Início » Cultura » Como fazer da Espanha um país para todos?
Espanha e Catalunha

Como fazer da Espanha um país para todos?

Diferenças entre espanhóis e catalães dividem a Espanha

Como fazer da Espanha um país para todos?
A estranheza de uma Espanha constitucionalmente 'indivisível' com regiões 'autônomas' é clara (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O catalão é a língua oficial da província autônoma da Catalunha. Falantes do espanhol castelhano tendem a afirmar duas coisas sobre o catalão. A primeira: é impossível de ser justificada linguisticamente, é a de que não se trata de uma língua de verdade.

Os falantes do espanhol podem ler catalão sem muita dificuldade se souberem algumas palavras cruciais que se diferenciam muito. A segunda queixa que é a Espanha deu à Catalunha mais e mais privilégios na província semiautônoma da Catalunha, e ainda assim os catalães continuam a querer mais e mais.

A educação na Catalunha é dada em catalão, e espera-se que alunos de outras regiões aprendam o idioma rapidamente. No entanto os políticos catalães estão se articulando para avançar a causa da separação total. O governo em Madri insiste que tal movimento é ilegal de acordo com a constituição, que declara a indivisibilidade da nação.

A estranheza de uma Espanha constitucionalmente “indivisível” com regiões “autônomas” é clara. Isso explica a diferença entre as leituras baseadas no castelhano e no catalão do sinal que se encontra no portão das escolas. Para o castelhano, o espanhol é a língua de um “país para todos”. Para o catalão a diversidade linguística (escolas e outras coisas mais em catalão) é o preço pago por um “país para todos”.

Fontes:
The Economist-How to make a country for everybody

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Andre Ricardo Cruz Fontes disse:

    Creio que a língua se chama castelhano e não espanhol. Essa é uma das diferenças e reclamações dos catalães. Afinal, a o catalão é uma língua espanhola, tanto como o castelhano. E os espanhóis que se expressam em castelhano não conseguem ler galego, outra língua da Espanha, em bases mais próximas do castelhano e também do português que o catalão. Portanto, acho pouco provável que um espanhol que fale e leia em castelhano tenha facilidade em ler catalão. Longe de ser uma língua de união, o castelhano parece sufocar as outras línguas nacionais da Espanha. Tratadas como dialeto, como é o caso do galego, ou mesmo como um regionalismo impedernido, como querem que seja o catalão, o mal tratamento do catalão pelos espanhóis que preferem o castelhano é mais do que tudo, um ataque, um ataque direto ao centro nevrálgico da Catalunha que é a sua língua. É o idioma catalão o veículo de cultura catalã e atacar a língua catalã é atacar a cultura e tudo o que representa a Catalunha. Nós que falamos português temos um débito com a Catalunha, pois foi a luta da independência catalã que permitiu Portugal livrar-se do domínio espanhol de Filipe III e iniciar o que chamamos de Restauração!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *