Início » Brasil » Violência leva ao SUS uma mulher a cada quatro minutos
VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA

Violência leva ao SUS uma mulher a cada quatro minutos

Procura por atendimento em casos de agressão é maior entre adolescentes com idades entre 12 e 17 anos

Violência leva ao SUS uma mulher a cada quatro minutos
Protesto em Brasília contra a cultura do estupro (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Dados do “Mapa da Violência – Homicídio de Mulheres” revelaram que a violência sexual, física ou psicológica leva 147.691 mulheres ao Sistema Único de Saúde (SUS) a cada ano, ou 405 por dia, ou uma a cada quatro minutos.

Leia também: O Brasil tem uma cultura do estupro?

A procura por atendimento em casos de agressão é maior entre adolescentes com idades entre 12 e 17 anos. O “Mapa da Violência – Homicídio de Mulheres” é um dos mais respeitados anuários de violência do Brasil.

De acordo com especialistas, é preciso acabar com a “lógica justificadora” que tenta atribuir às vítimas a culpa pelos crimes. Os números incluídos no anuário foram reunidos com base no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde, que registra os atendimentos no SUS.

As maiores taxas de procura por atendimento em decorrência de violência ocorreram nos estados do Mato Grosso do Sul, Acre, Roraima, Tocantins e Minas Gerais.

Os dados do Sinan são de 2014 e o estudo foi concluído no fim do ano passado. O agressor mais frequente é o cônjuge da vítima (22,5% das ocorrências). Há também muitos registros apontando outras pessoas próximas das vítimas como as responsáveis pelos ataques, como namorado, ex-namorado, irmão, pai e padastro. De acordo com os registros, a violência é cometida por um desconhecido em 13% dos casos.

O “Mapa da Violência – Homicídio de Mulheres” ressalta que “a normalidade da violência contra a mulher no horizonte cultural do patriarcalismo justifica, e mesmo ‘autoriza’, que o homem pratique essa violência, com a finalidade de punir e corrigir comportamentos femininos que transgridem o papel esperado de mãe, esposa e dona de casa […] Culpa-se a vítima pela agressão, seja por não cumprir o papel doméstico que lhe foi atribuído, seja por ‘provocar’ a agressão dos homens nas ruas ou nos meios de transporte, por exibir seu corpo”.

Fontes:
Zero Hora - Violência leva uma mulher ao SUS a cada 4 minutos no Brasil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *