Início » Cultura » Gastronomia » Vergonha e orgulho de ser brasileiro
Paladar - cozinha do Brasil

Vergonha e orgulho de ser brasileiro

Por Anne-Sophie Savarin

Vergonha e orgulho de ser brasileiro
Paladar - Cozinha do Brasil

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Enquanto os políticos afundam a pátria, os chefs brasileiros a resgatam. Quando achamos que mais nada pode nos surpreender eis que mais uma noticia da atitude dos parlamentares nos envergonha: o tal dos “atos secretos”. Incroyable…

Mas este não é o caso dos nossos chefs que puderam mostrar tudo de bom que este nosso vasto e desconhecido Brasil tem. Um Brasil que nos orgulha. Isto ocorreu em “Paladar – Cozinha do Brasil”, neste início do mês de junho. O evento do jornal O Estado de São Paulo reuniu os melhores chefs brasileiros entre 4 e 7 de junho no Grand Hyatt Hotel.

A idéia começou no ano de 2007, quando se reuniram Alex Atala, Edinho Engel e Mara Salles para discutir a comida brasileira. Não podia ter saído melhor, pois os três são craques e direcionam seus restaurantes — D.O.M., Amado e Tordesilhas, respectivamente — para o resgate e a valorização da comida brasileira.  Não pode dar  em outra, e voilà:  Paladar – Cozinha do Brasil. Foram três dias incríveis!

Alex Atala, o chef orgulho de ser brasileiro

Além deste evento maravilhoso, outro orgulho nosso é o próprio chef Alex Atala, que é considerado o 24° melhor chefe do mundo pela revista inglesa Restaurant. O dono do restaurante D.O.M. este ano subiu 16 lugares no ranking dos 50 melhores restaurante do mundo!

Essa é a posição mais alta já ocupada por um restaurante brasileiro desde que a revista passou a realizar o prêmio, em 2002. O restaurante D.O.M também é o único da América Latina a estar na lista. O ranking é elaborado por meio da seleção de jornalistas de gastronomia, críticos, editores e comentaristas do mundo inteiro.

alex-atala

Alex Atala aparece na publicação pelo quarto ano seguido! A primeira vez foi em 2006, ocupando o 50° lugar. Ele chegou a brincar dizendo ser “o pior restaurante dos 50 melhores do mundo”. No ano seguinte o chef subiu para  a 38º posição. Em 2008 teve uma quedinha, ficando em 40° lugar. Mas em 2009 foi o 24°!

O melhor do mundo apontado pela publicação inglesa este ano é o espanhol Ferran Adria. Ele próprio já elogiou a comida do brasileiro, quando esteve em seu restaurante no ano passado. Além disso, esse prêmio não é apenas um reconhecimento do trabalho do chef, mas representa a valorização do que é brasileiro. Atala pega as coisas das mais populares que se tem no Brasil e transforma em iguarias, em artigos de luxo. Adria ficou encantado com nossas raízes, nossas frutas, nossos peixes…

Nós brasileiros nos sentimos valorizados e orgulhosos de ser compatriotas de Atala!

Confira a comida do 24° melhor chefe do mundo no restaurante:

D.O.M.
Endereço: Rua Barão de Capanema, 541, Jardins.
Telefone: (55) (11) 3062-3634

Confira a lista completa do ranking aqui:

Posição Restaurante País
1 El Bulli Espanha
2 The Fat Duck Inglaterra
3 Noma Dinamarca
4 Mugaritz Espanha
5 El Celler de Can Roca Espanha
6 Per Se EUA
7 Bras França
8 Arzak Espanha
9 Pierre Gagnaire França
10 Alinea EUA
11 L’Astrance França
12 The French Laundry EUA
13 Osteria La Francescana Itália
14 St John Inglaterra
15 Le Benardin EUA
16 Hotel de Ville Suíça
17 Tetsuya’s Austrália
18 L’Atelier de Joel Robuchon França
19 Jean Georges EUA
20 Les Creations de NARISAWA Japão
21 Chez Dominique Finlândia
22 Cracco Peck Itália
23 Die Schwarzwaldstube Alemanha
24 D.O.M. Brasil
25 Vendome Alemanha
26 Hof van Cleve Bélgica
27 Masa EUA
28 Gambero Rosso Itália
29 Oud Sluis Holanda
30 Steirereck Áustria
31 Momofuku Ssam Bar EUA
32 Oaxen Skargardskrog Suécia
33 Martin Berasategul Espanha
34 Nobu Inglaterra
35 Mirazur França
36 Hakassan Inglaterra
37 Le Quartier Francais África do Sul
38 La Colombe África do Sul
39 Etxebarri Espanha
40 Le Chateaubriand França
41 Daniel EUA
42 Combal Zero Itália
43 Le Louis XV França
44 Tantris Alemanha
45 Iggy’s Cingapura
46 Quay Austrália
47 Les Ambassadeurs França
48 Dal Pescatore Itália
49 Le Calandre Itália
50 Mathias Dahlgren Suécia

Bon voyage!

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. heloisa disse:

    Boa notícia. Ótimo estarmos nesse caminho virtuoso. Essa nova geração de chefs perfecccionistas enfim dão o justo valor à nossa culinária tão variada e rica, até pouco tempo quase desprezada por nós brasileiros. Era considerada de baixa qualidade. Esses chefs pesquisam e usam com arte essa sabedoria popular das diversas regiões do país e, como diz o artigo, apresentam lá fora, fazem sucesso, e trazem esse reconhecimento de volta pra nós. Estamos gratos e de parabéns.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *