Início » Brasil » Incêndio no Museu Nacional ganha destaque internacional
TRAGÉDIA CULTURAL

Incêndio no Museu Nacional ganha destaque internacional

Jornais de diferentes lugares do mundo repercutiram a perda do vasto acervo do Museu Nacional, que completou 200 anos neste ano

Incêndio no Museu Nacional ganha destaque internacional
Incêndio só foi controlado na madrugada desta segunda-feira, 3 (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Uma das maiores tragédias culturais do Brasil, o incêndio do Museu Nacional, que ocorreu entre o fim do último domingo, 2, e o início desta segunda-feira, 3, no Rio de Janeiro, ganhou destaque em jornais internacionais.

Jornais latino-americanos, como o argentino Clarín, o El País do Uruguai, o chileno El Mercurio e o peruano El Comercio deram destaque à perda do acervo, que continha aproximadamente “20 milhões de peças valiosas”, e os “dois séculos de história” perdidos. O Museu Nacional completou 200 anos em 2018.

Já na Europa, o El País da Espanha lembrou que o Museu Nacional é “a mais antiga instituição científica e de história natural do país, criada pelo rei João VI em junho de 1818”. A britânica BBC chama a atenção para as chamas que consumiram os milhares de artefatos, em especial Luzia, o mais antigo esqueleto humano encontrado nas Américas, de uma mulher jovem que teria vivido há 12 mil anos.

O também britânico Guardian aponta a perda “incalculável” para o Brasil. Já o italiano Corriere della Sera foi mais crítico, destacando a falta de manutenção do “museu mais antigo do Brasil”, afirmando que o acervo “já não existe mais”.

O incêndio também ganhou destaque nos principais jornais da imprensa americana. Ainda na noite do último domingo, o New York Times afirmou que o incêndio estava “engolindo” o museu, o que ameaçava centenas de anos de história.

A CNN lembrou do meteorito de 5,36 toneladas, encontrado em 1784, que era abrigado no museu – o artefato, inclusive, foi recuperado. Já o Washington Post deu destaque a outros artefatos, como os que eram provenientes do Egito, “arte Greco-romana e alguns dos primeiros fósseis encontrados no Brasil”.

Leia também: Juscelino foi o último presidente a visitar o Museu Nacional
Leia também: Incêndio de grande proporção destrói o Museu Nacional

Fontes:
Agência Brasil-Imprensa internacional repercute incêndio no Museu Nacional no Rio

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *