Início » Cultura » Envelhecimento da população preocupa o Japão
Problema populacional

Envelhecimento da população preocupa o Japão

Para evitar o encolhimento da população, governo japonês recomenda, entre elas a vinda de 200 mil imigrantes a partir de 2016

Envelhecimento da população preocupa o Japão
O número de cidadãos japoneses pode cair em 100 milhões (Reprodução/Internet)

A população do Japão está envelhecendo e encolhendo mais rapidamente que qualquer outra. Em maio, um centro de estudos previu que dentro de pouco mais de três décadas cerca de 1.000 cidades rurais e vilas não contarão com nenhuma mulher em idade reprodutiva. O governo prevê que a população geral do Japão, atualmente de 127 milhões, diminuirá em um terço nos próximos 50 anos. Com efeito, ele prevê que haverá meros 43 milhões de japoneses em 2110.

Uma população que encolhe rapidamente terá dificuldade em dar suporte a uma população crescente de idosos. O presidente de um conselho especial, Akio Mimura, afirmou que o governo tem que agir rapidamente caso queira impedir que sua população diminua em 100 milhões de pessoas. Para impedir isso, afirma o relatório do conselho, a mulher japonesa média teria que ter 2,07 filhos ao longo de sua vida, uma alta em relação aos 1,41 atuais.

Alguns sinais sugerem que o governo de Shinzo Abe está considerando agora outra solução óbvia que o Japão em geral não considera: imigração em larga escala. Menos de 2% da população é de origem estrangeira, uma proporção muito menor que aquela de outros países ricos.

Em fevereiro, o governo divulgou um relatório recomendando que o Japão aceite 200.000 novos imigrantes permanentes de 2016 em diante. No entanto a imigração ainda está longe de ser uma opção fácil.

Fontes:
The Economist-The incredible shrinking country

2 Opiniões

  1. Bradley do Nascimento Lô disse:

    A longo prazo, pode resultar uma alteração significativa na cultura ímpar, que é a japonesa!

  2. André Luiz D. Queiroz disse:

    Ironia, não? Países que adotaram controles de natalidade rígidos no passado agora enfrentam déficit populacional na faixa etária ativa economicamente.
    Pessoalmente, se eu pudesse estar na lista de imigrantes permanentes no Japão, eu e minha esposa iríamos com gosto! Não me entendam mal: sou brasileiro, nacionalista (sem exageros), mas a oportunidade de viver no Japão, para mim, é tentadora!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *