Início » Cultura » Apesar de tudo, ele ainda é de esquerda
Bernard-Henri Lévy

Apesar de tudo, ele ainda é de esquerda

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em "Left in Dark Times", o filósofo Bernard-Henri Lévy defende, entre outras coisas, que o liberalismo não é apenas o livre mercado. Ele diz que os direitos humanos e a democracia também importam.

O mais midiático dos intelectuais franceses diz ainda que a Europa não é — ou não é apenas — uma máquina capitalista, que os EUA não são um país semi-fascista, e que a intervenção humanitária não é um plano imperialista. Segundo Bernard-Henri Lévy, Israel não é culpado pelo anti-semitismo e o islamismo militante não é uma falha do Ocidente.

O livro termina com um apelo aos "valores universais" dos direitos humanos e da democracia. Henri Lévy acredita que, sempre que possível, é preciso manter as questões morais e religiões fora da política.

Fontes:
Economist - Big brains and a hairy chest

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Evandro Correia disse:

    Além de "o mais midiático" ele é o mais rico, e a esquerda morre de inveja dele.

  2. Evandro Correia disse:

    Além de "o mais midiático" ele é o mais rico, e a esquerda morre de inveja dele.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *