Início » Brasil » Voto tucano será decisivo no segundo turno
Eleições 2014

Voto tucano será decisivo no segundo turno

Revista 'Economist' afirma que Marina Silva dificilmente vence Dilma sem o apoio explícito do PSDB no segundo turno

Voto tucano será decisivo no segundo turno
As últimas simulações do segundo turno mostram Dilma e Marina tecnicamente empatadas (Reprodução/AP)

A menos de uma semana do primeiro turno das eleições no Brasil, previsões concretas são escassas. Mauro Paulino, chefe do Datafolha, afirma que o desenrolar da campanha tem sido “incomparável”, e não apenas a eleições anteriores no Brasil, mas a tudo o que já aconteceu em qualquer eleição no mundo, pelo menos na memória viva.

A previsão mais concreta é que Dilma não terá uma maioria absoluta no primeiro turno e que terá de enfrentar Marina Silva em 26 de outubro. As últimas simulações do segundo turno mostram Dilma e Marina tecnicamente empatadas.

Até poucas semanas atrás parecia que Marina levaria com facilidade o segundo turno. A candidata do PSB chegou a ter uma vantagem de dois dígitos sobre Dilma, mas aí a dinâmica mudou. A escalada de Marina estimulou a campanha de Dilma a agir, e João Santana, o marqueteiro do PT, investiu pesado na “dessacralização” da rival.

A forma como Dilma tem apostado na propaganda eleitoral negativa não tem precedentes no Brasil. Felipe Borba, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, analisou a proeminência da propaganda negativa desde que eleições presidenciais diretas foram introduzidas no Brasil em 1989. Ele constatou que, em média, apenas 3% do tempo de televisão é designado a ataques diretos a rivais, e geralmente é o partido que não está no poder que tenta destacar os fracassos dos governistas em seu tempo de propaganda. Não desta vez. Dilma tem seis vezes o tempo de TV de Marina e chega a preencher 15% atacando a rival.

Seus anúncios tem sido ousados. Dilma alega que Marina pretende cortar programas sociais (ela nega) e critica a sua promessa de conceder autonomia ao Banco Central (que Dilma tem enfraquecido), dizendo que isso deixará o órgão à mercê de banqueiros corruptos.

Ainda há tempo para mais troca de farpas. O último debate, na próxima quinta-feira, 2, será uma oportunidade para Marina brilhar. Sua performance têm sido mais segura do que a da presidente em debates. Mas a verdade é que Marina dificilmente vence Dilma sem a bênção explícita do PSDB no segundo turno. Alguns figurões do PSDB, inclusive José Serra e Fernando Henrique Cardoso têm sugerido essa possibilidade.

Metade dos eleitores de Aécio disseram que pretendem migrar para Marina no segundo turno, de acordo com o Ibope. Isso é três vezes mais do percentual que iria para Dilma, mas abaixo dos dois terços registrados no final de agosto.

 

Fontes:
The Economist-The battle for Brazil

2 Opiniões

  1. Adriano disse:

    Aécio prefere jogar lama em Marina e repetir a sordidez petista. Para Aécio, os fins (tentar chegar ao segundo turno) passaram a justificar os meios (tentar sujar Marina). Aécio emporcalha assim seu nome e campanha e isto lhe será cobrado agora e adiante. Aécio não combate com vigor os desmandos petistas, mensaleiros e petrogates, dando a pensar que tem teto de vidro: prefere ‘violar a lei Maria da Penha’ e bater em mulher (Marina) ao invés de encarar o PT.

  2. Joma Bastos disse:

    Está bem claro, que se o Aécio Neves não quer ver a Dilma novamente como Presidente e o PT a (des)governar, terá que apoiar explicitamente a candidatura de Marina Silva.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *