Início » Cultura » Entretenimento » Seis invenções geniais que foram esquecidas
Tecnologia esquecida

Seis invenções geniais que foram esquecidas

Confira seis invenções fantásticas que, injustamente, não receberam a devida atenção

Seis invenções geniais que foram esquecidas
A máquina de Antikythera é considerada o primeiro computador da história (Reprodução/Internet)

As contínuas evoluções tecnológicas facilitam dia após dia a vida de todos. Com isso, invenções se tornam obsoletas e esquecidas rapidamente. Na história da humanidade, esse descarte tecnológico de inventos – muitas vezes extraordinários – se tornou ainda mais claro. Confira seis invenções esquecidas e que se tornaram lendas tecnológicas:

1- Máquina de Antikythera

Historiadores afirmam que esse objeto foi o primeiro computador da história. Recebeu esse nome por ter sido descoberta em 1900 no meio dos destroços de um navio naufragado perto da ilha grega de Antikythera. A tecnologia do objeto, datado do século 2 a.C, desperta interesse de vários pesquisadores.

O mecanismo metálico da máquina de Antikythera era usado para realizar marcações das posições do Sol, Lua e planetas. Ele previa o movimento dos astros e de eclipses. Além disso, funcionava como calendário que mostrava determinadas datas.

2- Fogo grego

O fogo grego foi uma importante arma bélica utilizada pelos bizantinos no século 11. Com a sua utilização o Exército do Império Romano do Oriente venceu inúmeras batalhas no mar. Contudo, a origem desse importante armamento bélico é desconhecido. Por se tratar de um fogo que queima no mar, o crédito pela invenção é atribuído aos químicos de Constantinopla.

Entretanto, há relatos que um arquiteto da província de Fenícia, em 672, o teria criado. Até aos deuses gregos a criação do fogo grego é creditada. Por conta disso, até hoje, ninguém sabe como essa arma foi feita, e a composição química que permite que o fogo queime na água permanece desconhecida.

3- Vidro flexível

Como o próprio nome diz, esse material não quebra. O vidro flexível foi criado por um artesão romano na época do imperador Tiberius Caesar (42 a.C – 37 a.C). A história conta que esse artesão mostrou o invento ao imperador e, para testá-lo, derrubou o objeto no chão. Porém o ponto atingido ficou apenas amassado. Entretanto, o imperador Tiberius Caesar considerou que o novo material faria com que o ouro e prata perdessem o valor. Por conta disso, sentenciou o artesão à morte.

Hoje em dia, empresas e pesquisadores procuram um meio de recriar o objeto da lenda. A empresa norte-americana Corning anunciou, em 2013, o Willow Glass que é uma espécie de vidro ultrafino e flexível.

4- O primeiro sismoscópio

O primeiro equipamento desse tipo foi criado por Zhang Heng, astrônomo, matemática e engenheiro. A tecnologia criada por Zhang era composta por um grande vaso de bronze, com quase dois metros de altura. Nas laterais oito dragões, que representavam os pontos cardeais, e pequenas estátuas de sapo completavam o objeto.

Quando ocorria um tremor, uma bola saía da boca do dragão e cai no sapo, indicando a direção e o momento que ocorria o terremoto. Contudo, não existem documentos explicando o funcionamento dele e o aparelho original nunca foi encontrado. Em 2005, cientistas chineses recriaram o sismógrafo de Zhang e o testaram em terremotos reais. Tal os sismógrafos modernos e o antigo marcaram os mesmos dados.

5- O navio “bola rolante”

No século 20, era comum ler notícias da criação de projetos de navios que seriam movidos por rodas. Em 1933, uma proposta para a criação dessa tecnologia foi patenteada.

Com o nome de “the rolling ball” (a bola rolante), o navio seria construído em uma esfera de metal gigante e oca, conectada a um carro-navio por meio de uma estrutura em “y” invertido. A tripulação seria alocada nessa área. O projeto alçaria novas águas, em especial as do Oceano Atlântico.

6- Lentes preguiçosas

Essa invenção, criada pelo publicitário americano Clarence Warner, era para os leitores mais preguiçosos. Com o nome de Beds Specs (óculos de cama), essa invenção consistia em um prisma triangular que faria um ângulo de 70° graus para a visão. Essa angularidade permitia que uma pessoa com o livro apoiado sobre o corpo, enquanto deitada, tivesse uma leitura confortável.

Fontes:
SuperInteressante-6 invenções incríveis que foram esquecidas

3 Opiniões

  1. Áureo Ramos de Souza disse:

    MUITO IMPORTANTE ESTAS INVENÇÕES AGORA O QUE VEJO É QUE OS RÁDIOS RETROAGIRAM POIS POSSUO UM RADIO GE 1966 E SINTONIZO TODOS OS PAIS ASSIM COM A RÁDIO BBC DE LONDRES, RÁDIO MARTINS DE CUBA, RÁDIO INTERNACIONAL DA INGLATERRA E A RADIO BEVERLI DA ALEMANHA. A GORA PEGUE UM RADIO QUAL QUER QUE Não sintonizamos nem rádios do grande recife. Agora pergunto porque? falta potencia e ainda lembro que os rádios de válvulas acessavam todos os países.

  2. Joma Bastos disse:

    Cabecinhas de ouro.

  3. Christina Penna disse:

    Adorei, isso apenas prova que somos ainda muito ignorantes de caminhos que empreendemos no passado e que se perderam…. somos realmente incríveis…. mas, poderíamos apenas tentarmos ser menos arrogantes. Parabéns pela matéria !!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *