Início » Cultura » Miscelânea de sons, poesia e carnaval para festejar o Rio de Janeiro
Aniversário do Rio

Miscelânea de sons, poesia e carnaval para festejar o Rio de Janeiro

No dia do aniversário da cidade, o Odeon abre as portas para mais um evento “pop-cultural-carnavalesco” na Cinelândia. Por Solange Noronha

Miscelânea de sons, poesia e carnaval para festejar o Rio de Janeiro
O evento acontece nesta terça-feira, 1º de março, no Odeon

Idealizado por Chacal e nascido com este milênio, o Miscelânea Odeon deste ano acontece num dia muito especial: o aniversário do Rio de Janeiro, terça-feira, 1º de março. Todos os participantes prometem homenagens especiais à cidade: “O próprio Miscelânea já é uma homenagem ao Rio. Ainda mais que desta vez a Maria Gladys (atriz com mais de 30 filmes no currículo) será coroada musa do bloco Me Beija Que Eu Sou Cineasta. Tem coisa mais carioca que isso?”, diz o poeta, que é curador do evento pop, cultural e pré-carnavalesco, realizado pelo Grupo Estação com patrocínio da Petrobras.

A festa começa às 19h, dentro e fora do cinema, com o som do DJ Jorge lz, a apresentação de estátuas vivas — “representando o Corcovado, a nossa mulata e o malandro da Lapa”, segundo a produtora Johanna Gondar — e a exibição de um vídeo do carnaval do Rio nos anos 1950. Em seguida, Justo D’Ávila e André Pessoa lerão poemas de Manuel Bandeira juntamente com o colega Chacal, que também festejará a data com uma poesia própria, intitulada “Rio”:

o rio é basicamente o mar

o mar e o amor

amor e mar

atlanticamente amar

o rio é basicamente o riso

humor amor

amor humor

para rolar de rir

água na boca é a guanabara

e o arpoador é joia rara

pelas curvas desse rio

ninguém vai morrer de frio

porque é só se espreguiçar

no sol que sai detrás do mar

Espetáculo gratuito

Depois, tudo é música, com a já tradicional salada de sons do evento, que é gratuito e integra a Cinelândia e o Odeon. Enquanto o Me Beija faz o carnaval na praça, sobem ao palco do cinema as bandas Tono, Letuce e Songoro Cosongo, a única que já se apresentou anteriormente no Miscelânea.

Songoro estará na Miscelânea Odeon

Songoro estará na Miscelânea Odeon

O Songoro faz jus ao nome da festa “pop-cultural-carnavalesca” não apenas pela mistura de ritmos — entre os quais salsa, cúmbia, merengue, frevo, chorinho, candombe, afrobeat, reggae e jazz — como pela origem de seus músicos — tem “carioca” argentino (René Rossano e Javier Nasceu), venezuelano (Aléxis José Graterol), brasileiro (Pedro Pamplona), chileno (Arturo Cussen) e colombiano (Nicolás Blanco e Victor Giraldo). É o percussionista Victor quem conta: “Como no ano passado, vamos nos apresentar com figurinos adequados ao carnaval. Também vamos tocar algumas músicas novas, sendo que uma tem sonoridade andina, diferente, mas totalmente inserida nessa nossa mescla de temperos e sotaques.”

A dupla Letuce — formada pela carioca Letícia Novaes e o petropolitano Luciano Vasconcellos — é estreante no Miscelânea, mas não no Odeon: “Participamos do Cachaça Cinema Clube, em março de 2009, e foi maravilhoso”, conta Letícia. “Aquele palco é sagrado. Estamos muito felizes de tocar lá outra vez. Vai ser um show ‘bacanudo’ e com coisas diferentes, até porque contaremos com aquela tela ‘enooorme’ para fazer alguma algazarra visual e parabenizar o Rio de Janeiro, esta cidade pisciana, sensível e intensa.”

O entusiasmo de Letícia diz tudo. Vista a fantasia e leve também o seu, mais confete, serpentina e muito fôlego para dançar e cantar os “Parabéns” no 446º aniversário do Rio.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Laerte Santos disse:

    Parabéns Rio de Janeiro pelo os seus 466 anos
    o melhor presente você tem. E ser a cidade mais
    bonita do mundo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *