Início » Brasil » Verão traz risco de novo surto de febre amarela
MINISTÉRIO DA SAÚDE

Verão traz risco de novo surto de febre amarela

Governo alerta que a população que vive em áreas com evidências de circulação do vírus precisa se vacinar o quanto antes

Verão traz risco de novo surto de febre amarela
O governo enviou, neste ano, 30 milhões de doses da vacina para todo o país (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Com baixa procura pela vacina e com a proximidade do verão, há um risco de um novo surto de febre amarela no Brasil.

Dados do Ministério da Saúde revelam que entre 1º de janeiro e 8 de novembro foram registrados 1.311 casos de febre amarela e 450 mortes em decorrência da doença em todo o país. Os números são quase duas vezes maiores do que os registrados no mesmo período do ano passado: 736 casos e 230 mortes.

O verão é a época de maior risco de transmissão da febre amarela, uma vez que o clima mais quente favorece a reprodução dos mosquitos transmissores da doença.

O governo ressalta que a população que vive em áreas com evidências de circulação do vírus precisa se vacinar o quanto antes.

Neste ano, o governo enviou 30 milhões de doses da vacina para todo o país. Depois do último surto, que ocorreu há quase dois anos, a vacinação foi ampliada para 4.469 municípios.

Apesar disso, apenas 50% dos brasileiros foram vacinados. A meta do Ministério da Saúde para evitar que o vírus se espalhe ainda mais é de 95% de cobertura do público-alvo.

A vacina contra febre-amarela é indicada para pessoas com idades entre 9 meses e 59 anos que morem em áreas recomendadas ou que irão viajar para essas regiões. Gestantes e idosos devem buscar orientação médica antes de se vacinar.

Fontes:
BBC - Febre amarela: Com baixa procura por vacinação, verão traz risco de novo surto

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *