Início » Cultura » O retorno do grande maestro inglês ao Reino Unido
Sir Simon Rattle

O retorno do grande maestro inglês ao Reino Unido

Sir Simon Rattle será o novo diretor musical da Orquestra Sinfônica de Londres a partir de 2017

O retorno do grande maestro inglês ao Reino Unido
Sir Simon é regente titular da Filarmônica de Berlim desde 2002 (Fonte: Reprodução/Getty Images)

Sir Simon Rattle será o novo diretor musical da Orquestra Sinfônica de Londres (LSO) a partir de 2017. Sir Simon, diretor artístico e regente titular da Filarmônica de Berlim desde 2002, tem sido visto como o candidato natural para substituir Valery Gergiev, uma mudança que colocará o principal maestro do Reino Unido à frente da mais prestigiosa orquestra do país.

Aos 60 anos, Sir Simon declarou que a posição de diretor musical da LSO será o último cargo que ocupará. É possível então que tenha sido seduzido pela conversa (ou talvez por algo mais definitivo) a respeito da nova sala de concertos da capital. Recentemente, Sir Simon disse à BBC que pensaria em voltar para Londres se a cidade tivesse uma sala de concertos “adequada”, uma esperança que está mais perto de se concretizar, desde que, a pedido do chanceler, George Osborne, um estudo de viabilidade se transformou em um projeto arquitetônico. Como Sir Simon observou, o Barbican Centre, sede da LSO, é apenas “útil”. Assim como criticou o Royal Festival Hall, a maior sala de concertos de Londres, ao dizer que “a vontade é fugir do local na primeira meia hora do ensaio”. Agora a sala oferece condições melhores aos músicos, depois de uma reforma dispendiosa, mas a acústica não é boa.

Antes de ser diretor artístico da Filarmônica de Berlim, Sir Simon regeu a Orquestra Sinfônica da Cidade de Birmingham, quando a orquestra se tornou, sob sua regência, uma das mais famosas do Reino Unido. Ele regeu a LSO em diversas ocasiões, sendo que a orquestra brilhou com Sir Simon Rattle no pódio na cerimônia de abertura das Olimpíadas em Londres.

Fontes:
The Economist - Sir Simon Rattle: Return of the native

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *