Início » Cultura » Amazon lança serviço de aluguel de livros digitais no Brasil
E-book

Amazon lança serviço de aluguel de livros digitais no Brasil

A versão brasileira do Kindle Unlimited custa R$ 19,90

Amazon lança serviço de aluguel de livros digitais no Brasil
Amazon lança serviço de aluguel de livros semelhante ao modelo de negócio da Netflix (Reprodução/Amazon)

A partir desta quinta-feira, 11, usuários do leitor digital Kindle, no Brasil, poderão alugar livros por meio de uma mensalidade. Esse é um modelo de negócio semelhante ao de aluguel de filmes da Netflix. A versão brasileira custa R$ 19,90. De acordo com a taxa de câmbio da última quarta-feira, 10, o valor é menor do que o dos EUA (US$ 9,99) e do Reino Unido (£ 7,99).

Depois de dois anos de atividade no Brasil, a Amazon avança mais uma vez no mercado nacional. O serviço de leitura sob demanda, o Kindle Unlimited, começa com uma promoção de 30 dias grátis. A Amazon disponibilizará 700 mil obras do catálago internacional, sendo 10 mil títulos em português. “Isso é um quarto do catálogo total de e-books que temos disponível hoje (no site brasileiro), que conta com mais de 40 mil títulos”, disse Alex Szapiro, principal executivo do site americano no Brasil, em entrevista para o jornal Globo. O Brasil está entre os seis primeiros países a ter esse serviço. Depois da versão americana, lançada em julho, Alemanha, Reino Unido, Itália e Espanha também já contam com o serviço.

Agora, o desafio é convencer as grandes editoras, que respondem pela maior parte do faturamento do mercado, a aderirem ao Kindle Unlimited, o que ainda não aconteceu. Entre as grandes casas editoriais do país. Atualmente, apenas Leya e Globo Livros fazem parte do serviço. Os serviços de leitura sob demanda têm sido experimentados há alguns anos no Brasil, mas ainda não obtiveram sucesso por falta de um modelo de remuneração de direitos autorais que agradasse às editoras. Outro desafio da Amazon são os contratos praticados entre autor e editor no Brasil. Há alguns anos, quando se começou a falar em e-books, muitos deles precisaram ser revistos, porque eram antigos e não previam a distribuição digital das obras. Atualmente, a maior parte dos contratos não contempla a distribuição por serviços de assinatura. Será preciso que autores e editores incluam aditivos a eles.

Szapiro não revela detalhes de negociação com editoras, mas diz que foi feito um novo contrato específico para o Kindle Unlimited. A remuneração é variável e pode estar relacionada à demanda por aluguel de cada título. Segundo a Amazon, o preço médio dos e-books é de R$ 15. O Kindle Unlimited torna-se vantajoso para quem lê ao menos um livro por mês. Estima-se que os e-books representem de 4% a 5% das vendas de livros no Brasil.

O Kindle Unlimited permite ao leitor “pegar emprestado” até dez livros por vez, que ficam armazenados e sincronizados em seus dispositivos de leitura digital (no próprio Kindle, ou nos aplicativos da Amazon para iOS ou Android). Caso o usuário chegue ao limite e queira ler outra obra, é preciso “devolver” algum que já esteja armazenado. Mas, as anotações e grifos ficam armazenados na nuvem, e para lê-los, só é preciso baixar o livro novamente.

Fontes:
O Globo-Amazon lança serviço de aluguel de e-books
Folha de S. Paulo-Amazon lança aluguel de livros digitais para Kindle no Brasil
Telegraph-Amazon brings Kindle Unlimited subscription service to Europe

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *