Início » Opinião » Artigos » Conhecendo a Turquia
Turismo

Conhecendo a Turquia

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um pouco de história

Os mais antigos traços de presença humana na Turquia remontam a cerca de 7.000 a.C. O primeiro povo importante na região foram os Hititas, que dominaram de 2.000 a 1.200 a.C. Em seguida o país se desmembrou para ser novamente unido no período greco-romano. Mais tarde, o Cristianismo se espalhou na região trazido pelo apóstolo Paulo, nascido na Turquia, na cidade de Tarso.

Em 330 d.C. o imperador romano Constantino conquistou a cidade de Bizâncio, e a batizou de Constantinopla. Durante mais de milA queda de Constantinopla - www.ucalgary.ca anos este foi o nome do que é hoje Istambul. A cidade se tornou a capital do Império Romano do Oriente, e assim permaneceu até ser conquistada pelos turcos em 1453, tendo sobrevivido cerca de mil anos após Roma cair nas mãos dos bárbaros. Durante a Idade Média, em que a cultura ocidental foi quase esquecida na Europa, o Império Bizantino foi um dos guardiões da cultura grega e romana.

Após a queda de Constantinopla em 1453, o Império Otomano, como passou a ser conhecido, prosseguiu sua expansão na Europa. Os países que faziam parte da extinta Iugoslávia, e mais a Romênia e a Bulgária foram conquistados. Viena, a importante capital do Império Austro-Húngaro, chegou a ser ameaçada, mas em 1683 os turcos foram vencidos e aos poucos, no decorrer do século XIX, os territórios europeus foram reconquistados, só restando para a Turquia, em território europeu, um pequeno território em volta de Istambul conhecido como Trácia. Mais de 90% do território atual da Turquia está do outro lado do Estreito do Bósforo, em território Asiático. Toda essa região é conhecida como Anatólia. (Para relembrar aquilo que aprendemos na escola mas muitos já esqueceram, o Bósforo é o estreito que une o Mediterrâneo ao Mar Negro e, nesse ponto, separa os continentes europeu e asiático.)

Na Primeira Guerra Mundial a Turquia tomou o partido da Alemanha e ao ser derrotada perdeu todos os territórios que tinha conquistado e que não faziam parte do país original: Palestina,Mustafá Kemal - Wikipedia Iraque, Síria e Península Arábica. Em 1920 o poder foi tomado por Mustafá Kemal, que mais tarde passaria a ser conhecido como Ataturk, o “Pai dos turcos”, título que lhe foi dado pelo congresso e que é como a ele todos se referem. Esse é o criador da Turquia moderna. Ele mudou a capital de Istambul para Ankara, no coração do território turco. Abandonou a escrita árabe, adaptando a língua ao alfabeto latino. Adotou trajes ocidentais, deu às mulheres direitos iguais aos dos homens e estabeleceu uma constituição que separava a religião do Estado — a Turquia deixava de ser um país muçulmano.

Depois da morte de Ataturk, em 1938, o país passou por muitos golpes e contragolpes. A Turquia já teve mais de 60 governos nesse período. No momento, um premier muçulmano está no poder, e muitos acham que o conceito da democracia laica está em perigo.

Com um território de 779 mil quilômetros quadrados, ou menos de 10% do território brasileiro, o país conta com uma população de quase 75 milhões de habitantes. Desses, cerca de 14 milhões são curdos, que vivem predominantemente no sul, próximo ao Iraque. Eles são perseguidos pela maioria turca e gostariam de se tornar independentes, assim como seus primos curdos do norte do Iraque que têm, pelo menos, uma certa autonomia dentro do país. (Os curdos, estimados em 25 milhões entre os da Turquia, Iraque, Síria e outros vizinhos, são o povo mais populoso do mundo a não ter seu próprio país.) 99% da população da Turquia é composta de muçulmanos, predominantemente sunitas.

Na próximo capítulo da série sobre a Turquia — que será dividida em cinco — o leitor conhecerá um pouco mais sobre o povo local, a comida e um dos mais famosos costumes do país, o Banho turco.

Leia toda a série Conhecendo a Turquia:

Istambul – informações gerais

Istambul – Os passeios

Capadócia

Turquia, laicismo e Islã

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

8 Opiniões

  1. Arlon Borges disse:

    Muito interessante — que o próximo capítulo venha logo.

  2. Laís disse:

    Um banho de história, parabéns!!

  3. Angra Brasil disse:

    Nossa! Que emoção! Que bela matéria do sr Fernando Magalhães! Simplesmente… adorei… E agradeço a Ana Borges – Marketing, que, através do orkut, me fez saber dessa matéria.
    Eu, realmente me encanto com a Turquia, que só conheço por fotos, internet e tv…
    Muito obrigada!!!

  4. Duygu Kayhan disse:

    Muito Obrigada por bela materia do Sr. Fernando Magalhaes…

    Achei a matéria bela…

    Duygu Kayhan

    Turquia

  5. rosana disse:

    AMEI A MATÉIA SOBRE ROMA. JÁ QUE NUNCA PODEREI VIAJAR, FICAREI CONHECENDO OS ENCANTOS DE ALGUNS LUGARES ATRAVÉS DE VOCÊS. MAS SE ALGUMA FAMÍLIA MILIONÁRIA QUISER ME ADOTAR É SÓ ESCREVER. VOU LARGAR MEU ENPREGO DE ENFERMEIRA E CUIDAR DE APROVEITAR A VIDA PELO MUNDO A FORA. ROSANA.

  6. Conceição Castro disse:

    Ah! Obrigada Ana Borges pelo convite deixado eu meu Orkut.

  7. vanessa disse:

    bom…realmente eu já tive o prazer de conhecer a turquia..é um país muito belo…e bem interessante.. quem tiver a oportunidade de vijar não esquecem de passar na Turquia …eu recomendo…!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *