Início » Cultura » Giuseppe Garibaldi
Nesta data

Giuseppe Garibaldi

No dia 2 de junho de 1882, morre o herói italiano Guiseppe Garibaldi, aos 74 anos

Giuseppe Garibaldi
O herói italiano morreu na ilha da Caprera (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O herói italiano, chamado de “herói de dois mundos” por ter participado de conflitos na Europa e na América do Sul, nasceu em Nizza (hoje Nice, na França) em quatro de julho de 1807. Garibaldi foi um dos personagens mais importantes na unificação da Itália ao lado de Giuseppe Mazzini e do Conde de Cavour. Seu nome é até hoje lembrado no mundo pela sua dedicação à libertação de seu país do jugo estrangeiro.

Ele passou muitos anos da sua infância a bordo de navios mercantes, chegando a se tornar capitão. Atraído por ideais socialistas, Garibaldi juntou-se à sociedade Jovem Itália, fundada por Giuseppe Mazzini, e deixou o mar para fazer parte da insurreição de Gênova, que fracassou. Para escapar da morte, o jovem de 28 anos partiu para o Brasil em 1835.

Ao aportar na América do Sul, Garibaldi se aproximou dos republicanos que proclamaram a República Riograndense, no Rio Grande do Sul, e lutou na Revolução Farroupilha, onde os republicanos travaram uma disputa contra o Império do Brasil. Acompanhado do general Davi Canabarro, Garibaldi tomou o controle do porto de Laguna e proclamou a República Catarinense, ou República Juliana.

Foi em Laguna que o herói conheceu Ana Maria de Jesus Ribeiro, mais conhecida como Anita Garibaldi. Os dois se casaram e lutaram juntos na América do Sul e na Itália, tempos depois.

Após quase uma década, ficou claro que a República Riograndense não se sustentaria por muito tempo. Giuseppe Garibaldi foi então a Montevidéu, no Uruguai, e depois retornou à Itália, para dar continuidade aos seus esforços de unificar a região. Após lutar em vão na Lombardia contra o exército austríaco, Garibaldi teve que se refugiar na Suíça e depois em Nice. Temendo a invasão das forças liberais, o papa Pio IX deixou Roma em 1848: a oportunidade perfeita para que Garibaldi e seu grupo partissem rumo à cidade.

O grupo de 3.900 homens liderados por Giuseppe Garibaldi lutou contra os exércitos napolitano, francês e espanhol — de 40 mil soldados — que tentavam restabelecer a autoridade papal. Com a queda de Roma, o italiano foi obrigado então a se exilar em 1849, em Tanger, Nova Iorque, e depois no Peru, já sem Anita Garibaldi, que morreu durante a fuga ainda na Europa.

Garibaldi participou ainda da Segunda e Terceira Guerra da Independência Italiana, a primeira anexando a Lombardia ao Reino da Sardenha e a outra para libertar Veneza, em 1866, que ainda estava sob poder austríaco. Em 1869 fez uma nova incursão aos Estados Pontifícios, mas suas tropas foram desarticuladas pelo exército de Napoleão III, que apoiava o Papa. A última batalha em que Garibaldi lutou foi na Guerra Franco-Prussiana (1870-1871), agora do mesmo lado do exército republicano da França.

O herói italiano morreu no dia 02° de junho de 1882, aos 74 anos, na ilha de Caprera.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *