Início » Cultura » Morre Eduardo Galeano, autor de ‘As Veias Abertas da América Latina’
Obituário

Morre Eduardo Galeano, autor de ‘As Veias Abertas da América Latina’

A informação foi confirmada pelo ensaísta e tradutor Eric Nepomuceno, cujo irmão é casado com a filha do uruguaio

Morre Eduardo Galeano, autor de ‘As Veias Abertas da América Latina’
Galeano foi o primeiro autor homenageado com o prêmio à Liberdade Cultural, da Lannan Foundation (Reprodução/Flickr/Mariela De Marchi)

Eduardo Galeano, ensaísta, historiador e ficcionista uruguaio, morreu em Montevidéu nesta segunda-feira, aos 74 anos, devido a complicações de um câncer de pulmão. A informação foi confirmada pelo ensaísta e tradutor Eric Nepomuceno, cujo irmão é casado com a filha do uruguaio.

Galeano gostava de combinar narrativa documental, jornalismo, análise histórica e política. Autor de obras referenciais, como As Veias Abertas da América Latina (1971) e Memória de Fogo (1982-86), ele também era um apaixonado por futebol. Quando menino, sonhava em ser jogador do esporte que inspirou diverso de seus escritos, como O Futebol ao Sol e à Sombra (1995). O jornalista esportivo Richard Williams, do Guardian, que preparou uma lista dos melhores livros sobre o esporte durante a Copa do Mundo, afirmou que Galeano é o Pelé da literatura sobre futebol.

A carreira jornalística começou no início da década de 1960, quando foi editor do Marcha, jornal semanal, que contava com colaboradores renomados como o Nobel Mario Vargas Llosa e Mario Benedetti.

Com o golpe militar no Uruguai, em 1973, Galeano foi preso e forçado a se exilar na Argentina. Só retornou ao seu país de origem em 1985, com a redemocratização.

Em 1975 e 1978, recebeu o prêmio Casa de Las Américas, e em 1993, o prêmio Aloa, promovido pelas casas editoras dinamarquesas. A trilogia Memória do fogo foi premiada pelo Ministério da Cultura do Uruguai e recebeu o American Book Award (Washington University, EUA) em 1989. Já em 1999, Galeano foi o primeiro autor homenageado com o prêmio à Liberdade Cultural, da Lannan Foundation (Novo México).

 

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *