Início » Cultura » Arquitetura » Edifício mais alto da África é projetado principalmente por mulheres
ARQUITETURA

Edifício mais alto da África é projetado principalmente por mulheres

O Leonardo, um edifício de 55 andares que mede 227 metros de altura, conta com nove arquitetas em uma equipe de 11 profissionais

Edifício mais alto da África é projetado principalmente por mulheres
Apenas 21% dos arquitetos na África do Sul são mulheres (Foto: Divulgação/Legacy Group)

Um edifício em Sandton, o centro financeiro de Joanesburgo, se tornará o mais alto da África quando for inaugurado ainda este ano. O Leonardo, um edifício de 55 andares que mede 227 metros de altura, tem apenas 4,5 metros de altura a mais que o recordista anterior, o Carlton Center, que domina o horizonte de Joanesburgo desde 1973. 

Projetado pela empresa sul-africana Co-Arc International Architects, Leonardo contém uma mistura de escritórios, lojas, apartamentos e quartos de hotel. Os arquitetos optaram por usar folhas finas de Dekton, um material super forte, para o revestimento exterior.

A equipe de arquitetos que gerenciava a construção era liderada por mulheres, com nove das 11 posições desempenhadas por mulheres. Esse fato incomum – o Instituto de Arquitetos da África do Sul no Cabo Oriental estima que apenas 21% dos arquitetos registrados no país são mulheres – passou despercebido até que uma foto foi tirada no final do projeto.

Malika Walele, de 27 anos, uma arquiteta que supervisionou a construção no local a partir de novembro de 2017, falou à CNN sobre as dificuldades que enfrentou em seu papel:

“Especificamente sendo mulher, sendo jovem, existem muitos desafios que você enfrenta naquele ambiente de construção. Acho que há esse preconceito de as mulheres não poderem estar nesse tipo de ambiente”, afirmou.

Ao longo do projeto, ela entrou em contato com cerca de 2.000 trabalhadores, a grande maioria dos quais eram homens. Ela diz que enfrentou sexismo, mas acredita que ajudou a derrubar o preconceito das pessoas. “Eu realmente tive que trabalhar duro para me provar. É preciso alguma personalidade. Eu realmente tive que dar um passo à frente para ter certeza de que estava sendo ouvida pelos homens”.

Patrick McInerney, diretor da Co-Arc International Architects, disse esperar que o Leonardo ofereça um “farol de esperança” para arquitetura e desenvolvimento no continente. Referindo-se ao Pináculo em Nairóbi, no Quênia, e à Torre Mohammed VI, perto de Rabat, no Marrocos, ele disse: “Ser o edifício mais alto da África atualmente é bastante interessante porque sabemos de vários outros edifícios que estão sendo construídos que excede em muito o que acabamos de concluir. Acho que, até certo ponto, esperamos que o sucesso do próprio desenvolvimento demonstre que é possível alcançar as estrelas”.

Fontes:
CNN-Africa's tallest building is set to open, and it's designed mostly by women

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *