Início » Cultura » Morre o compositor e zoólogo Paulo Vanzolini, aos 89 anos
Obituário

Morre o compositor e zoólogo Paulo Vanzolini, aos 89 anos

Zoólogo por profissão e sambista nas horas vagas, Vanzolini estava internado com pneumonia desde quinta

Morre o compositor e zoólogo Paulo Vanzolini, aos 89 anos
Vanzolini morreu na noite de domingo de complicações relacionadas a uma pneumonia (Reprodução/Veja)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O compositor e zoólogo Paulo Vanzolini, um dos raros sambistas paulistas, morreu na noite deste domingo, 28, aos 89 anos, em São Paulo. Vanzolini havia sido internado na quinta-feira, 25, data de seu aniversário, com pneumonia. Ele morreu de complicações relacionadas à doença.

Considerado, juntamente com Adoniran Barbosa, o grande nome e maior expoente do samba paulista, Vanzolini compôs clássicos como Ronda (De noite eu rondo a cidade / A te procurar sem encontrar / No meio de olhares espio em todos os bares / Você não está), Praça Clóvis (Na praça Clóvis / Minha carteira foi batida / Tinha vinte e cinco cruzeiros / E o teu retrato) e Volta por Cima (Reconhece a queda e não desanima / Levanta, sacode a poeira / E dá a volta por cima). Sobre esta última canção, Vanzolini a considerava um fracasso “porque ninguém entendeu que o importante não é dar a volta por cima, é reconhecer a queda”.

Embora tenha composto mais de 70 músicas, Vanzolini preferia ser reconhecido por seu trabalho como zoólogo. Escreveu mais de 150 artigos científicos e foi diretor do Museu de Zoologia da USP, onde trabalhou por mais de 50 anos. Foi premiado pela Fundação Guggenheim, em Nova York, para quem doou o acervo de sua biblioteca particular, de 25 mil livros.

Vanzolini nasceu em São Paulo em 1924. Era casado com a cantora Ana Bernardo e teve cinco filhos com sua primeira mulher, Ilze. Ele nunca estudou música e nem pensou em largar a zoologia para virar compositor profissional. Fazer música era um hobby que ele praticava nas horas vagas ou para matar as saudades nos tempos em que morou no exterior. Sua importância para a música brasileira, no entanto, é inegável. A sua última composição foi Quando Eu For Eu Vou Sem Pena, gravada por Chico Buarque em 1997.

Veja abaixo trechos do documentário “Um Homem Moral”, que relata o universo musical de Vanzolini, além de sua vida como zoólogo. O filme é do cineasta Ricardo Dias e foi lançado em 2009:

Fontes:
Veja - Morre Paulo Vanzolini, autor de 'Ronda' e 'Volta por Cima'

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Áureo Ramos de Souza disse:

    É porque Paulo Vanzolini é da época que os compositores não apareciam e o povo tinha a mania de dizer toca aquela música de Noite Ilustrada Dá a Volta por Cima. Hoje os compositores aparecem mais e os cantores fazem questão de dizer de quem é a composição. Vá com Deus Paulo, você já deu a volta por cima.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *