Início » Brasil » Violência no Maranhão reflete décadas de gestão dos Sarney
Terror no Maranhão

Violência no Maranhão reflete décadas de gestão dos Sarney

Terror registrado na penitenciária de Pedrinhas reflete a má-gestão do estado, sob o comando da família Sarney desde 1966

Violência no Maranhão reflete décadas de gestão dos Sarney
Família Sarney não tem mais desculpas para que o Maranhão se encontre em tal estado de depreciação (Reprodução/Veja)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Nas últimas semanas, a penitenciária de Pedrinhas, em São Luís, Maranhão, ganhou destaque nos noticiários por conta de crimes bárbaros entre os detentos. Já são 62 detentos mortos em um período de um ano.

Mas o terror registrado na penitenciária pode ser um reflexo da gestão da família Sarney, no comando do Maranhão desde 1966. Atualmente, Roseana Sarney (PMDB) está em seu quarto mandato como governadora do estado. José Sarney sempre apoiou o governo, inclusive durante o regime militar.Posteriormente, ele firmou aliança com Lula, e, depois, com Dilma Rousseff, sua sucessora.

O cenário no Maranhão é desolador. De acordo com dados do Atlas do Desenvolvimento, o estado ocupa o penúltimo lugar no ranking de Desenvolvimento Humano (IDH), à frente apenas de Alagoas. Somente 4,5% dos municípios têm rede de esgoto.

Os maranhenses precisam conviver com serviços públicos de péssima qualidade, enquanto vivem dominados por facções criminosas. Uma pesquisa feita em 2012 pelo IBGE mostrou que 20,8% da população do estado é analfabeta, um aumento em relação aos 19,1% registrado em 2009. Além disso, a renda per capita de R$ 348 do estado é a mais baixa do país.

A violência era o único índice no qual o Maranhão não se destacava negativamente. Porém, os recentes episódios de violência mostram que isso ficou no passado. Entre 2010 e 2012, o número de mortos por armas de fogo aumentou 282%. Enquanto isso, o governo falha em evitar conflitos entre facções criminosas do estado.

O subdesenvolvimento é um problema complexo de ser resolvido, mas após tanto tempo no comando do estado, a família Sarney não tem mais desculpas para justificar o estado de depreciação no qual mantém o Maranhão.

Fontes:
Veja-Colapso nas cadeias reflete décadas de gestão Sarney

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *