Início » Cultura » ‘Lula, O Filho do Brasil’ merece estar no Oscar?
Crítica de cinema

‘Lula, O Filho do Brasil’ merece estar no Oscar?

O filme 'Lula, O Filho do Brasil' foi escolhido como candidato brasileiro ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Veja a crítica de Francisco Taunay

‘Lula, O Filho do Brasil’ merece estar no Oscar?
Filme mostra a vida de Lula

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O filme escolhido para concorrer ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro não é comum, e tem alguns fatores que nitidamente delimitaram esta escolha. Gostaria de esclarecer que é uma escolha eminentemente política; ela acontece todos os anos através da decisão de uma comissão de notáveis, que geralmente não escolhe o melhor filme, mas sim aquele que tem mais a cara do Brasil, que se insere melhor na engrenagem de poder do cinema brasileiro.

O primeiro fator, que sem dúvida influenciou na escolha, é o mais correto: Lula, O Filho do Brasil é muito bom! É um filme biográfico, que lida com as dificuldades desse gênero de uma forma coerente. Tem bons atores, uma fotografia ótima, que mistura cenas de ficção com imagens de época de forma exemplar, e tem uma narrativa bem trabalhada, auxiliada pela música de Jacques Morelenbaum. Conta uma história quase de contos de fada; a trajetória de alguém pobre, quase miserável, que ascende socialmente até chegar ao cargo máximo do poder executivo.

Um outro fator que sem dúvida pesou na escolha foi a tragédia que acompanhou a história deste filme: Fábio Barreto, o diretor, antes do lançamento de sua obra, capotou várias vezes de carro e permanence em coma até hoje. Ele, que diferente de Lula, nasceu em berço de ouro e sempre teve facilidade para fazer filmes, não pôde ver provavelmente a sua obra máxima, um filme de grande qualidade, lançado e assistido pelo grande público. Era acima de tudo uma pessoa entusiasmada com o Brasil, e contou muito bem esta história, de um imigrante do Nordeste que vira presidente da República.

Acredito que o filme teve várias facilidades para ser feito, no sentido de obter recursos. A maior delas é a de ser a história do próprio presidente em exercício, que é um fenômeno de popularidade. No início dos créditos, aparecem todos os patrocinadores, que simplesmente doaram recursos de forma direta, sem leis de incentivo, para a realização do filme. Estão todos lá, desde as empreiteiras, que multiplicaram seu patrimônio no governo, uma empresa de Eike Batista, e uma cervejaria que praticamente detém o monopólio das vendas no Brasil. Aliás, a única cena do filme que me incomodou realmente foi uma propaganda explícita de uma marca de cerveja, o que acontece muitas vezes mesmo nos filmes internacionais, mas deveria ter sido evitada, principalmente nesse filme.

Lula sem dúvida tem grandes qualidades, talvez a maior delas foi sua habilidade de compor um governo que se aliou às forças mais conservadoras, para tentar realizar mudanças significativas na sociedade. Por mais paradoxal que isto possa parecer, no Brasil, o conservadorismo, desde antes da República, sempre ditou as regras, e se o PT tivesse tentado realizar suas propostas de forma radical, muito provavelmente haveria uma tragédia histórica de grandes proporções. Outro fator que auxiliou seu governo foi a sorte: a crise nos EUA e nos países do primeiro mundo favoreceu a economia brasileira, assim como as descobertas do petróleo e a própria herança do governo FHC.

Por outro lado, apesar de várias conquistas, existe um certo clima de autoritarismo no ar. O Estado, cada vez mais aparelhado, inchado com os cargos de petistas, partidos aliados, e seus familiares, alimenta uma máquina que passa por cima das vozes dissonantes; tudo isso com o apoio dos meios de comunicação, que provavelmente têm como seu maior cliente o próprio governo. Por mais democrática que a ascensão de Lula ao governo possa parecer, existem alguns exemplos concretos de ações autoritárias, ou similares, que acontecem cotidianamente. Como um exemplo pessoal, fui um dia a uma biblioteca da FIESP, na Avenida Paulista. Esta biblioteca era um exemplo de democracia e convivência de cidadania: lá passavam estudantes, empresários, aposentados, desocupados, todos convivendo em um local de leitura e de cultura, de forma exemplar, em plena Avenida Paulista, coração financeiro da cidade de São Paulo. Qual não foi a minha surpresa, ao constatar que a biblioteca havia sumido, dando lugar a uma galeria de arte, destas bem ascéticas, áridas, que afastam o povo com sua arte enclausurada. Me informaram que a biblioteca se mudara para a Vila Guilherme. Onde fica a Vila Guilherme?

No Rio de Janeiro, agora os artistas de rua são proibidos de se apresentar. O espaço público, que antes era de todos, agora está cada vez mais privatizado. Com as bênçãos da classe média, que acredita em segurança acima de tudo, o choque de ordem institui uma espécie de limpeza étnico-financeira das ruas: saem os desocupados, ou mesmo aqueles que trabalham de maneira informal, para dar lugar à empresas, que passam a lotear o espaço público. Tudo isso com o pretexto de uma ordem… Lembro que na Itália de Mussolini, jamais os trens chegavam atrasados.

Estes exemplos se multiplicam em todo o país, onde o conservadorismo se alia ao sindicalismo para criar um país ascético, onde a pobreza não é combatida com cultura e educação, mas maquiada e tirada da vista daqueles que passam nas ruas. Penso que a Internet possibilitou uma espécie de revolução na política. Até o apagar das luzes do século XIX, e mesmo no XX, existia no Brasil uma prática medieval, onde alguém lia as notícias em praça pública, para a massa analfabeta. Com o desenvolvimento das práticas de leitura, dos jornais e da TV, as informações começaram a circular em uma esfera mais individual. A manifestação das pessoas foi contida no âmbito de suas casas e da família. Com a Web, agora cada leitor também vira um comentarista: é isso que vivenciamos aqui e agora, no Opinião e Notícia.

Leia mais:

Estreias dos filmes da semana

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

41 Opiniões

  1. cauemachado@gmail.com disse:

    O filme não merece o Oscar

    Ele é bem produzido e o Diretor é muito bom, mas não para um oscar.

    Tá na cara que é uma decisão política, vi na Globo News uma rápida entrevista com um dos cineastas selecionadores.

    A Decisão foi política, porque o Lula é “Famosão” lá fora até os cineastas querem embarcar nesta popularidade.

    È óbvio que o filme vai levar um “pé na bunda” daqueles…

  2. Guilherme Vergueiro disse:

    Merece, e se bobear leva a “estatuelta”. Mas eu indicaria o “Nosso Lar”.

  3. Enos Mendes disse:

    Mas é claro! Por acaso não existe aquele outro oscar chamado “Framboesa”?…

  4. Flavinho disse:

    A violência cresceu a olhos vistos nesta gestão!

  5. BIA LOPES disse:

    Eu não gastaria 01 centavo para assistir! Não perderia 01 minuto de meu tempo assistindo!
    E olhe que adoro cinema, mas para assistir bons filmes!

  6. Flavinho disse:

    Poderiam ter indicado o filme Nosso Lar que retrata temas que outras religiões (ainda) não tiveram a coragem de encarar; a vida após a morte…

  7. Alvino disse:

    É Chico, seu comentário é absolutamente ideológico e eu como descente direto de avós mineiros e paulistas, jamais possa aceitar que determinado “molusco” possa ser filho desta brilhante Nação

  8. Genivaldo disse:

    Se Obama assistir o filme ele não vai parar de falar chamando atenção de todos ESTE É O CARA!

  9. Ricardo disse:

    Mr. Louis B. Mayer deve estar, em seu túmulo, dando reviravoltas de pavor e decepção só com a idéia da indicação desta tragédia cinematográfica para um prêmio que foi criado para produção de obras de qualidades técnica e artística.
    Ninguém de bom senso pode concordar com este absurdo. Já não bastava o Parque D. Lindu em Recife, um elefante branco de milhões de reais do contribuinte, e agora vem este troço aí, que denominaram de filme, e ainda por cima ser indicado para Oscar e mostrar ao mundo a que ponto de ultraje chegou este nosso país.
    Além do mais o lulla e o filme trazem tanto azar que aconteceram coisas terríveis com o produtor e o artista e foi um grande fracasso de bilheteria. Por infelicidade, um ficou com traumatismo craniano e o outro morreu por uma hemorragia cerebral.
    Tem que haver um basta nesta anarquia reinante no Brasil. Não é possível que quanto mais velho o país fica, mais desmoralizado e ultrajado se torna.
    É o cúmulo dos cúmulos esta indicação! Deveria ser indicado era para um trash dumpster, não por incompetência do diretor, mas pelo seu assunto.

  10. Markut disse:

    Positivamente, essa cambada perdeu, ou nunca teve,a necessária dose de “semancol” para perceber o ridículo em que se está pondo o próprio país, graças a essa jogada de carater político rastacuera.
    São preocupantes demonstrações de autocratismo do mesmo padrão do bolivarianismo chavista.
    Remember Hitler, Mussolini, Stalin e quejandos.

  11. Silvio disse:

    Filme sobre Lula (que eu não perderia meu precioso tempo para ver) é fichinha.
    Seu título deveria ser: “O Filho de Narciso”
    E partindo desse princípio, guilhotinemos a cabeça do Cristo Redentor e em seu lugar, colemos a cabeça do molusco. Ficará lindo!

  12. João Cirino Gomes disse:

    Dante de tanta demagogia posso crer que estas babaquices só vão sair da prateleira para ser usado como papel higiênico!
    Aposto como Lula já pensou em colocar este nabo como vale livro na cesta básica! E duvido se também não pensou em criar o projeto vale dvd pirata!

  13. João Cirino Gomes disse:

    Não consigo ouvir Lula no radio ou na televisão sem me aborrecer, quem quiser me torturar é só me obrigar ouvir a vós deste troglodita!
    Nem acredito, que fui pietista e como voluntário, ajudei este monstro se eleger!

  14. Ana Cristina disse:

    A indicação é ridícula! como também uma falta de respeito ao Cinema Brasileiro, que já conquistou qualidade para concorrer ao oscar, não precisa usar da popularidade do Lula. TÁ NA CARA que é mais uma dos babões do Lula!!! Já não basta o R$$$$ que se gastou com essa esse filme! Os sindicatos distribuíram ingressos, entre outras aberrações, para promoção do filme, e mesmo assim foi um fracasso de bilheteria. Digam-me quem Lula representa? Quantos anos trabalhou para ter o que tem? A maioria dos brasileiros trabalha até quando a saúde permite, chegando ao final da vida sem ter nada! quem, pelo amor de Deus, ele representa? Certamente, NÃO É O POVO TRABALHADOR DESTE PAIS. Este filme não representa o nível que o Cinema Brasileiro já consquistou, portanto não deveria ter sido indicado para o oscar.

  15. Helio (rio de janeiro) disse:

    O lula não é famosão lá fora. Só aqui. Quer ficar com esse filme. É bem feito diz Taunay, mas não alcançará para alegria ou tristeza de Lula o prazo eleitoral. Essa campanha que domina tudo é de matar.

  16. andre(santos) disse:

    o filme é uma droga. nao vale nem as propagandas que fizeram
    mentiras e mais mentiras, tudo falso
    a familia era o terror do guarujá.
    alias era familia ou bando?

    e ninguem indicou coisa nenhuma para o oscar é so inscrever lá por meros 25 milhoes de reais que eles passam qualquer porcaria naquele show de dinheiro que é a festa do oscar.

    muito facil o dinheiro sai do povo brasileiro que nem o que comer tem.

  17. Ronny Calling disse:

    ESTE ASSUNTO SO PODE SER UMA PIADA.

    CANDIDATO A UM ” OSCAR “?

  18. Clara disse:

    Na verdade o filme já é uma clara tendência do Lulismo no Poder. Típico de ditadores que adoram divulgar a própria imagem. Não foi surpresa para ninguém ser indicado ao Oscar. O nosso dinheiro está totalmente a serviço do governo e para sua auto-promoção. Péssimo filme, lamentável. Nossa país é uma vergonha.

  19. Sandra disse:

    Uma ode à ditadura , ao peleguismo, além de cinema de péssima qualidade!Um filme que passará diretamento ao arquivo morto ou seja, a lata de lixo.
    Que vergonha pra familia Barreto, vai confirmar o que todo mundo sabe :além de maus cineastas , puxa-sacos!!!

  20. Leidy Santos disse:

    Não.
    Essa historia é como milhares de outras em que o nordestino pobre tem que vir para o sudeste trabalhar.
    Pena que ele(LULA) esqueceu de trabalhar e começou a roubar.
    Existe muitos outros filmes que mereciam está concorrendo.
    O Lula ” O DONO DO BRASIL” OBRIGOU A COLOCAREM ESSE MÍSERO FILME PARA CONCORRER!

  21. João Cirino Gomes disse:

    Vários Países que deviam ao Brasil tiveram suas dividas perdoadas pelo exelentissimo Presidente Lula; Que além de perdoar as dividas de alguns de nossos impostos a outros, e até a País de primeiro mundo como Grécia: Se Lula tivesse condições financeira; Será que ele daria estes presentes de seu próprio bolso?
    Será que Lula não presenteou nosso sangue e suor com a intenção de exercer cago na ONU? Ao meu ver, Lula o crustáceo, não esta nada preocupado com a situação de seus eleitores; ele só se preocupa com sua imagem de salvador da Pátria, mas só salva suas mordomias a de sua corruptela e familia Genial!

  22. João Cirino Gomes disse:

    Vários Países que deviam ao Brasil tiveram suas dividas perdoadas pelo exelentíssimo presidente Lula; Que além de perdoar as dividas de uma porção de País, doou nossos impostos a outros, e até a País de primeiro mundo como Grécia!
    Se Lula tivesse condições financeira; Será que ele daria estes presentes de seu próprio bolso?
    Será que Lula não presenteou nosso sangue e suor com a intenção de exercer cago na ONU?
    Ao meu ver, Lula o crustáceo, não esta nada preocupado com a situação de seus eleitores; ele só se preocupa com sua imagem de salvador da Pátria, que visa salvar suas mordomias a de sua corruptela e da sua familia Genial!

    Mas não sabe de nada, nem o significado da palavra honra ou corrupção!

  23. Beraldo Dabés Filho disse:

    O Lula não precisa de filme para ser conhecido fora do Brasil.

    Por mais que os seus opositores contestem e fiquem destilando veneno, ele se tornou, por méritos próprios, um cidadão do mundo.

    Como ela sempre ganha, não será surpresa se faturar uma estatueta.

    “Os cães ladram e a caravana passa.”

  24. ANDREZA disse:

    Não sei o por quê mas algo dentro de mim afirma q se eleito o filme, vai ter saído uma graninha aí do povo p pagar os colaboradores…

  25. João Cirino Gomes disse:

    Os cães ladram, e indiferente a caravana de ladrões passa! Os micos amestrados, uns analfabetos e outros oportunistas aplaudem, sem perceberem a lateral do curral que os cerca! Alguns não deveriam estar não no curral, mas como são porcos oportunistas, o chiqueiro lhes seria o lugar mais apropriado!

  26. Diego Franzen disse:

    o filme “Nosso Lar” é mais bonito, mais chamativo e teria mais chances de vencer. mas como as eleições se avizinham e existe a esperança da vitoria da Dilma em primeiro turno, a questão eleitoral pesou mais. Acho o filme do Lula fraco demais pra ganhar o Oscar.

    Diego Franzen
    Jornalista

  27. renato.rvasco@gmail.com disse:

    Êste é o exemplo de um “puxa-saquismo” mais calhorda que já vi na minha vida com uma demonstração explícita de um narcisismo alimentado pelos respectivos puxa-sacos

  28. Beraldo Dabés Filho disse:

    Destilar veneno e ofender os opostos, são práticas que sempre andaram de mãos dadas.

    Não surpreende que os algozes do Presidente Lula as utilizem neste momento. Diante de uma iminente derrota, é de se compreender, mas isto não justifica tanto ódio pelos contrários.

    As expressões chulas e odiosas que utilizam, certamente, refletem suas frágeis personalidade.

    Mudem os resultados das pesquisas e eles se tornarão amorosos. Mudar de lado e de humor, é absolutamente peculiar às pessoas deste tipo.

    Enquanto isto, a caravana passa…

  29. Regina disse:

    nao acho que a vida de Lula seja tema para filme

  30. MAREMOTO disse:

    NA VENEZUELA JÁ INSTITUIRAM ESTA MODALIDADE DE PREMIAÇÃO ?

  31. Thereza disse:

    Acho demagógico e oportunista. A bilheteria deste filme mostrou que o Brasil cresceu, mas há uma turma que “puxa o saco” esperando um retorno custeado com o meu, o seu, o nosso dinheirinho.

  32. João Cirino Gomes disse:

    Lula filho do Brasil, Dilma a mãe do pac e Lulinha que é do Daniel Dantas?

  33. João Cirino Gomes disse:

    Os petistas já estão pensando em distribuir o vale livro do Lula, vale dvd pirata do filme do Lula!
    Ai a cambada vai trocar o DVD com pinga! O livro com tantas babaquices não serve nem para limpar o tóba!

  34. Juquinha Ferreiro Rocher disse:

    Claro que merece. Só assim poderemos ter a continuação que trata do personagem depois que chega a presidência intitulado Lula Filho da P… (Pátria, seus maldosos!)

  35. Roberto Costa disse:

    “No Rio de Janeiro, agora os artistas de rua são proibidos de se apresentar. O espaço público, que antes era de todos, agora está cada vez mais privatizado.”

    Comentário confuso e longe da realidade. Não sei em que cidade a Crítica de Cinema mora, mas acredito que não é no Rio de Janeiro. Será que conhece a Rua Uruguaiana ? Será que conhece o nosso “maravilhoso” camelódromo ? Conhece este “mercado popular” que privatizou um espaço público não permitindo o ir e vir das pessoas na calçada? Sabe que nele são oferecidas cópias piratas de filmes, CDs, roupas e diversos outros produtos culturais, sem pagar um centavo de imposto? Sem remunerar o trabalhador da cultura que perde o emprego porque não existe investimento em produtos pirateáveis? Conhece o odor fétido de urina e excrementos dos moradores das calçadas que habitam o outro lado da Presidente Vargas? Acha isso saudável e natural?

    Quanto ao filme não é pior nem melhor que os outros indicados anteriormente. Aliás, por que dar tanta importância a este prêmio? Eu não vejo um filme porque ganhou o Oscar, vejo porque fui informado por pessoas que o avaliaram e o indicaram, assim como esta Crítica de Cinema.

  36. Markut disse:

    Taunay.
    O seu comentário se divide em duas nítidas e contraditórias posturas.
    Na primeira, uma tentativa, não bem sucedida, de justificar essa aberrante indicação.
    Na segunda, a partir de : Por outro lado…., o seu arrazoado expõe , com lucidez, os malfeitos que nos incomodam, em que a decisão da indicação desse filme tem todos os componentes de uma atitude demagógico- eleitoral, promovida autoritariamente pelo poder central e pelos àulicos de sempre.
    Alem dessa tropa, alguem mais foi ouvido nessa decisão, apresentado que foi como fato consumado e irretorquivel?
    Salvo se eu estiver equivocado, não ocorre que essa indicação oficial poderá ser objeto até de chacota, lá fora?
    Em termos de qualidade de filme, temos muitas outras produções, muito mais aptas a competir, sem nos envergonhar.

  37. Ronny Calling disse:

    SO SE FOR PARA O MUNDO INTEIRO FAZER GOZAÇAO COM O BRASIL.
    ISTO E UMA PIADA OU FOI MESMO?

  38. ATANOR disse:

    Caro Roberto Costa, lembre-se de que em Aushvich a fumaça que saia das chaminés exalava um cheiro adocicado…

  39. Roberto Costa disse:

    Caro Atanor, prefiro o cheiro de sabonete de crianças saindo de uma escola pública decente, após estudar em horário integral, sendo ensinadas por professoras bem remuneradas. Se o nosso imposto fosse bem empregado não haveriam mendigos e camelôs nas ruas. Procuro fazer a minha parte: produzindo riqueza para o país, não atrasando minhas contas e votando em candidatos competentes e dispostos a resolver nossos milhões de problemas. Dentre eles está exatamente a privatização do espaço público pelos camelôs, grafiteiros, birosqueiros e outras pessoas despreparadas para o convívio em sociedade.À entrada de Auschwitz lia-se “Arbeit macht frei” (o trabalho liberta). É o que se fala deste pessoal de rua : “são trabalhadores”. Sim, são trabalhadores sem carteira, sem férias, sem os mínimos direitos trabalhistas. Condenados à uma vida sem futuro. Explorados por empresários da camelotagem que se aproveitam da condescendência de certas pessoas para faturar alto. Este trabalho não liberta, escraviza …

  40. ATANOR disse:

    Muito boa Resposta!

  41. EDUARDA disse:

    CLARO,LULA O FILHO DO BRASIL,É ÓTIMO,EU AMEI O FILME!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *