Início » Cultura » Maior estudo sobre religião reforça a tendência de a ciência querer explicar Deus
Comportamento

Maior estudo sobre religião reforça a tendência de a ciência querer explicar Deus

Pesquisa busca descobrir elementos comuns a todas as religiões, bem como os mecanismos cognitivos que dão suporte ao pensamento religioso. Por Fernanda Dias

Maior estudo sobre religião reforça a tendência de a ciência querer explicar Deus
Pesquisadores passaram três anos coletando dados sobre a prática religiosa

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A ciência surgiu da necessidade do homem de explicar fenômenos naturais por uma perspectiva que buscava ser exata e não mítica. Séculos depois da evolução científica, a humanidade não deixou de lado seus ritos religiosos. Os fatores intrínsecos a essa fé, que é presente em todos os lugares do mundo embora se manifeste de maneiras distintas, têm sido alvo de um projeto chamado “Explaining Religion” (Explicando a Religião), ou EXREL.  Psicólogos, biólogos, antropólogos e estudiosos de religião de várias universidades europeias e norte-americanas passaram três anos coletando dados sobre diversos aspectos que envolvem a prática religiosa, e os resultados estão começando a ser publicados. O projeto é considerado o maior estudo científico sobre o assunto e reforça uma tendência crescente de a ciência querer explicar as crenças.

Em seu site oficial, o EXREL diz que busca descobrir os principais elementos comuns a todas as tradições religiosas, bem como os mecanismos cognitivos que dão suporte ao pensamento religioso e ao comportamento humano. O assunto é tão complexo e indefinido que os participantes do estudo consideram o trabalho feito até agora essencialmente uma coletânea de dados sobre os quais foram construídos esquemas interpretativos para serem postos à prova.

Dentro do projeto, por exemplo, a antiga premissa de que o mal é punido e o bem é recompensado, que teria ajudado na evolução de muitas religiões, foi objeto de estudo do pesquisador Nicolas Baumard. Após submeter entrevistados a um experimento, ele percebeu que, no inconsciente, os voluntários acreditam que há algum tipo de destino que vincula eventos e o comportamento dos seres humanos. Em si, a experiência não é suficiente para tirar conclusões seguras, mas, juntamente com outros elementos, pode contribuir para um diagnóstico estabelecido.

Para a professora de sociologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e doutora em Sociologia da Cultura e Religião, Cecília Mariz, o estudo como um todo parece inovador porque procura adotar  novos conhecimentos e novas tecnologias (como, por exemplo, aparelhos que permitem mapear atividades cerebrais) no estudo da religião:

“Um dos dados que me parece bem especial seria a relação que observaram entre presença de dopamina e crença em Deus. No entanto, os dados apenas não dizem muita coisa. Haverá sempre a questão se aqueles que possuem mais dopamina acreditam mais ou se é a religião que aumenta a dopamina”.

Cecília Mariz ressalta que é nítida a tendência de se estudar a religião através de um viés psicológico e biologicista, como é o caso da pesquisa desses estudiosos das universidades inglesas e norte-americanas. Mas, ela lembra que, para cientistas das áreas de Sociologia, Antropologia e História, a religião sempre foi uma questão importante.

O padre Pedro Magalhães, da Fundação Padre Leonel Franca da PUC-RJ, autor do livro “A fé em Deus de grandes cientistas”, ressalta, no entanto, que a teologia é um pouco pária na academia e que são poucas as universidades que têm uma faculdade dessa área:

“Na Inglaterra, Oxford (onde a EXREL é centrada) tem uma tradição de debate nesse sentido, ao contrário de Cambridge, por exemplo. Mas, em geral, tem havido um movimento muito forte de fóruns de discussão sobre o assunto, o que é muito positivo”.

Engenheiro e doutor em matemática aplicada, padre Pedro Magalhães explica que o cientista sempre buscou entender o que há por trás do sentimento religioso. Cecília Mariz lembra ainda que, diferentemente do que se imagina, algumas religiões surgiram do desejo de unir crença e ciência:

“O espiritismo teve esse projeto em seu surgimento. E a Igreja Católica sempre pede apoio aos cientistas para analisar fenômenos que se pretende reconhecer como milagres”.

Caro leitor,

Você acha que a ciência deve se ocupar com estudos sobre a religião?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

62 Opiniões

  1. Reusham disse:

    Deus é tão simples que a ciência jamais poderá explicá-lo, por que quanto mais tentam, mais distantantes dele ficam.
    Querem vê-lo com olhos naturais, sendo que só é visto quando se tem visão espiritual.
    Deus e a ciência seguem caminhos opostos.

  2. Nina disse:

    No estudo do espiritismo descobriu-se que o fenômeno histérico acompanha todos os transes presentes. Inclusive o da “belle indiference” que acompanha os médiuns, com sua calma acentuada, presente nos quadros descritos desde o século 19.

  3. Arnaldo Ribeiro disse:

    REVELAÇÃO/EXORTAÇÃO
    Urge difundirmos na terra a certeza de que Jesus Cristo já vive agindo entre nós, espargindo a luz do saber em sí, criando Irmãos Espirituais, e a nova era Cristã. Eu não minto, e a Espiritualidade que esperava pela sua volta, pode comprovar que digo a verdade. Por princípio, basta recompormos as 77 letras e os 5 sinais que compõe o título do 1º. livro bíblico, assim: O PRIMEIRO LIVRO DE MOISÉS CHAMADO GÊNESIS: A CRIAÇÃO DOS CÉUS E DA TERRA E DE TUDO O QUE NÊLES HÁ: Agora, pois, todos já podem ver que: HÁ UM HOMEM LENDO AS VERDADES DO SEU ESPÍRITO: ÊLE É O GÊNIO CRIADOR QUE ESSA AÇÃO DE CRISTO: (LC.4.21) – Então passou Jesus a dizer-lhes: Hoje se cumpriu a escritura que acabais de ouvir: (JB.14.17) – O Espírito da verdade que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem conhece, vós o conheceis; porque Ele habita convosco e estará em vós.(MT.14.27) – Tende ânimo! Sou Eu: Não temais: (JB.2.5) – Fazei tudo o que Ele vos disser, (JB.5.27) – porque é o Filho do Homem: (JÓ.9.19) – Se se trata da força do poderoso Ele dirá: Eis-me aqui: Regozijai-vos e fazei jus ao poder que o Nosso Espírito traz às Almas Justas, para a formação da verdadeira Cristandade.

    (MT.26.24) – O FILHO DO HOMEM VAI, COMO ESTÁ ESCRITO A SEU RESPEITO, MAS AI DAQUELE POR INTERMÉDIO DE QUEM O FILHO DO HOMEM ESTÁ SENDO TRAIDO! MELHOR LHE FÔRA NÃO HAVER NASCIDO:

    E, ao recompormos as 130 letras e os 7 sinais que compõem esse texto, todos já podem ler, saber, e entender quem é o Filho do Homem:

    E O FILHO DO HOMEM É O ESPÍRITO QUE TESTA AS ALMAS DO HOMEM E DA MULHER, NA VERDADE DO SENHOR, COMO CRISTO: E EIS A PROVA QUE O FILHO DO HOMEM FOI TREINADO NA LEI CRISTÃ:

    DESPERTAI-VOS, FUTUROS CRISTÃOS: : (MC.14.41) – Ainda dormis e repousais! Basta! Chegou a hora, o Filho do Homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores: E à partir desse Santo Dia, toda Criatura racional que desejar interagir conosco na obra comum da nossa criação, precisa fundamentar-se n`A Bibliogênese de Israel; que já está disponível na internet (Editora Biblioteca 24×7). E quem não quiser, pode continuar vivendo de esperança vã, assistindo passivamente a agonia da vida terrena, à par da auto-destruição do nosso planeta…

  4. André Luiz de Jesus Silva disse:

    No fundo mesmo quando a própria Igreja pede auxílio a Ciência para explicar ditos fenômenos, quer antes de tudo provar a existência do deus por eles apregoado. No caso, a pesquisa vem de encontro com um princípio mais terreno, investigar as profundezas do comportamento fundadas e preenchidas por vários discursos religiosos, que são tantos e tão diversificados que, por vezes, causam confusão e permitem, apenas em casos isolados, acessos, seja de preconceito, violência ou desconsideração pela própria Ciência, que desde o próprio nascimento procurou legitimar investigações mais palpáveis, com evidências.

  5. Luiz Franco disse:

    A religião envolve uma linguagem simbólica, pré-mitológica e supersticiosa que deve interessar sim à diversas ciências, entre elas a antropologia, psicologia e outras. Quanto a provar se Deus existe ou não, deixemos os religiosos perderem tempo com isso.

  6. jackeline disse:

    cintista nao pode explicar maravilhas do senhor so Ele sabe de todas as coisas….

  7. VAN disse:

    Eu vou citar aqui pensamentos do célebre químico e biologista frances,Louis Pasteur que concordo plenamente,e Fonte:Sobral Pinto,cultura(Est.SP.79,13/12/1981)
    A noção do infinito no mundo,eu dela vejo,por toda parte,a inevitável expressão.Por ela,o sobrenatural está no fundo de todas as coisas.A idéia de Deus é uma forma de idéia do infinito.Enquanto o mistério do infinito pesar sobre o pensamento humano,templos serão elevados ao culto do infinito,que Deus se chame Brahma,Allah,Jeová ou Jesus.E sobre a lage desses tempos vereis homens ajoelhados,prosternados,abismados no pensamento do infinito.A Metafísica não faz senão traduzir dentro de nós a noção dominadora do infinito.A concepção do ideal não é,ainda, a faculdade,reflexo do infinito que,em presença da beleza,nos leva a imaginar uma beleza superior? A ciência e a paixão de compreender são outra coisa senão o efeito do aguilhão de saber que põe em nossa alma o mistério do Universo?Onde estão as verdadeiras fontes da dignidade humana,da liberdade,e da democracia moderna,se não na noção do infinito diante da qual todos os homens são iguais?

    É um pensamento profundo e de muita beleza,de um dos maiores vultos da humanidade,Pasteur(1822-1895)

  8. Iury BAS disse:

    Estão pesquisando no local certo: Dentro da cabeça das pessoas….

  9. ceiça alles disse:

    sim, para ver se algumas pessoas se iluminam e algumas religiões que claramente prejudicam as pessoas são erradicadas. criacionismo, não poder cortar cabelos, não poder festejar aniversários e similares, ter os bens extorquidos são alguns pequenos exemplos do que acontece em algumas religiões com raízes cristãs… ter fé parece q ajuda, de vez em quando. na maior parte do tempo, atrapalha. se ao menos os ditos cristãos amassem ao próximo, quase todos os problemas do mundo estariam resolvidos. no mais, abaixo as religiões.

  10. veronica disse:

    não, pois Deus é inesplicável, mas sim sentido, nunca jamais a ciência conseguirá
    explicar sobre Deus.

  11. veronica disse:

    não, pois Deus é inesplicável, somente quem o tem na vida que pode dizer como é maravilhoso, que um dia todos possam ver que Deus existe.

  12. helio disse:

    A ciência não pretende explicar Deus. É uma questão de fé. O que a ciência pode ajudar é o uso que certas pessoas fazem das religiões. A Ciência em muitos casos pode curá-las em outros só a lei.

  13. Nezio Silveira Junior disse:

    É necessário sim que todos tenhan um opinião própria sobre tudo,e saber ouvir as opiniões dos outros,pois, creio que é isso que falta, tanto na ciência como na igreja.Pois faz parte do próprio ser humano querer ser o dono da verdade,por isso desafio todos que leram esta notícia e minha opinião, que da mesma maneira que vc deu cerca de dez minutos do seu tempo para ler,peço que vc também de dez minutos para Deus,chegue a Deus em seu quarto em nome de Jesus e peça que ele testifique em seu coração a verdade,tenho certeza que vc encontrará a verdade sobre Deus.Parabenizo o site por esse espaço para o leitor dar a sua opinião .

  14. Jorge Luís Luz de Queiroz disse:

    Todas as criações humanas tiveram sua origem nas
    emoções humanas e,em especial, no medo.Como o
    conceito de causa e efeito era mal desenvolvido
    nos seres primitivos, eles atribuíam causas so-
    brenaturais a todos os fenômenos naturais,sur-
    gindo os deuses e os demônios,que evoluiram com
    o decorrer do tempo. A ideia central, porém,
    permanece até hoje. Muitos perceberam que tais
    concepções poderiam ser utilizadas de modo lu-
    crativo, como muitos fazem até nossos dias.

  15. Henrique de Almeida Lara disse:

    A religião não é campo muito apropriado para a ciência porque ela escapa aos métodos de observação e experimentação. Ela se projeta para a esfera do sobrenatural. E esse “universo” não está ao alcance do homem. Creio, (e esta é uma opinião pessoal), que aos cientistas e estudiosos não estão proibidos alguns esforços acadêmicos e em pesquisas, todavia a solução dos anseios humanos no tocante à religião jamais será alcançada por esse caminho. Por certo, haverá um dentre dois resultados dessa busca: ou o estudioso se tornará cético ou se tornará religioso.
    Deus não se explica. Ele é inatingível a partir do homem. Se a “iniciativa” partir dele, o homem será atingido por ele e, assim, o homem o terá também. Ou se crê em Deus ou não. “Eis a questão”. Se o homem crer em Deus, deverá buscar os preceitos revelados por Ele mesmo. Não por intermédio de guru algum. Isso porque a religão, quando mal orientada, é um grande mal, quando, porém, bem orientada, é um grande bem, contanto que não caia no fanatismo.

  16. pedro Amaral disse:

    Na simplicidade que existe, para o ser humano observar as coisas, não precisamos buscar a ciência para entender os atos e fatos, somente ler o livro mais lido do mundo que é a biblia que foi escrita a mais de 2000 anos, nele está toda a ciência explicada, se a ciência quiser se ocupar, uma ótima oportunidade aí está com a biblia.

  17. Flavio disse:

    Ciência e religião devem andar lado a lado. Chega de cada uma dar a sua explicação pela metade.

  18. Roberto Henry Ebelt disse:

    Acho que seria mais interessante se a pergunta substituisse a palavra “religião” por CRIADOR ou SUPREMO ARQUITETO DO UNIVERSO. A palavra “religião” está muito desacreditada. Uma das razões para tanto é o fato de que uma religião “autêntica” (existe isso?) estaria baseada na TEOLOGIA. E TEOLOGIA é uma farsa, pois o seu objeto de estudo, que é THEOS (deus), não está disponível para ser estudado. Assim sendo, acho perda de tempo tal estudo.
    Roberto Henry Ebelt

  19. Ivaniza O. de souza disse:

    Acho apenas que a ciência deveria tentar explicar o fenômeno humano da fé,e não coisas que não existem, como deus.

  20. helio disse:

    Ivaniza,
    O que você acha é o que pensa a ciência desde os seus primórdios. A fé também não é objeto da ciência, assim como também não é Deus. A medicina tenta apenas compreender e tratar algumas pessoas que em nome da religião expressam seus distúrbios mentais ou justificam seus crimes. Ciência e religião não se misturam. Uma parte da crença, a outra da dúvida. Uma trata dos fenômenos naturais, outra dos sobrenaturais.

  21. vera disse:

    Deus é inesplicável, a criação só vai conseguir entender o criador se realmente acreditar que existe Deus. Deus, o criador está muito acima da ciência. Aguns falam que a ciência e religião devem caminhar lado a lado. Religiões existem várias cada um segue o que quer, mas Deus está acima de qualquer religião ou de qualquer ciência,isto é, para quem Acredita.

  22. Lucelia disse:

    Acho que não deve, pois nunca vão conseguir provar o sobrenatural que existe em várias religiões, principalmente nas igrejas cristãs

  23. Lucelia disse:

    A humanidade querem a todo tempo entender ou explicar a existência de Deus, não vão conseguir nunca, a não ser pela fé na biblía, quem a isso desconhece, não vão conseguir, assim como mts a milhões de anos atrás não conseguiram.

  24. MCMS disse:

    O que eu sei é que mais de 80% das guerras que ocorrem no planeta terra, são ocasionadas por motivos religiosos. Acho que devemos refletir bastante sobre esta fato terrível mas revelador!

  25. nayara disse:

    eu nao sei eu acho que cada um tem sua crença ums acreditam em deus e outro na ciencia

  26. F.L.S disse:

    O estudo do comportamento humano através da religião sempre será bem vindo, é uma forma de adquirir conhecimento de um padrão comportamental de diferentes grupos religiosos, que compõem parte das diferentes sociedades e culturas no mundo. A existência ou não de Deus é algo particular não cabível de discussão, pois tantos prós como contras vão procurar argumentos dentro daquilo que acreditam ser correto. Por fim acredito que a ciência deva sim estuda a religião, pois expressa uma forma de comportamento dentro da sociedade, entretanto não se atendo a questões subjetivas a fé alheia é particular pode ser estudada mas não questionada.

  27. LOURIVAL MUNIZ REIS disse:

    Na verdade é o ser humano que busca explicações sobre a religião, através da ciência, pois a ciência, não passa de experimentos do ser humano, tão fraco e medíocre diante Onipresença de Deus.

  28. frambell disse:

    E SE DEUS EXISTIR?
    Uma vez, dois homens tinham a tarefa de rolar duas pedras do meio de uma estrada,: uma grande e uma pequena, produtos de um deslizamento. Como apoio, apenas, dois pequenos troncos de árvore. Lá se foram os dois, começando pela pedra menor. Depois de apoiarem os troncos feitos alavancas em uma base de pedra, pressionavam-nos para baixo e para cima. Porém, nada da pedra se mover. Como não conseguissem fazer ceder a pedra menor um milímetro sequer, para que tentar a maior? É lógico. Foram rolar as pedras menores, com as quais eram capazes.
    Não se sabe por qual motivo a ciência tem tentado provar a existência de Deus. Será que tais esforços não são uma tentativa de desmentir a sua existência. Desta feita, porém, segundo consta, tudo está mais bem preparado e, certamente, não repetirão outros resultados. Lograrão sucesso? Por quê não? Entretanto, existem pelo menos duas pedras no meio do caminho da ciência: uma grande e outra pequena. A começar pelos estudos da pedra menor. O universo. Uma criação de Deus. Tanto que, das teorias até hoje tidas como verdadeiras nenhuma é conclusiva. São usadas provisoriamente, até que surja uma teoria plausível. Assim é, e assim tem que ser, a ciência. Nada sobre a terra é definitivo. Tudo é passageiro. Entretanto, Deus não o É. E a ciência sabe.
    Com uma tentativa bem sucedida, certamente, grandes surpresas se anunciarão. Eu acredito na capacidade da ciência do homem. Não só acredito como tenho confiança na sabedoria humana, e em tudo que a ciência realizou. Embora eu não acredite que tenha sido através de uma explosão espetacular. O que levaria tal fenômeno a transformar o caos em um tão elevado grau de organização, que lembra alguém que prepara um altar? Se com o Big-Bang, houve a expansão do universo, como seria o universo antes da explosão?
    O resultado da racionalidade humana mostra que o nosso planeta está longe de estar organizado. Embora haja grandes feitos científicos em benefício da humanidade. Se a humanidade vive sob leis naturais imutáveis a reger os destinos do universo em todas as suas dimensões, Deus não dispensaria cérebros humanos tão privilegiados para auxiliá-lo em cada tentativa da humanidade em evoluir-se. Porém, Deus jamais contraria uma lei que ele mesmo criou. O livre arbítrio, por exemplo.
    Quem não se lembra do caos do início? Alguém deu uma ordem e, depois de bilhões de anos, podemos nos referir a um começo caótico da criação do mundo. Se bem que foi creditada ao acaso. A infinidade de energias que inundam o universo pode ser de energias inteligentes? Claro que pode. A própria fé nos leva a acreditar nessa hipótese. Como crer no que não vemos se não tivermos fé?
    Como pode, os planetas e satélites girarem com velocidade e precisão divinas, num universo tão grande e complexo, de inicio tão conturbado? Por coincidência, entre todos os planetas o nosso, quase invisível de tão pequeno, é o único habitado. Se assim não fosse a ciência já teria descoberto vida em outras galáxias. Por enquanto, somente existem extras terrestres na NASA. Todavia, tanto eles que não existem como nós que existimos, somos partes deste mistério infinito chamado Deus. Seríamos nós um minúsculo rescaldo de tamanha explosão, da qual surgiu o universo? Poderia? É improvável? Quem há de afirmar? Para isso, existe a teoria evolucionista de Darwin e seus macacos que infelizmente não se multiplicaram em sua forma original. A monumental explosão do Big-Bang serviu, apenas, para organizar as galáxias. Como gigantescos continentes, as galáxias têm por paises planetas, estrelas com seu constante brilho de alerta. Além de poeiras e gás. Há, porém, quem ainda não esteja satisfeito com tal organização. Como se fossem deuses de plantão, muito em moda hoje em dia, propõem que de tempos em tempos se realize o realinhamento dos planetas. Apenas, para coincidirem com as linhas do destino das mãos. Para quem acredita em deuses; de preferência pagãos.
    O universo encanta desafiadoramente ao homem. Seus mistérios o fazem sonhar em dominar esta inimaginável imensidão movida a beleza e mistério até agora inalcançável. Entretanto, o homem que sonha tão alto é soberbo demais para dignar-se com humildade a trilhar os próprios caminhos de Deus e encontrá-lo, cara a cara, em vida. Como bem dizem os ilustres comentaristas, Nézio Silveira e Arnaldo Ribeiro. “Vá ao encontro do Deus real, vivo, pelo caminho que o próprio Deus nos mostra, Jesus Cristo!”. Então Ele dirá: “Eis Me, aqui!” E o melhor, sem a necessidade de ir tão longe. Como se isso não extrapolasse todos os limites humanos. Porém, o desejo científico impele à ciência a realizar a grande e complexa missão: provar e anunciar a existência de Deus. Ou não. Motivo mais que suficiente para se sentirem em segurança. Logo a ciência que vive de desafios, de descobertas assombrosas. Por quê não acrescentar à inteligência racional a humildade, uma das virtudes preferidas de Deus? Marque um encontro com o próprio Deus, na certeza de lograr êxito. Mas, o que fazer se Deus existir? Só Deus sabe.
    Frambell Carvalho.

  29. Jorge Luís Luz de Queiroz disse:

    Realmente, é muito difícil conciliar Ciência e religião, pois “A Ciência está aberta à crítica,
    o que é o oposto na religião. A Ciência implora
    para que você prove que ela errada, enquanto a
    religião o condena se você tentar provar que ela
    está errada.Ela lhe diz aceite com fé e cale a
    boca.”
    “A Ciência tem provas sem certeza. Os teólogos
    têm certezas sem qualquer prova.Compete a cada
    um de nós pensarmos, usarmos a razão ou acre-
    ditar no sobrenatural e sermos “eternamente
    crianças”.

  30. Beraldo Dabés Filho disse:

    As religiões, por sacanas, mercenárias e insaciáveis estão em baixa, Deus (a entidade criadora de tudo?) sempre esteve em alta e a Ciência cumpre cada vez mais o seu papel.

    As religiões, se acabarem, não farão falta alguma.

    A Ciência é TUDO. Expressa a criação máxima de Deus, a entidade criadora de TUDO.

  31. FABRINI disse:

    Se a ciência se acha tão importante porque nao consegue descobrir uma coisa tão sem utilidade para muitos ciêntistas que é”religião”.

  32. André Vinícius Vieites disse:

    E segue assim como têm, no pain, no gain. O termo eutanásia drops in the hospital, deriva dalíngua grega e é composta pelo prefixo eu – (boa) e do substantivo tánatos (morte), que significa então na junção do termo “boa morte”. De acordo com a ética religiosa, Deus é o doador da vida, portanto só ele poderá determinar tal final individual, sendo esse fim categoricamente avaliado por um cientista, no caso aí, um médico. É muito importante que os familiares sejam ouvidos e dessa consideração final pode-se avaliar o que Deus não disse nas entrelinhas, continua em estado vegetativo ou bata com as duas e vai embora para o paraíso celestial. Nesse caso religião e ciência disputam um mercado chamado de Sanaty Involucrum Corpus, uma das mais disputadas intenções que a pessoa humana terá que decidir entre sobrevida e morte físico-corporal.

  33. André Vinícius Vieites disse:

    Enquanto não vem a tal “boa morte” da eutanásia e o Sanitti dos italianos equivalente ao SIC (Sanaty Involucrum Corpus e o Sá – Profano)é melhor ver um filme que é recomendado para mentes perturbadas ou simples casais apaixonados. PS Eu Te Amo. Com Hilary Swank. Ou espera algum sinal subjetivo, antes de saber da real disputa entre ciência e religião.

  34. JUNINHO! disse:

    Mas uma vez lá vem a ciência, mas fazer oq?
    A ciência qer é provar q não existe Deus,e tdo mundo sabe disso, fala sério eu ouço isso desde q eu era menino. e para a ciência eu digo: e agora José? rsrsrs

  35. Reusham disse:

    Deus esta tao longe da religiao, dos religiosos e teologos, o quanto esta da ciencia. Deus nao se explica mas se cre

  36. Alice disse:

    Cara é muito engraçado os argumentos dos religiosos… ele nunca sabem argumentar sem atacar! É incrível!! hueheuehuehueue

  37. João Jarnaldo de Araújo disse:

    Indubitavelmente, estamos galgando o momento máximo do desenvolvimento científico, donde busca-se a união do conhecimento humano, para promover-se a síntese, por assim dizer, de sorte a melhor explicar a origem, finalidade e destino da existênica cósmica como um todo, colocando o indivíduo, o hominal, não como o centro, mas como a ponta mais interessante e nescessária desta Inteligência Infinita, que dentre as diversas nominações, também pode ser chamado de DEUS.Esta magistral empreitada é um interessante e emergente clamor que preferimos chamar de GRITO HOLÍSTICO.

  38. Ricardo Rocha disse:

    As religiões, todas, não passam de muletas.
    E ELE, não tem nada com isso.
    A história da Igreja Católica através dos séculos, é sórdida.
    E as outras não lhe ficam atrás.
    Peguem o carro e se dirijam à periferia da cidade, qualquer cidade. Proliferam “igrejas” das mais diversas correntes,sempre de braços abertos para receber os desvalidos, os abandonados pelas circunstâncias da vida.
    Nelas, boçais se dizendo pastores de almas, vociferam a plenos pulmões todo tipo de asneira, agredindo os ouvidos alheios e o pobre do vernáculo.
    Mas o que eles querem mesmo no final da pretensa pregação é tomar do incauto sentado a sua frente o seu rico dinheirinho.
    São uns picaretas.
    Para falar com ELE, não preciso de intermediário.

  39. Endrius disse:

    A religião depende de Deus , mas deus não depende da religião , eu posso me comunicar com deus em qualquer lugar , no ” meu santuário” , não obrigatoriamente aquele imposto pela sociedade em geral , a igreja. A CIÊNCIA QUER DAR LÓGICA A TUDO AQUILO QUE EXISTE , ACREDITO QUE HAJA UMA LÓGICA EM TUDO SIM , MAIS NÃO SABEMOS NEM UM QUARTO DE TUDO O QUE HÁ DE SER DESCOBERTO.Não acredito que a ciência queira provar que Deus não existe , pelo contrario a ciência segue os rastros deixados pelo Pai.

  40. Nestor Motta disse:

    Se o cara não fosse soberano acima de todas as coisas (até da ciência) acho que não mereceria o título de Deus não é mesmo?

  41. Viko Cesar disse:

    O homem criou uma biblioteca inteira para provar pra si mesmo da veracidade de sua criação, para provar também que sua criação o criou assim como tudo o que está a sua volta. Não me convenceu. É um tanto doido, mas é assim que funciona.
    Sim, sou ateu e estou no lucro: tenho 11 anos a mais de vida que o tal JC.

  42. Reusham disse:

    Parabens Ricardo Rocha, se permitires faco das tuas minhas palavras. Concordo plenamente contigo sem tirar uma virgula. Abracos.

  43. leandro disse:

    Não vejo o por que do interesse da ciência em questões religiosas,sendo que a base da religião é a fé que temos na quilo que não podemos vê,tocar algo totalmente desconhecido mas que acreditamos existir.não se têm uma explicação ciêntifica para a fé,religião e ciência são caminhos opostos.A ciência se baseia no lado racional de vemos as coisas ainda si se perde para explicar muitos acontecimentos que nós cerca.já a religião e acreditar no impossivél que existir um ser superior que criou tudo e que nada existiria sem esse ser superior.

  44. Ricardo Rocha disse:

    Como se lê, certos religiosos, espancam a língua portuguesa sem dó nem piedade.

  45. Ricardo Rocha disse:

    Caríssimo Reusham, creio N’ELE, só não creio é em seus pretensos representantes aqui na Terra.

  46. Peter Pablo Delfim disse:

    A ciência como as religiões são criações do homem criado por Deus. Não esboçou-se, naquilo que ainda não foi pensado, a idéia de Deus. Portanto, nada poderá fazer parte ou estar Nele sem perceber a impossibilidade que faz tudo possível.

  47. Reusham disse:

    Ricardo Rocha, eu tambem creio NELE, e nao pertenco a religiao alguma, nao sou religioso, e nenhum vinculo com religioso algum. Minha relacao com ELE e como individuo e nao como grupo. Quanto a escrita, eu quase sempre envio minhas opinioes por celular, e meu aparelho tem esta limitacao dos acentos. Peco desculpas a todos. Mas realmente gostei do seu post. Corajoso, e fico feliz em saber que existe mais um contrario a esta mafia que assola a nacao e o mundo, chamada religiao.

  48. tharcisio vieira disse:

    Deus e amor somente o entnderemos se formos capazes de sairmos de nós mesmos e termos a coragem de pegarmos um caminho inversso ao do mundo, como assim o fizeram os grandes mártires da humanidade, amara por primeiro e deicharam história. O difil ao meu grosso entendimento é termos esta coragem, de amar nossos inimigos, de repartirmos nossos bens, de amar quem fere nossa façe etc.. etc..etc.

  49. Ricardo Rocha disse:

    Reusham, a crítica não foi endereçada a você e sim a um pretenso religioso que, como é comum neles, escreve na quilo em vez de naquilo e não podemos vê em vez de não podemos ver em uma unica frase.
    Já tinha percebido que seu teclado é de língua inglesa.
    Tenho amigos na Inglaterra e nos EUA, sei o que é isso.

  50. Jorge Luís Luz de Queiroz disse:

    Sobre o assunto Religião X Ciência, aconselho a
    pesquisa em “Sociedade dos Cientistas Mortos” –
    Não a Religião – A criação de Deus – onde há um
    excelente artigo , do Professor José Moreira da
    Silva, no qual ele expõe de maneira concatenada
    sobre a criação de deus.
    “Quando a religião tenta engessar um tipo de
    comportamento, está indo contra o próprio pro-
    progresso humano,pois tenta fixar aquilo o que
    não deve ser fixado…Regras fixas de comporta-
    mento não são compatíveis com o ser humano,…”

  51. Ricardo Rocha disse:

    Viram como é comum neles.
    Inversso, deicharam e façe, é dose para elefante.
    Bota grosso entendimento nisso.
    Além de analfabeto é hipócrita.
    Amar nossos inimigos,repartirmos nossos bens e last but not least, de amar quem fere nossa face.
    Ridículo.

  52. Pereira disse:

    O que é mais engraçado nisso tudo é que, basta uns cientistas falarem algumas coisas, e um bando de hipócritas logo acreditam! onde e quando a ciência pode explicar a FÉ? explicar Deus?
    Pois se não fosse as obras de Deus, não existiria ciências, como explicar o universo e seus movimentos milimétricos? como explicar a mecânica do corpo humano? como explicar o equilíbrio da natureza onde nada é demais (a não ser o homem)?
    Nossos estudiosos deveriam pedirem a Deus sabedoria para descobrirem um remédio que cure a ganância humana! o combate ao ego e a mania de superioridade! Mais manipulados do que os hipócritas incultos,são os que acatam opiniões sem ter conhecimento de causa. Onde ter fé e humildade é ser ignorante e fraco?

  53. adenilsom disse:

    Sim para serem bem sucedidos pesquisem a Bíblia, provas arqueológicas, a harmonia da Bíblia
    que foi escrita por vários homens em épocas bem
    diferentes, mostrando claramente que só seria possível por ser de autoria divina. Embora a
    Bíblia não seja livro científico, explica a ciência. Um exemplo é o livro de Jó, que explica que a Terra é redonda, muito antes de Galileu.

  54. SANDRA disse:

    DEUS CRIOU O HOMEM?? ISSO É PIADA,PREFIRO ACREDITAR EM JEAN PAUL SARTRE QUE DISSE QUE O HOMEM CRIOU DEUS.DESCONFIO QUE SIMPLESMENTE PARA SERVIR DE MULETA PARA ALGUMAS PESSOAS QUE NÃO NÃO SABEM NEM QUEM ELAS SÃO,E NEM SE AUTO AFIRMOU E NEM SABEM COMO RESOLVER OS SEUS PROBLEMAS,DAÍ VEM A RELIGIÃO COM SEUS PERSUASIVOS REPRESENTANTES E DECIDE TUDO EM NOME DE “DELES”.ACRESCENTO COM SARTRE QUE O HOMEM CRIOU TAMBÉM O DIABO PARA COLOCAR CULPA POR COISAS RUINS QUE COMETE.( LEIAM A BIOGRAFIA DO DIABO)A MAIOR PREOCUPAÇÃO (INÚTIL)DAS RELIGIÕES É FICAR ALIENANDO AS PESSOAS, PERGUNTANDO DE ONDE VIERAM E PRA ONDE IRÃO,E NÃO SE PREOCUPAM EM SABER O QUE ESTÃO FAZENDO AQUI QUE ACREDITO SER MAIS IMPORTANTE.LOGO O POVO TEM MEDO DE IR PARA O “INFERNO”.”O INFERNO É ESSENCIALMENTE UM ESTADO DE SER QUE NÓS PLANEJAMOS PARA NÓS MESMOS”…( LEIAM O POVO DA MENTIRA).

  55. Flávio disse:

    Caros leitores:
    A minha opinião é a seguinte:
    Existe um programa chamado Evidências, que explica as evidências sobre Jesus Cristo, Deus, Nóe, enfim vários patriarcas que além de ser personagens bíblicos são alguns dos fundadores deste mundo com seus povos, reinados…
    Pesquise na internet, mais precisamente sobre este programa Evidências que passa no canal 56 UHF, que com certeza de quem estiver lendo o meu comentário e prestar muita atenção notará que tem fundamento em tudo o que o Dr. Rodrigo Silva diz, pois ele é Doutor em teologia pela Universidade Hebraica de Jerusalém e tem muito conhecimento e parâmetro para discutir ciencia e religião.
    Outro livro que vou dizer que sana completamente a dúvida se chama: Ciencia descobre Deus da Casa Publicadora Brasileira.
    Qualquer dúvida podem me contactar: flavico2002@hotmail.com
    Fiquem com Deus!

  56. Geferson Alves disse:

    Hoje podemos ver pessoas e assistir eventos a milhares de distância.
    Podemos ver o passado registrado em DVDs e filmes.
    Sabemos que o mundo é infinitamente maior que a Palestina.
    Que os fenômenos de Experiência de Quase Morte (EQM) são cada vez mais comuns.
    Sabemos – pela física quântica – que o Universo é composto de consciências e energias adensadas
    Hoje temos mais condições de entender o que J. de Nazaré – um parapsíquico além da sua época – tentou dizer ao acabar com o antropomorfismo divino judaico: “Deus é amor”, isto é: Não senta em tronos, não tem sexo, pátria, partido, religião e esta em todos nós.
    As religiões são meras consoladoras, enquanto a ciência é esclarecedora e libertaria da “danação eterna e dos infernos religiosos.”

  57. Simone Oliveira disse:

    Poder até pode… Deus na sua infinita sabedoria nos deu livre arbítrio. Mas o fato é que mesmo após anos de pesquisas frustradas não se chegou a nenhuma conclusão. Ao contrário disso a Ciência só prova a cada dia mais a existência de um único DEUS capaz de criar a tudo e todos. Deveriam utilizar este tempo para pesquisas que realmente pudessem ajudar a humanidade ao invés de tentar provar algo que só DEUS poderia ter feito.

  58. Geferson Alves disse:

    Parabéns pela sua
    OPINIÃO DE JORGE LUÍS LUZ DE QUEIROZ (BELÉM, PARÁ) NA DATA: 12 DE MAIO DE 2011 AS 17:12

    Magistral sua afirmação!:

    “A Ciência tem provas sem certeza. Os teólogos
    têm certezas sem qualquer prova”.

  59. MIRIAM GUIMARÃE FONSECA disse:

    a fisíca, explica muita coisa.como tudo que vai volta.
    morremos viramos pó e daí começa o que vamos ser na volta.

  60. Peter Pablo Delfim disse:

    Mas que pretensão! Tem gente que já comeu o ôvo, comeu a galinha e portanto se julga o primeiro. Nem ciência, nem religião conseguiu pensar Deus. Não acredito que Deus se importe em ser ou não conceituado ou seja lá o que for.

  61. Walace Guedes disse:

    Acredito que sim, pois a ciência pode conciliar estudo “fato” de suposições “religiosas”. Tendo em vista a dependência de acreditar em algo, que para o individuo tal pratica seja real…. Ai estar o ponto X da questão, a fé esta mente de cada ser humano. Eu por exemplo acredito em Deus, mas discordo de passagens bíblicas, como Deus tão puro, possa diferencia um “irmão do outro”. Isso são algumas coisas que precisamos refletir!!

  62. Geferson Alves disse:

    Eis alguns livros importantes sobre o assunto:

    “A Fisica da Alma” de Amit Goswami (indiano), pesquisador e professor titular da Universidade de Fisica de Oregon e Phd em física quântica.
    “O Fim da Religião” Ed. Editares.
    Meras crenças e não fatos ainda dominam a “psicosfera” das instituições religiosas, entre estas, algumas fanáticas e patológicas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *