Início » Cultura » ‘O Mensageiro’: filme questiona o verdadeiro papel do jornalista
Crítica

‘O Mensageiro’: filme questiona o verdadeiro papel do jornalista

Baseado em fatos reais, o longa traz à tona a biografia de Gary Webb, um premiado jornalista investigativo americano, que foi encontrado morto há exatos 10 anos

‘O Mensageiro’: filme questiona o verdadeiro papel do jornalista
Com direção de Michael Cuesta, o longa questiona o verdadeiro papel do jornalista e até que ponto é uma profissão segura e íntegra (Reprodução/Internet)

Estreia hoje (11/12), nas telonas, o filme O Mensageiro. Baseado em fatos reais, o longa traz à tona a biografia de Gary Webb, um premiado jornalista investigativo americano, que foi encontrado morto há exatos 10 anos (até hoje há teorias de que não foi suicídio). Ele trabalhava no San Jose Mercury News, em 1996, quando escreveu uma série de reportagens – que depois virou livro – na qual ligava a CIA ao aumento do tráfico de crack em Los Angeles. O dinheiro arrecadado com a venda ilegal, de acordo com o repórter, seria usado para financiar uma revolução, na Nicarágua, que era contra o governo de Sandino. Teoria da Conspiração ou verdade omitida por ser inconveniente? O julgamento cabe ao espectador, mas o filme segue a partir do ponto de vista do biografado (mas, não é um documentário).

Com um bom roteiro (de Peter Landsman), boas atuações e trilha sonora, a biografia cinematográfica traz o ator Jeremy Renner (que deu conta do recado) na pele do polêmico repórter que mexeu com os poderosos e sofreu diversas conseqüências em sua vida privada e profissional. Com direção de Michael Cuesta, o longa questiona o verdadeiro papel do jornalista e até que ponto é uma profissão segura e íntegra. Só porque as fontes não são idôneas versões tornam-se mentiras? Há verdades fortes demais que não merecem ser contadas? Um furo de reportagem pode ser considerado suspeito só porque jornais maiores não deram antes? Esses são os tipos de perguntas que o filme deixa no ar. Provavelmente o longa deve até ser exibido, em breve, como atividade complementar nas cadeiras de Ética das universidades que lecionam Jornalismo (menos nos EUA, é claro!)…

Vale à pena conferir O Mensageiro. É um filme que conta uma boa história e que convida o espectador a refletir.

*Anna Cecília Fontoura é jornalista e escreve no site BlahCultural, parceiro do Opinião e Notícia

Fontes:
Blah Cultural

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *