Início » Cultura » Netflix aluga cinema histórico em Nova York
ENTRETENIMENTO

Netflix aluga cinema histórico em Nova York

Gigante do setor de streaming inaugura seu primeiro cinema, alugando uma sala histórica em Nova York: o cinema Paris

Netflix aluga cinema histórico em Nova York
O cinema, o único remanescente de tela única na cidade, foi inaugurado em 1948 (Foto: NetflixFilm/Twitter)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A gigante do setor de streaming Netflix já foi acusada de colocar em xeque a existência do cinema. Agora, pela primeira vez, a empresa terá sua própria sala em um endereço icônico em Nova York: o cinema Paris, que data de 1948.

Segundo o site Deadline, especializado em entretenimento, o acordo de aluguel do espaço é de dez anos.

Antes, a Netflix alugava vários cinemas por períodos limitados para garantir que seus filmes fossem elegíveis para prêmios. Seu candidato ao Oscar, História de um Casamento (2019), está agora em cartaz no Paris.

“Agora, o icônico cinema será mantido aberto e se tornará lar de eventos especiais da Netflix, exibições e lançamentos teatrais”, disse a empresa no Twitter. Faz 71 anos que a lendária atriz Marlene Dietrich cortou a fita para inaugurar o cinema Paris, que se tornou um dos mais notáveis dos EUA. É o último cinema em tela única de Nova York e foi fechado no final de agosto.

Nos últimos anos, houve alguma animosidade em relação aos serviços de streaming daqueles que defendem o cinema tradicional. O filme da Netflix, Okja (2017), estrelado por Tilda Swinton, foi vaiado por alguns jornalistas em 2017, quando foi exibido no Festival de Cannes.

Em entrevista à BBC no início deste ano, Swinton disse: “Espero que a Netflix construa grandes cinemas em todas as cidades do mundo. É isso que eu quero que eles façam….e eles provarão que estão realmente dedicados ao entretenimento em tela grande”.

No início deste ano, Steven Spielberg expressou sua preocupação com o futuro da “experiência teatral cinematográfica” diante da concorrência dos serviços de streaming. Em abril, a atriz Helen Mirren deu à Netflix uma atenção ainda menor e disse que o aumento da exibição de filmes em casa era “devastador” para as pessoas que fazem filmes para as telonas. Os fãs de cinema no Twitter saudaram a decisão da Netflix de reabrir o cinema Paris.

Leia também: O problema por trás dos serviços de streaming de vídeo
Leia também: Netflix e Disney contra o estado da Geórgia

Fontes:
BBC-Netflix takes over its first cinema by leasing New York's historic Paris

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *