Início » Cultura » Idiomas ameaçados
Mundo

Idiomas ameaçados

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Inúmeros idiomas, como acádio, etrusco, tangut e chibcha, foram extintos sem causar maiores problemas. A Economist questiona se algo deveria ser feito diante do fato de que muitos outros — como o manchu, da China, hua, de Botswana, e gwich´in, do Alasca — estão ameaçados de desaparecer.

Dos cerca de 6.900 idiomas falados hoje no mundo, entre 50% a 90% podem acabar até o final do século. Na África, pelo menos 300 línguas estão ameaçadas, e outras 200 desapareceram recentemente ou estão à beira da extinção. No leste e sudeste da Ásia, cerca de 145 idiomas estão ameaçados.

Os pais param de falar seus idiomas tradicionais, acreditando que será melhor para seus filhos aprenderem uma língua dominante. E, mesmo se os pais tentam manter seus idiomas vivos, os esforços podem ser comprometidos por filmes ou jogos de computador. Mas, graças à era eletrônica, também é possível gravar e publicar palavras na internet para não deixar os idiomas serem extintos.

Fontes:
Economist - Endangered languages: When nobody understands

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Janine Marques disse:

    Em 2010 será extinto o dialeto garanhuns, falado pelos lulas anteriormente provenientes de Pernambuco e sediado agora no planalto central.
    Consta que é um dialeto propício a mentiras, bravatas e burrices, em qualquer ordem.

  2. Gustavo Roque disse:

    Interessante esta nota sobre a extinção dos idiomas. Nem sabia da existência de alguns deles como o acádio, o etrusco, o tangut e chibcha.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *