Início » Cultura » Disney revela primeiros detalhes de serviço de streaming
ENTRETENIMENTO

Disney revela primeiros detalhes de serviço de streaming

Disney+ será lançado em novembro com mensalidade de US$ 6,99. Pelo menos 500 filmes e 7.500 episódios estarão disponíveis no primeiro ano do serviço

Disney revela primeiros detalhes de serviço de streaming
Disney+ vai lançar 25 filmes e 10 séries originais no primeiro ano do serviço (Foto: Divulgação/Disney)

Após a aquisição da 21st Century Fox, a Walt Disney Company revelou os primeiros detalhes do seu serviço de streaming: o Disney+ (Disney Plus). O serviço será lançado no dia 12 de novembro deste ano, nos Estados Unidos.

Ainda não há informação de quando o serviço chegará ao Brasil. No entanto, a Disney revelou, através de um comunicado, que o serviço de streaming vai se expandir para as “principais regiões do mundo” nos próximos dois anos. Entre as principais novidades anunciadas estão o preço de lançamento (US$ 6,99, cerca de R$ 28) e produtos, que vão incluir produções da Disney, Pixar, Marvel e National Geographic. Os produtos estarão disponíveis para serem assistidos offline (sem internet) pelos assinantes.

Além das produções já criadas, a Disney já anunciou novidades para os fãs das empresas. Estima-se que, no primeiro ano de serviço, serão lançados 25 séries e 10 filmes originais. Ademais, sem estipular quantidade, a empresa também garantiu o lançamento de documentários e produções especiais.

Da Marvel. serão lançadas, pelo menos, quatro séries originais, sendo uma animada. Todos os filmes da Pixar, incluindo curta-metragens, também estarão disponíveis no primeiro ano. Ademais, as produções de Star Wars, entre filmes e séries animadas, também estarão no streaming. Como uma das últimas novidades, a empresa norte-americana anunciou que todas as 30 temporadas de Os Simpsons, que pertencia à Fox, também serão disponibilizadas.

Segundo estimativa da empresa, estarão disponíveis, já no primeiro ano do serviço, mais de 7.500 episódios, entre séries animadas, documentais e live action, e 500 filmes. O site do Disney+ já está disponível e os interessados podem se inscrever para receber novidades. O presidente e diretor-executivo da Disney, Bob Iger, expressou altas expectativas para o lançamento do serviço.

“A Disney+ representa um avanço ousado em uma nova e empolgante era para nossa empresa – uma em que os consumidores terão uma conexão direta com a incrível variedade de conteúdo criativo que é a marca registrada da Walt Disney Company. Estamos confiantes de que a combinação de nossa narrativa inigualável, marcas amadas, franquias icônicas e tecnologia de ponta farão da Disney + um destaque no mercado e proporcionarão um valor significativo para consumidores e acionistas”, destacou Iger.

O layout divulgado pela Disney mostra semelhanças com outros serviços de streaming famosos, demonstrando uma facilidade para navegar pelo conteúdo. Ademais, a empresa anunciou que contará com uma ampla gama de dispositivos para exibir o conteúdo, como smartphones, videogames e smart TVs. Reprodutores de mídia também estão inclusos (um exemplo de reprodutor é o Chromecast, mas a Disney não especificou nomes).

“Estamos extremamente animados com nosso crescente portfólio de ofertas diretas ao consumidor. Como demonstramos hoje, com a Disney+, ofereceremos entretenimento extraordinário de maneiras inovadoras para o público em todo o mundo”, afirmou Kevin Mayer, presidente do Conselho da Disney.

Avanço do streaming

O anuncio e as novidades da Disney+ demonstram a expansão do serviço de streaming em todo o mundo. Impulsionados pelo sucesso da Netflix, outras empresas também lançaram serviços contratados de reproduções de vídeo pela internet, como Prime Video, da Amazon, HBO GO, Telecine Play, Mubi, Looke, Crackle, Globo Play, entre outros.

Ademais, o sucesso também fez surgir serviços, ainda desconhecidos por grande parte do público, mais específicos. Para os amantes da cultura japonesa, o mais conhecido é o Crunchyroll, que conta com uma vasta biblioteca de animações e dramas asiáticos.

Já para quem gosta de produções mais cults, existe o Philos, que conta com balés, óperas, documentários, entre outros. Por outro lado, o Social Comics é um serviço de streaming de histórias em quadrinhos.

Enquanto isso, quem gosta de filmes antigos tem a sua disposição o Oldflix. Os adeptos de produções nacionais podem assinar o Spcine Play. Para os fãs de terror, foi anunciada a criação do DarkFlix, que ainda não está disponível.

De acordo com uma pesquisa da Lab 42, a Netflix ainda domina o segmento de streaming de vídeo. Entre todos os usuários dos serviços, 89% se inscrevem na Netflix. Destes, 75% admitem usar a Netflix e mais um streaming, enquanto 25% revelam que usam apenas a Netflix. Outros 6% de usuários desse tipo de serviço usam o Prime Vídeo e 5% usam a HBO.

Não há um número exato sobre a quantidade de usuários de streaming no mundo – muitas pesquisas englobam também o YouTube, que é um serviço gratuito. No entanto, a Netflix, que conta com o serviço mais conhecido, conta com 139 milhões de usuários em 190 diferentes países.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *