Início » Brasil » Vou choooraaar
COLUNA ESPLANADA

Vou choooraaar

Gerente de uma agência do Santander em Goiânia é suspeito de fraude milionária contra clientes abastados, entre eles, uma conhecida dupla sertaneja

Vou choooraaar
O bancário é suspeito de sacar altos valores com falsificação de assinaturas (Foto: Wikimedia)

Um gerente do banco Santander de uma agência do Setor Bueno, bairro nobre em Goiânia, é suspeito de uma fraude milionária contra clientes com contas abastadas, entre eles artistas: uma conhecida dupla sertaneja da região e até o cantor Leonardo. O bancário – que há semanas não comparece na agência – é suspeito de sacar altos valores com falsificação de assinaturas. O prejuízo é estimado em R$ 16 milhões. Há citações de saques de R$ 70 mil, R$ 200 mil e até de R$ 1 milhão. A Coluna teve acesso a um dos mais de 20 Boletins de Ocorrência lavrados no 4º DP. A Polícia informa que as investigações avançaram e que o gerente vai prestar depoimentos nos próximos dias.

Do caixa

“A instituição informa que tem interesse na identificação de responsáveis e apoiará integralmente a investigação pelos órgãos de segurança pública”, resumiu o Santander.

A dois

O ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra, se reuniu com o presidente Michel Temer na segunda. Oficialmente, a privatização da EletrobrAs. A sós, a fritura no cargo.

Papuda News

Com cela-dormitório no Presídio da Papuda desde junho, o deputado Celso Jacob (PMDB-RJ) gastou R$ 41 mil da cota para divulgação de atividades desde então.

Sob a lei

O deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG) aproveitou as regalias de interino na presidência da Câmara. Na quarta passada, decolou de jatinho para Belo Horizonte.

Delegado & Bigode

Seria exagero dizer que o delegado Fernando Segóvia é o homem da base de Michel Temer no comando da Polícia Federal, mas não é errado afirmar que ele assume a direção da polícia mais prestigiada do País com o aval da classe política – e em especial, não recebeu “bola preta” do PMDB de Temer. Ele foi apadrinha de José Sarney.

Você leu

Segóvia esteve com Sarney há meses e ouviu do veterano – que saiu da política mas não deixou o Poder – que seria o escolhido na sucessão de Leandro Daiello. Também ascendeu com o apoio do ministro da Justiça, Torquato Jardim. A coluna antecipou o nome do delegado dia 15 de setembro.

Afago e desabafo

A pré-candidatura da deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) à Presidência dividiu o aliado PT, A presidente da legenda, Gleisi Hoffmann, a celebrou como “grande quadro político”. O líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), resumiu: “Acho um erro”.

Ninguém quer..

Proposta pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e vista como retaliação ao Ministério Público, a CPI dos Supersalários do MP e Judiciário “subiu no telhado”.

..encrenca

O requerimento de criação da CPI, assinado por 44 senadores, foi lido pelo presidente Eunício Oliveira dia 27 de setembro. Mas até hoje nenhum partido indicou integrantes.

Deu de sonsa

A Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, deu uma de sonsa e cabe ao Congresso Nacional cair ou não nessa. Ela poderia se dizer sob suspeição para se posicionar contra a PEC 412/2009 que dá autonomia orçamentária e administrativa à Polícia Federal. Dodge representa a categoria dos procuradores que, declaradamente, disputa o poder de inquérito com delegados, inclusive com lobbies na Câmara e Senado.

Retardatários

Três tribunais regionais eleitorais – Acre, Paraíba e Rio Grande do Sul – ainda não enviaram a folha de pagamento dos magistrados ao Conselho Nacional de Justiça. Em agosto, a presidente do CNJ, ministra Cármen Lúcia, assinou Portaria que obriga os tribunais a divulgarem os vencimentos de seus integrantes.

Sem previsão

À Coluna, a assessoria do CNJ posicionou que todos os tribunais de Justiça e superiores já enviaram os contracheques dos magistrados, mas não prevê como, nem quando, esses dados serão divulgados conforme determinou Cármen Lúcia há três meses.

Xerifado em festa

Procuradores de todo o País passaram 5 dias no luxuoso Enotel Resort & Spa, em Porto de Galinhas (PE). Com o tema curioso “O MPF na defesa da Ordem Econômica”, o evento teve carnaval fora de época, degustação de vinho e treino funcional na praia.

Ponto Final

Vergonha alheia do choro do ex-deputado Henrique Eduardo Alves no depoimento à Justiça.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *