poderiam ter sido reduzidos caso as informações não tivessem sido omitidas pela Vale: “Acionar a evacuação, acionar o plano de segurança de barragem dependendo do nível de reporte. Por exemplo, o dreno, que é carreamento de sedimento, isso é gravíssimo. Isso aí, nossa equipe já teria no outro dia fazendo vistoria, ajudando, tentando descobrir o que tá acontecendo e já iria acionar o nível de alerta um e devido à proximidade do refeitório, por exemplo, já poderíamos ter interditado a usina, com aquele movimento”.

O relatório da ANM não aponta culpa, porém vale como material para investigações criminais e será encaminhado para as polícias Federal e Civil de Minas Gerais, para o Ministério Público e para a Controladoria-Geral da União.

A Vale afirmou, em nota, que ainda irá analisar o relatório integralmente antes de fazer qualquer comentário e ressaltou que todas as informações sobre a barragem foram fornecidas às autoridades.

Fontes:
G1 - Vale omitiu problemas na barragem de Brumadinho antes do rompimento, diz relatório da ANM

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Rafael de Barros Faria disse:

    Já está na hora de investigar as atividades da Certificadoras no Brasil. O INMETRO não fiscaliza nada.
    TUV-SUD, DNV. ABS, LR, SGS, BV etc.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *