Início » Cultura » O impacto de máquinas inteligentes sobre os humanos
inteligência artificial

O impacto de máquinas inteligentes sobre os humanos

Livro analisa as implicações da criação da inteligência artificial

O impacto de máquinas inteligentes sobre os humanos
Escrever sobre inteligência artificial é difícil. O primeiro passo é passar pelo teste da risada (Reprodução/Internet)

Tentar fazer essas reflexões de antemão certamente é algo bom (Reprodução/DanielPudles)

Os humanos gostam de se considerar especiais, mas a ciência costuma destruir essas ilusões. Essa é a meta final das pesquisas de inteligência artificial (IA) – e suas consequências possíveis são tema do novo livro de Nick Bostrom, filósofo da Universidade de Oxford.

Escrever sobre inteligência artificial é difícil. O primeiro passo é passar pelo teste da risada. Assim como a energia gerada por fusão nuclear, os especialistas vêm prevendo que faltam 20 anos para que sejam desenvolvidas máquinas inteligentes há meio século.

Bostrom observa que, de fato, houve muito progresso, embora este tenha se limitado em grande parte a um conjunto limitado e bem definido de tarefas, tais como reconhecimento de fala e a capacidade de jogar xadrez.

Tendo tomado a possibilidade de desenvolvimento da IA como fato, Bostrom dedica a maior parte do seu livro a analisar as implicações de sua criação. Ele é mais conhecido por seus trabalhos sobre riscos existenciais, de modo que não é surpreendente que ele conclua que, embora máquinas superinteligentes possam oferecer muitos benefícios, criá-las pode ser arriscado.

Mas o livro ainda assim é valioso. As consequências de introduzir uma segunda espécie inteligente na Terra são amplas o bastante a ponto de merecerem grandes reflexões, mesmo se a perspectiva de realmente fazê-lo pareça remota. Tentar fazer essas reflexões de antemão certamente é algo bom.

Fontes:
The Economist-Clever cogs

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *