Início » Brasil » Vem mais
COLUNA ESPLANADA

Vem mais

Operação Fantoche, que prendeu (e logo soltou) o presidente da CNI e outras 10 pessoas, deverá ter novas etapas

Vem mais
Estão na mira também gestores antecessores de Robson Andrade (Fonte: Reprodução/Antônio Cruz/Agência Brasil)

Assim como a Lava Jato e a Carne Fraca, entre outras, a Operação Fantoche, que prendeu (e logo soltou) o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, e outras 10 pessoas, deverá ter novas etapas. Estão na mira também gestores antecessores de Andrade. São fartos os documentos, informações e suspeitas que foram encaminhados pelo Tribunal de Contas da União à Polícia Federal. O Sistema S, pivô das investigações, é alvo de dois minuciosos processos (011.750/2017-0 e 025.175/2015-7) no TCU. Todo o conteúdo, que apontou divergências nas informações financeiras e falta de transparência na aplicação dos recursos administrados pelas entidades, foi repassado à PF em setembro de 2017.

Mina de ouro

Nos relatórios, o TCU indica que as nove instituições que integram o Sistema S (entre elas Sesi, Senai, Sesc e Sebrae) arrecadaram R$ 43 bilhões entre 2015 e 2016.

Boechat redivivo

Ricardo Boechat terá biografia póstuma. Quem organiza é o empresário Paulo Marinho, seu amigo nos últimos 40 anos. Marinho é suplente do senador Flávio Bolsonaro.

China no Brasil

Xi Jinping vem aí. O presidente da segunda maior potência do mundo, maior parceiro comercial do Brasil, quer conhecer Bolsonaro, fã de seu rival Donald Trump. A revelação é do embaixador chinês em Brasília, Li Jinzhang. Em encontros com amigos brasileiros,  o diplomata disse que a viagem poderá acontecer em agosto.

O assalto…

Após a primeira derrota no plenário da Câmara, com a derrubada do decreto presidencial que alterou as regras da Lei de Acesso à Informação, articuladores políticos do Planalto passaram a admitir velhas práticas para consolidar a base governista na Câmara e somar votos pela aprovação da reforma da Previdência.

…de sempre

Nos bastidores, deputados antecipam a conta da Previdência com cobranças de cargos, emendas e liberação de recursos de ministérios para seus estados. Líderes alertam o presidente Jair Bolsonaro e ministros palacianos de que a base ainda está “muito distante” dos 308 votos necessários para a aprovação da PEC.

PPS…

Líder do PPS na Câmara, deputado Daniel Coelho (PE) irá discutir com a bancada ponto a ponto das alterações propostas pelo Governo na reforma da Previdência. A ideia, segundo Coelho, é formar um grupo com especialistas no tema, representantes da sociedade civil e os próprios parlamentares para debater as propostas do Governo.

e a reforma

“Esta reforma exige comprometimento de todos. Deve haver análise detida do pacote. Isto cobra do Congresso Nacional uma apreciação nem tão rápida que não mude nada ou prejudique os mais carentes, nem tão lenta que prejudique a economia”, diz o líder.

Lama corrente

Senadores não têm pressa para instalar a CPI para investigar o rompimento a barragem da Vale em Brumadinho. O requerimento de instalação do colegiado foi lido há 10 dias no plenário, mas os integrantes ainda não foram indicados pelos líderes de partidos.

Fala, senador

O senador Otto Alencar (PSD-BA) reafirma que a Vale precisa ser punida: “Estou chamando a atenção para uma coisa grave, para punir uma empresa que, reiteradamente, vem cometendo, na exploração mineral em Minas Gerais e outras partes do Brasil, esses abusos e essa falta de competência e de cuidados com as vidas e o meio ambiente”.

Sal grosso

As atividades da família Monteiro não dão sorte aos clientes. A agência de publicidade Arcos, do empresário Antônio Carlos Vieira, fechou. Tinha como um dos clientes a Folha de Pernambuco, de propriedade de Eduardo Queiroz. Já a Agência Aliança de publicidade e Cultura, de Luiz Geraldo, muito ligado ao senador e ex-presidente da CNI Armando Monteiro, foi pega agora com suspeita de contratos no sistema S.

Alô, CVM

Os deputados Carlos Zarattini (PT-SP) e Paulão (PT-AL) vão pedir à Comissão de Valores Mobiliários e ao Ministério Público Federal apuração sobre a nomeação da nova Diretora Financeira e de Relações com Investidores da Eletrobras, Elvira Baracuhy Cavalcanti. Alegam que Elvira é ligada ao bilionário Jorge Paulo Lemann, e sua nomeação é “uma estratégia para obter informações privilegiadas da estatal antes de a empresa ser privatizada”.

Tá bom

Assessoria do senador Fernando Bezerra diz que sua aliança com o PT em Pernambuco acabou em 2013, e que ele não é o padrinho de indicação de Mauricyo Correia para a procuradoria da Agência Nacional de Mineração. A conferir os próximos capítulos.

ESPLANADEIRA

Isabel Almeida começou a assinar coluna sobre diplomacia no Alô, BrasíliaPaulo Roberto Silva coordena a Exposocial, juntos por você, neste sábado, no Via Brasil Shopping.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *