Início » Cultura » Nasce Jean-Luc Godard
NESTA DATA

Nasce Jean-Luc Godard

Cineasta da 'Nouvelle Vague' nasceu em 3 de dezembro de 1930

Nasce Jean-Luc Godard
Jean-Luc Godard foi um dos mais influentes cineastas do pós-guerra (Foto: Wikimedia)

Jean-Luc Godard foi um dos cineastas franceses mais influentes do pós-guerra. Seu primeiro longa, lançado em 1959, A Bout de Souffle, apresentava uma linguagem cinematográfica diferente e foi considerado inovador. A Bout de Souffle rompia com as fórmulas de narrativa, continuidade, som e movimentação de câmeras aceitas na época.

O filme foi um dos marcos do Nouvelle Vague, movimento formado principalmente por escritores da influente revista de cinema Cahiers du Cinema, onde Godard trabalhou. O filme ganhou aclamação mundial como um documento definitivo de sua época. Da noite para o dia, Godard passou a ser reverenciado como o talento cinematográfico mais importante de sua geração.

Mais tarde em sua carreira, ele também desafiou os meios comuns de produção, distribuição e exibição, em um esforço consciente para subverter as convenções de Hollywood e criar um novo tipo de cinema.

Godard nasceu em Paris, em 3 de dezembro de 1930, o segundo de quatro filhos. Depois de passar a infância na Suíça, estudou etnologia na Sorbonne, mas passou a maior parte de seus dias no Cine-Clube du Quartier Latin, onde conheceu François  Truffaut e Jacques Rivette, ambos fanáticos por cinema. Em maio de 1950, os três lançaram o La Gazette du Cinema, uma revista mensal sobre cinema  que circulou até novembro do mesmo ano. Foi lá que Godard publicou suas primeiras críticas, assinadas por ele ou sob o pseudônimo Hans Lucas.

Em janeiro de 1952, Godard começou a escrever para a Cahiers. Seus trabalhos lhe renderam a reputação como um dos maiores críticos do cinema francês. Na mesma época, ele aperfeiçoava seu estilo de direção na produção das comédias curtas Tous lês Garços S’Appellent Patrick (1957), Charlotte et son Jules, e Une Histoire d’Eau (ambos em 1958).

Outros filmes que vieram depois reforçaram sua reputação como um dos diretores mais criativos da Nouvelle Vague: Vivre as vie (1962), Bande à part (1964), Alphaville (1965), Pierrot le fou (1965), Deux ou trois choses que jê sais d’elle (1966), La Chinoise (1967) e Week-end (1968).

Fontes:
The New York Times - Jean-Luc Godard
Wikipédia - Jean-Luc Godard

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *